Tem muito mais corrupção na Petrobras, afirma empreiteiro

Deu na Veja e no Estadão

Preso na carceragem da Polícia Federal em Curitiba desde 14 de novembro, o presidente da empreiteira UTC, Ricardo Pessoa, afirmou em anotações à mão que as irregularidades na Diretoria de Abastecimento da Petrobrás – da qual foi titular o ex-diretor Paulo Roberto Costa, delator do esquema alvo da Operação Lava Jato – são “fichinha” se levadas em conta outras áreas da estatal. O executivo, apontado como coordenador do cartel que atuou em contratos da petrolífera, também escreveu sobre as doações das empresas à campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff.

As anotações foram divulgadas pela revista Veja, que teve acesso a seis folhas de caderno manuscritas. A publicação confirmou que a caligrafia é de Pessoa por meio de um exame grafotécnico feito pelo perito Ricardo Molina, da Unicamp. O Estado procurou o advogado do executivo, Alberto Toron, mas não obteve retorno, até esta edição ser concluída.

Ao mencionar as doações de campanha, Pessoa escreveu que “as empreiteiras juntas doaram para a campanha de Dilma milhões”. “Já pensou se há vinculações em algumas delas. O que dirá o nosso procurador-geral da República. STF a se pronunciar”, anotou o presidente da UTC.

Segundo a revista, o trecho era antecedido por outro texto no qual Pessoa escreve que, embora parlamentares considerem que doações oficiais de campanha não configuram crime, pode haver delito se for provada relação direta entre a contribuição eleitoral e contratos públicos.

Na delação premiada de Augusto Mendonça, executivo da Toyo Setal, ele havia dito aos investigadores da Lava Jato que o ex-diretor de Serviços Renato Duque pediu doação ao PT como contrapartida aos contratos da empresa com a Petrobrás. Duque nega desvios.

Pessoa menciona também que o tesoureiro da campanha de Dilma, Edinho Silva, está “preocupadíssimo”. “Todas as empreiteiras acusadas de esquema criminoso na Operação Lava Jato doaram para campanha de Dilma. Será se (sic) falarão sobre vinculações campanha x obras da Petrobrás?”

O tesoureiro petista disse que conheceu Pessoa no período eleitoral e que, nas três ocasiões em que estiveram juntos, discutiu doações oficiais. “Acredito que todos os tesoureiros de campanha tiveram contato com ele, porque a empresa era uma grande doadora”, afirmou Edinho.

FICHINHA…

O presidente da UTC ainda afirma que a diretoria de Costa era “fichinha” se fossem somados outras operações sob suspeita. “O que foi apresentado sobre a área de Abastecimento da Petrobrás é muito pequeno quando se junta tudo a Pasadena, SBM, Angola, esquema argentino, Transpetro, Petroquímica e outras mais. Ah, e o contrato de meio ambiente na Petrobrás Internacional? Se somarmos tudo, Abastecimento é fichinha”, escreveu.

7 thoughts on “Tem muito mais corrupção na Petrobras, afirma empreiteiro

  1. O esquema argentino, conhecido também como ” Petrobras Liquida’ teve como grande beneficiário um amigão da Cristina…. Já em Angola, a mulher mais rica de lá, a filha do ditador, está em negociação com a tão querida pelo Lulla Oí.

    • OI! Mais um ralo…
      Onde está o dinheiro dos fundos de pensão que ali foram aplicados na compra ainda da BRASIL TELECOM e que depois de fusões se transformou na OI e que esta, a pouco tempo, novamente em fusão passou a ser controlada pela Portugal Telecom , cujo acionista era o Banco Espírito Santo….E QUE FALIU….gerando prejuízo colossal para a nova empresa?

      PS.: Se algum dado estiver errado, por favor me corrijam, pois foram tirados de memória, de artigos produzidos na imprensa em geral!

  2. Uma das negociatas na Argentina…
    #BOMBA! Petrobrás vendeu refinaria na Argentina por US$ 36 milhões.
    Por Carlos Parrini …

    Se o trambique com a Refinaria de Pasadena nos EUA foi um escândalo que só, imagine essa da Argentina onde venderam nossa Refinaria da Cidade de San Lorenzo, por uma mixaria. E sabe para quem? Um dono de Cassino amississimo da Presidenta Cristina Kirchner. Por que eles querem acabar com a CPI da Petrobrás? Porque tem muito trambique lá e Dilma precisou pagar um alto preço para sua base alugada arquivar o processo.
    Isso é o que dá votar em corruptos. Agora todos os brasileiros honestos tem de pagar. Ah, os desonestos também. Se eles não pagarem, seus filhos, netos e descendentes pagarão. Se uns ganham é porque outros perdem.
    Nada é claro e transparente na Petrobras. Agora explode mais um escândalo: a venda de uma refinaria em San Lorenzo, na Argentina, por uma pechincha, se comparado com a compra da Refinaria Pasadena, nos Estados Unidos. Os número comprovam de forma cabal que a Petrobras compra por preços superfaturados e vende por preços subfaturados. Quem está ganhando com isso? Quem está lucrando com isso? Para onde está indo o dinheiro?

    Podem ficar revoltados. A Petrobras pagou U$ 412 milhões por 50% da refinaria Pasadena, que possuía capacidade para processar 100.000 barris de petróleo por dia. A Petrobras vendeu 100% da refinaria de San Lorenzo, com capacidade para processar 50.000 barris de petróleo por dia, por apenas U$ 36 milhões. Leiam, abaixo, o que a Petrobras informou ao mercado, em 6 de maio de 2010:

    “A oferta pelos ativos mencionados foi de aproximadamente US$ 36 milhões. Além disso, na data de fechamento serão vendidos à Oil Combustibles os estoques de petróleo e os diferentes produtos por aproximadamente US$ 74 milhões”

    • Faltava…….. ” Sabatinada nesta quarta-feira (8) pela CPI mista da Petrobras, a contadora Meire Bonfim da Silva Poza, que trabalhou para o doleiro Alberto Youssef, afirmou que repassou R$ 45 mil em dinheiro vivo para que fosse feito o pagamento da multa de Enivaldo Quadrado, sócio da corretora Bônus Banval condenado no julgamento do mensalão por lavagem de dinheiro.
      Durante a análise da ação penal, os ministros do STF entenderam que Quadrado repassava dinheiro das agências de publicidade de Marcos Valério, operador do mensalão, para parlamentares do PP.
      A contadora disse aos deputados e senadores da CPI que ela recebeu, em três oportunidades, R$ 15 mil em dinheiro vivo das mãos do jornalista Breno Altman. O valor seria utilizado, segundo Meire, para o pagamento da multa aplicada pelo Supremo Tribunal Federal a Enivaldo Quadrado, condenado a três anos e seis meses de prisão, além de multa de R$ 28,6 mil (valor de 2012).
      ( Fonte G1 ) .
      PS.: O Breno Altman é um dos maiores defensores do Zé Dirceu, tem e escreve sempre para os blogs esgoto da ‘imprensa petista’. Aliás, esse senhor já usou mais de 1 CPF ….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *