Surgimento do coronavírus pode ser uma represália de Gaia, a nossa Mãe Terra?

Resultado de imagem para papa e a terra frasesLeonardo Boff

Hoje é um dado da consciência coletiva dos que cultivam uma ecologia integral, como tantos cientistas como Brian Swimme e o Papa Francisco, em sua encíclica “Sobre o cuidado da Casa Comum”, que tudo está relacionado com tudo. Todos os seres do universo e da Terra, também nós, seres humanos, somos envolvidos por redes intrincadas de relações em todas as direções de sorte que nada existe fora da relação. Esta é também a tese básica da física quântica de Werner Heisenberg e de Niels Bohr.

Isso o sabiam os povos originários como vem expresso nas palavras sábias do cacique Seattle de 1856: “De uma coisa sabemos: a Terra não pertence ao homem. É o homem que pertence à Terra. Todas as coisas estão interligadas como o sangue que une uma família; tudo está relacionado entre si. O que fere a Terra fere também os filhos e filhas da Terra. Não foi o homem que teceu a trama da vida: ele é meramente um fio da mesma. Tudo o que fizer à trama, a si mesmo fará”.

ÍNTIMA CONEXÃO – Vale dizer, há uma íntima conexão entre a Terra e ser humano. Se agredimos a Terra, nos agredimos também a nós mesmos e vice-versa.

A mesma percepção tiveram os astronautas de suas naves espaciais e da Lua: Terra e humanidade constituem uma mesma e única entidade. Bem o testemunhou Isaac Asimov em 1982, a pedido do New York Times, fazendo um balanço dos 25 anos da era espacial:

”O legado é a percepção de que, na perspectiva das naves espaciais, a Terra e a Humanidade formam uma única entidade” (New York Times,9 de outubro de 1982).

NÓS SOMOS TERRA – Homem vem de húmus, terra fértil, ou o Adão bíblico significa o filho e a filha da Terra fecunda. Depois desta constatação, nunca mais sairá de nossa consciência de que o destino da Terra e da humanidade é indissociavelmente comum.

Infelizmente ocorre aquilo que o Papa em sua encíclica ecológica lamenta: “Nunca maltratamos e ferimos nossa Casa Comum como nos últimos dois séculos” (n.53).

A voracidade do modo de acumulação de riqueza é tão devastadora que inauguramos, dizem alguns cientistas, uma nova era geológica: a do antropoceno. Quer dizer, quem ameaça a vida e acelera a sexta extinção em massa, dentro da qual já estamos, é o próprio ser humano.

FIM DAS ESPÉCIES – A agressão é tão violenta que por ano desaparece um grande número de espécies de seres vivos, inaugurando algo pior que o antropoceno, o necroceno: a era da produção em massa da morte.

Como Terra e Humanidade estão interligadas, a produção de morte em massa se produz não só na natureza mas no interior da própria humanidade. Milhões morrem de fome, de sede, vítimas da violência bélica ou social em todas as partes do mundo. E insensíveis, nada fazemos.

Não sem razão James Lovelock, o formulador da teoria da Terra como um superorganismo vivo que se autoregula, Gaia, escreveu um livro “A vingança de Gaia” (Intrínseca 2006).

REAÇÃO DA TERRA – Estimo que as atuais doenças como a dengue, a chikungunya, a zica virus, sars, ebola, sarampo, o atual coronavirus e a generalizada degradação nas relações humanas, marcadas pela profunda desigualdade/injustiça social e pela falta de solidariedade mínima, sejam uma represália de Gaia pelas ofensas que ininterruptamente lhe infligimos.

Não diria como J. Lovelock ser “a vingança de Gaia”, pois ela, como Grande Mãe não se vinga, mas nos dá severos sinais de que está doente (tufões, derretimento das calotas polares, secas e inundações etc.) e, no limite, pelo fato de não aprendermos a lição, nos faz uma represália como as doenças referidas.

A AVENTURA HUMANA – Evoco o livro-testamento de Théodore Monod, talvez o único grande naturalista contemporâneo, já falecido, em seu livro “E se aventura humana vier a falhar” (Paris, Grasset 2000): “Somos capazes de uma conduta insensata e demente; pode-se a partir de agora temer tudo, tudo mesmo, inclusive a aniquilação da raça humana; seria o justo preço de nossas loucuras e de nossas crueldades” (p.246).

Isso não significa que os governos do mundo inteiro, resignados, deixem de combater o coronavirus, proteger as populações e buscar urgentemente uma vacina para enfrentá-lo, não obstante suas constantes mutações. Além de um desastre econômico-financeiro pode significar uma tragédia humana, com um incalculável número de vítimas.

RESPEITO AOS LIMITES – Mas a Terra não se contentará com estes pequenos presentes. Ela suplica uma atitude diferente face a ela: de respeito a seus ritmos e limites, de cuidado por sua sustentabilidade e de sentirmo-nos mais que filhos e filhas da Mãe Terra, mas a própria Terra que sente, pensa, ama, venera e cuida. Assim como nos cuidamos, devemos cuidar dela.

A Mãe Terra não precisa de nós. Nós precisamos dela. Ela pode não nos querer mais sobre sua face. E continuará a girar pela espaço sideral, mas sem nós, porque fomos ecocidas e geocidas.

Como somos seres de inteligência e amantes da vida, podemos mudar o rumo de nosso destino. Que o Espírito Criador nos fortaleça nesse propósito.

16 thoughts on “Surgimento do coronavírus pode ser uma represália de Gaia, a nossa Mãe Terra?

    • Up to 60% of the human adult body is water. the brain and heart are composed of 73% water, and the lungs are about 83% water. The skin contains 64% water, muscles and kidneys are 79%, and even the bones are watery: 31%.
      A água predomina. A terra deve existir na cabeça do Boff!

  1. mais um gaiato querendo condenar aqueles que não professam sua nefasta ideologia socialista, que ele acha ser deus, mas que sabemos de que deus ela fala: Marx.
    E, Cuba está aí para mostrar o que verdadeiramente almeja esse elemento para os povos da terra.
    Ele já deixou bem claro isto em seus escritos, quando elegeu monstros como Fidel e Che como salvadores da humanidade. Está escrito em seus artigos, que seria bom todos ler.

    Ps. É bom não esquecer que o Homem é o ato e não o que sai de sua boca, que na maioria esmagadora das vezes é para tornar o semelhante em seu escravo.

  2. Nao entendi.

    Como sempre os textos de “pensadores” ligados a esquerda são contorcionismos para mostrar que o capitalismo e os povos ocidentais são culpados de tudo que existe de ruim no mundo.

    A terra , como parte de um mundo criado por Deus, está sofrendo pela mão destruidora da sociedade industrial e escolhe para mostrar seu descontentamento , um povo que não acredita neste Deus, a China.

    Ai a China( Mais uma vez ela, sempre ela, ) joga isso para o mundo todo e assiste de camarote o desespero de não saber o que fazer.

    Pode parecer maniqueísmo, mas nessa não dá para evitar.

    Sr Leonardo, o sr tão ligado as causa socialistas, tão próximo a eles, o sr enviou este artigo para ser publicado na China? Qual foi a repercussão lá?

    Afinal o vírus nasceu e cresceu lá e depois foi jogado para o mundo; lá esta o mais perfeito exemplo de degradação do ambiente em busca do lucro e sr quer jogar reflexão para o Ocidente?

    Não se trata de ignorar os avisos da natureza, mas sim de responsabilizar quem realmente deve. Nem sempre é possível mas neste caso, parece não restar dúvidas.

    Vou aguardar seu artigo no Diario do Povo e ver a repercussão.

  3. E esse Leonardo Boff come o que?
    Se não plantar, a terra só vai produzir tiririca.
    Salvo se esse Boffe for o novo João Batista que vivia no deserto e comia gafanhotos.
    Mas o caso dele não é a Terra, é a ideologia, ele vai morrer acreditando que ser comunista é bom e todo mundo vai comer picanha e andar de Camaro.

  4. Gosto muito dos artigos de Leonardo Boff.

    Mesmo com a sua tendência à esquerda, apesar de apoiar ainda o PT e ser um seguidor de Lula, preciso enaltecer a inteligência do ex-frei, pois eu o admiro em seus conhecimentos.

    Mas, Leonardo escorregou no limo de suas argumentações sobre a possível vingança do planeta, com relação ao mal que a espécie humana vem lhe causando!
    A tal ponto, que Leonardo anula o Criador por completo; Deus deixa de existir, e somos comandados pela Mãe Natureza, que seria realmente quem nos criou e permitiu que vivêssemos desde o nosso surgimento até os dias de hoje!

    Leonardo desfaz a Bíblia, simplesmente.
    Nega os Ensinos de Cristo;
    Tudo o que nos foi ensinado ao longo do tempo não tinha valor algum;
    Deus não é mais a figura masculina, que vinha sendo cultuado há milhares de anos, não.
    Agora, a Natureza, é a Deusa de toda a humanidade e vida existente na Terra.

    Bem que eu gostaria que Leonardo explicasse o célebre, famoso, importantíssimo, majestoso, poderoso, questionamento com Jó, quando este depois de tanto sofrimento quis conversar com o Criador para saber por que tantas dores e perdas!

    “Quem é este que escurece o conselho
    com palavras sem conhecimento.
    Agora cinge os teus lombos, como homem;
    e perguntar-te-ei, e tu me ensinarás.
    Onde estavas tu, quando eu fundava a terra?
    Faze-mo saber, se tens inteligência.
    Quem lhe pôs as medidas, se é que o sabes?
    Ou quem estendeu sobre ela o cordel.
    Sobre que estão fundadas as suas bases,
    ou quem assentou a sua pedra de esquina.
    Quando as estrelas da alva juntas alegremente cantavam,
    e todos os filhos de Deus jubilavam.
    Ou quem encerrou o mar com portas,
    quando este rompeu e saiu da madre.
    Quando eu pus as nuvens por sua vestidura,
    e a escuridão por faixa.
    Quando eu lhe tracei limites, e lhe pus portas e ferrolhos.
    E disse:
    Até aqui virás, e não mais adiante,
    e aqui se parará o orgulho das tuas ondas …”

    E segue Deus dando uma bronca daquelas no ousado terráqueo!

    Temos de deletar de nossas mentes a crença em Deus e no Cristianismo, pelo fato de ser a Natureza quem verdadeiramente tem poderes sobre a humanidade e não o nosso Criador!?!?

    Relembrando, então, e desde épocas remotas: Lepra;
    Tuberculose;
    Sífilis;
    Peste Bubônica.

    Da Idade Média para cá:
    Gripe Espanhola;
    Câncer;
    AIDS;
    Gripe Aviária;
    Gripe Suína;
    Vírus H1N1;
    Influenza e suas variações;
    Coronavírus …

    Trata-se de a Terra estar se vingando do homem, conforme os males que este vem provocando a ela ao longo do tempo?!

    Então não precisamos mais rezar?
    Cultuar a Deus?

    Nossos deuses serão a chuva, raios, trovões, vulcões, mares, rios, montanhas, vendavais, secas, inundações …?!
    E como punição quando desgostamos a Mãe:
    doenças, fome, sede, miséria, pobreza, mortos através dos fenômenos da Natureza – tsunamis, deslizamentos, inundações … -, e quando a Mãe furiosa conosco, cria novos vírus para nos castigar??!!

    Certamente Leonardo foi inoculado com uma variação do Coronavírus, que atinge as antigas crenças, e que nos obriga a esquecê-las para que as substituamos por novas.

    Deus me livre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *