Supremo manda Dirceu voltar de seu “passeio” a São Paulo

Dirceu depois queria ir à Minas festejar o Natal

Deu em O Tempo

Relator dos processos de execução das penas dos condenados no julgamento do mensalão, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso suspendeu neste sábado (22) autorização da Justiça do Distrito Federal para o ex-ministro José Dirceu (Casa Civil) viajar. Ele estava passando o fim de semana em sua casa de campo em Vinhedo, a 80 quilômetros da capital, quando soube que teve o benefício de viajar suspenso.

Desde o início do mês, Dirceu cumpre pena no regime aberto em Brasília, tendo que passar as noites e os fins de semana em sua casa. Ele chegou a ficar preso 354 dias entre os regimes fechado e semiaberto.

No julgamento, o petista foi condenado a 7 anos e 11 meses de prisão por ser considerado mentor do esquema de desvio de dinheiro público que abasteceu o pagamento de propina a aliados no Congresso durante o início do governo Lula.

Em seu despacho, Barroso afirmou que decidiu suspender a liberação porque não recebeu “qualquer comunicação formal” do Tribunal de Justiça do DF sobre o pedido do petista. O ministro lembra ainda que Dirceu teve autorização para deixar Brasília mesmo com parecer desfavorável do Ministério Público. A medida tem efeito até que o relator tome conhecimento do pedido do petista e se manifeste.

TERÁ DE VOLTAR

Segundo reportagem do jornal “O Globo”, o juiz da Vara de Execuções Penais e Medidas Alternativas do DF, Nelson Ferreira Júnior, autorizou Dirceu a ir a São Paulo entre os dias 18 de novembro e 2 de dezembro. Como o ex-ministro já está em São Paulo terá que voltar a Brasília, quando for notificado.

O ex-ministro solicitou ainda uma viagem a Minas Gerais, onde iria passar o período natalino com sua família, mas ainda não houve decisão da Justiça do DF.

Depois de um ano depois das primeiras prisões do processo do mensalão, que aconteceram no dia 15 de novembro de 2013, a maior parte dos políticos condenados no esquema já está fora da cadeia.

Além de Dirceu, o ex-presidente do PT José Genoino e o ex-tesoureiro da sigla Delúbio Soares, por exemplo, cumprem suas penas no regime aberto.

DELÚBIO TAMBÉM IA PASSEAR

A Justiça do Distrito Federal também autorizara o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, condenado no julgamento do mensalão, a realizar viagens a Goiânia e a São Paulo. Ele cumpre regime aberto em Brasília, passando as noites e os fins de semana em sua casa.

Mas o ministro Luis Roberto Cardoso também vetou as viagens de Delúbio, que alegava estar a serviço da CUT nessas idas a Goiânia e São Paulo.

13 thoughts on “Supremo manda Dirceu voltar de seu “passeio” a São Paulo

  1. Mais um fato que demonstra que esses reeducandos do nosso sistema prisional, por pertencerem a algo bem organizado, se acham acima de tudo e todos. Deveriam é aplicar a regressão de pena para que esse meliante voltasse ao Regime Fechado, que apenas não pegou graças aos conchavos no STF. A sua pena só faltou ser de 7 anos 11 meses 29 dias e 3.599 segundos! Uma vergonha o ‘alívio’ que deram ao ” Núcleo Político’ que teve em média uma pena 3 vezes inferior as dadas ao ” Núcleo Financeiro” ! Ele já desmintiu ser dono da conta 660-46652 do Delta Bank, nas Ilhas Caymans, conforme o Tuma denunciou, com provas às fls. 545 à 555?

  2. O comunista José Dirceu está acabado.A velhice precoce salta aos olhos.

    PS-Não subestimem esse comuna,porque guarda o ódio no freezer.
    Não hesitará em se vingar das provações que passa.

  3. Quebrados, mas ainda abusados.

    Sabem que aos trancos e barrancos, o projeto do Foro de São Paulo, é tocado com muitos cúmplices, e a aparente letargia e leniência na caminhada, deve sempre ser instigada, para ver e sentir como ainda vive o plano de poder…

    Como disse o leitor, senhor Carlo Germani, não subestimem a peça…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *