Tasso avisa que o apoio do PSDB ao governo Temer só dura até decisão do TSE

Tasso cumpre o doloroso dever de comunicar…

Silvia Amorim
O Globo

Cotado para disputar uma eleição indireta no caso de saída do presidente Michel Temer, o presidente interino do PSDB, Tasso Jereissati, afirmou nesta quinta-feira que o apoio do PSDB ao governo Temer está assegurado somente até o julgamento da chapa Dilma/Temer pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), previsto para o próximo dia 6. Até lá, o partido não deve tomar nenhuma decisão sobre um possível desembarque do governo.

Após reunião com caciques da sigla em São Paulo, no apartamento do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o senador afirmou que esta posição poderá ser reavaliada a partir do que for decidido pelo TSE.

NO DIA D — “Estamos dando como data importante o julgamento do TSE (para tomar uma decisão dos rumos do partido). Vamos ver o que acontece no dia 6” — disse Tasso.

Também participaram do encontro, que durou quase três horas, o governador Geraldo Alckmin e o prefeito João Doria. “Todos aqui defendem muita cautela e acham que qualquer decisão precipitada vai ter consequências graves para o país” — disse o senador.

Tasso também mandou um recado ao PT ao dizer que é preciso um “desarmamento de espíritos” neste momento para se encontrar a melhor solução.

VIDA NORMAL — “Esperamos que eles estejam revendo essa posição. O desarmamento dos espíritos no Brasil é fundamental para que a gente possa retomar a vida normal” — afirmou o senador Jereissati.

Há interlocutores do PSDB, entre eles FHC, tentando abrir diálogo com o PT para uma saída negociada para a crise.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Em tradução simultânea, o PSDB está dando adeus a Michel Temer, porque em Brasília já se sabe que o presidente será cassado pelo TSE no julgamento que se inicia dia 6 de junho, porque não será aceita a tese de divisão da chapa. A ex-presidente Dilma Rousseff será atingida frontalmente, porque vai perder os direitos políticos que o amigo Ricardo Lewandowski gentilmente lhe ofertou na aprovação do imepachment pelo Senado. E Dilma terá de arquivar a intenção de ser candidata a deputado federal em 2018. Só poderá votar e disputar eleições em 2026, e até lá morreu o Neves, como se dizia nos bons tempos. (C.N.)

5 thoughts on “Tasso avisa que o apoio do PSDB ao governo Temer só dura até decisão do TSE

  1. Já pensou, uma arma secreta invisível,
    você mira, dispara, e o cara tem um AVC fulminante!
    Cheio de alvo, para teste, no Senado, na Câmara…

    Fica mais barato que as próximas 30 operações da Lava Jato

  2. Newton, não participo do entendimento que Lewandowski deu, ofertou ou presenteou Dilma com seus direitos políticos. Lewandowski só estava conduzindo o julgamento, nada mais. A cassação de Dilma foi uma coisa tão grosseira e absurda que alguns senadores ficaram com vergonha de cassar os direitos políticos de Dilma. Lewandowski estava ali para coonestar: Coonestou. Esse julgamento pelo TSE é outra aberração. Se Dilma não é mais presidente, qual a razão de ser julgada? Qualquer advogado de porta-de-xadrez pode reverter essa tese de julgar “um presidente” que já foi cassado. Como o PT é povoado de gente burra, a começar por Eduardo Cardozo, é possível que “engulam esse sapo” como dizia o grande senador Pinheiro Machado da Primeira República.

  3. PSDB é um partido rasteiro ,facção criminosa que entre seus integrantes há vários bandidos de alta periculosidade e o pior traidores , na espreita vendo o cerco apertar , esperam uma situação apropiada para evadir e esperar ou criar novas oportunidades para cometer novos delitos .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *