Temer pede ajuda a Jucá para tentar impedir que Meirelles seja candidato

Resultado de imagem para temer e meirelles charges

Meirelles dormiu no discurso de Temer no Mercosul

Carlos Newton

Entre os pré-candidatos à Presidência da República, apenas três têm prazo fatal no dia 7 de abril, data fatal para as desincompatibilizações do governador Geraldo Alckmin (PSDB), do ministro Henrique Meirelles (PSD) e do economista Paulo Rabello de Castro (PSC), que precisam deixar o governo paulista, a  pasta da Fazenda e a presidência do BNDES, respectivamente, caso de fato pretendam entrar na disputa da sucessão de Temer. Os demais pré-candidatos estão tranquilos, a Lei Eleitoral não os atinge, à exceção de Lula da Silva (PT), que já é carta fora do baralho.

Há notícias plantadas pelo Planalto de que o PSD iria vetar o nome de Meirelles, mas isso é conversa fiada de quem não conhece o acerto feito há quatro anos com Gilberto Kassab, que é presidente/dono do partido. Kassab não diz nada e deixa rolar a boataria, porque sabe que o PSD sairá ganhando, seja qual for a decisão de Meirelles.

MEIRELLES É FORTE – Pouco se comenta sobre o cacife de Meirelles, que é alto e precisa ser respeitado. Ele têm grande penetração no meio político e empresarial dos Estados Unidos, é amigo pessoal do ex-presidente Bill Clinton e de muitas outras grandes personalidades.

O ministro da Fazenda está muito bem. Ficou riquíssimo como presidente mundial do BankBoston e continuou ganhando dinheiro como consultor de grandes conglomerados nacionais, como a J&F, que lhe entregou a presidência de um Conselho de Administração que nunca se reuniu em quatro anos, mas que rendeu a Meirelles R$ 180 milhões, além de vultuoso percentual sobre a criação do banco Original, a ser pago em dez anos.

Detalhe: Meirelles é tão nacionalista que sugeriu que a direção da J&F se mudasse ficticiamente para a Irlanda, onde pagaria menos impostos. E a proposta quase foi aceita pelos irmãos Joesley e Wesley Batista.

RABELLO ENRIQUECEU – Já o economista Rabello de Castro consolidou sua carreira na Fundação Getúlio Vargas, depois tornou-se ideólogo do movimento ultraliberal Milenium, montou uma consultoria e ganhou dinheiro a rodo, a ponto de estar prestes a se demitir da presidência do BNDES, que atualmente lhe rende R$ 87,4 mil em 14 pagamentos anuais, além da participação nos lucros.

Aliás, foi seguindo a irresponsável “consultoria” de Rabello que o Fundo Postalis tomou um prejuízo de R$ 109 milhões, considerados irrecuperáveis, vejam bem o padrão profissional de determinados presidenciáveis. Na verdade, ninguém consegue entender o que Rabello está fazendo nesta eleição.

TEMER X MEIRELLES – Está empolgante a briga entre Temer e Meirelles. Os dois se odeiam, sabem que suas candidaturas são excludentes, porque só há espaço para um representante do governo. Temer quer assumir a autoria do plano econômico de Meirelles, para se fortalecer junto ao eleitorado, mas essa possibilidade só existe se Meirelles desistir de se candidatar, é por isso que a briga entre os dois é de extermínio.

Temer pediu a Jucá que o ajude a destruir Meirelles e o senador aceitou logo a missão. Entrou logo em campo, elogiando o ministro da Fazenda e dizendo que será uma honra se Meirelles se filiar ao partido. É tudo conversa fiada. O MDB já tem candidato e o nome dele todos sabem há mais de um ano, quando anunciamos aqui na ‘Tribuna da Internet’, com absoluta exclusividade, que Michel Temer seria candidato à reeleição. De lá para cá, nada mudou e a informação está mais do que confirmada.

###
P.S. 1 – O sonho de Temer é fazer Meirelles se filiar ao PMDB e depois colocá-lo como vice de sua chapa, fazendo a dobradinha MDB-PSD, com o maior espaço na propaganda eleitoral na TV, mas Meirelles não aceita servir de “escada” para Temer se reeleger. (C.N.)

6 thoughts on “Temer pede ajuda a Jucá para tentar impedir que Meirelles seja candidato

  1. Bom dia, CN.
    Só consigo ver o temeroso eleito se o Toffoli se trancar na central de apuração ou quem esteja na presidência do ste em Outrubro/18.
    Ele pode distribuir ‘ouro’ em pó que não adianta.
    O Meirelles tem muito mais possibilidades.

    • Concordo com vc, amigo Pereira Filho. Meirelles tem muito mais chances do que Temer, porque não é um político profissional e a opinião pública brasileira quer distância de políticos.

      Abs.

      CN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *