Temer quer ficar no cargo por 4 meses, pelo menos, se for cassado no TSE

Resultado de imagem para temer não renuncia charges

Charge do Nani (nanihumor.com)

Cristiane Jungblut
O Globo

O presidente Michel Temer definiu uma estratégia jurídica para tentar ter um desfecho favorável no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e traçou diferentes cenários nos quais pode permanecer no cargo por pelo menos 120 dias. O primeiro passo foi tentar devolver ao Ministério da Justiça o status perdido, com a escolha do jurista Torquato Jardim para comandar a Pasta. O Planalto avalia que o respaldo do jurista e especialista Torquato Jardim resulte num ambiente mais favorável no TSE, onde Temer já tem aliados. Torquato é muito respeitado no setor jurídico e foi advogado de vários partidos em questões eleitorais. Em caso de cassação da chapa vencedora da eleição de 2014 e do mandato do presidente, Temer ganharia tempo com vários recursos e contaria com uma demora na decisão de chamar eleições indiretas.

Temer se reuniu com ministros e caciques do PMDB para tratar de vários cenários durante o final de semana. Aliados dizem que estão surpresos com a “firmeza” de Temer, que adotou um linguajar até mais enfático. O próprio Temer é jurista e conhece todos os ministros do TSE e do STF.

UM “DEMOCRATA” – Nos encontros, Temer disse que vai recorrer, ou seja, usar de todos os meios jurídicos à disposição. “Essa situação pode levar uns 120 dias. E o Temer disse que é sim um democrata e que vai afirmar democraticamente os direitos de presidente” — disse um aliado que esteve no Palácio do Jaburu.

O Planalto aposta que o julgamento da chapa Dilma-Temer, marcado para o próximo dia 6, não vai terminar até o dia 8, conforme a previsão inicial. Há ainda a expectativa de que ministros peçam vista, apesar da pressão política por um desfecho rápido. Um dos ministros avaliou que o caso é “muito difícil e complexo” e que não se pode prever o que vai acontecer.

A declaração do presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, de que o Tribunal não resolve crises políticas não foi vista como um ultimato. O planalto avalia que Gilmar deixou claro que a questão será decidida “juridicamente” e não com base em pressões políticas. E, no campo jurídico, Temer acredita ter armas. Além disso, Temer gostaria de ganhar tempo para definir a sucessão do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

 

ELEIÇÕES INDIRETAS – No caso de Temer perder o mandato, as eleições indiretas serão comandadas pelo presidente do Congresso, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE). E, neste caso, a avaliação do Planalto é de que há vácuos na lei. Acreditam que não é certo que a eleição será bicameral (Câmara vota primeiro e o Senado depois). A um aliado, Eunício disse que não há regras e que ele terá que defini-las. O presidente do Congresso esteve com Temer no sábado, em encontro reservado, depois do ex-presidente José Sarney, e viajou no domingo ao lado do presidente para Alagoas e Pernambuco para ver os estragos das chuvas.

Eunício tem adotado o discurso de que atua para aprovar as reformas do país e não de Temer. Isso para tentar manter uma postura institucional se tiver que comandar um processo de eleição indireta. Quando perguntado sobre isso, “Eunício dispara: só falo sobre esse assunto se houver vacância do cargo”.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGTemer é saudosista. Brincou muitos carnavais cantando “daqui não saio, daqui ninguém me tira”, grande sucesso da dupla Paquito e Romeu Gentil. O tempo passou, mas Temer não esquece. Os brasileiros, ao contrário, estão loucos para esquecê-lo, mas ele não se manca e continua fantasiado de presidente, apesar do carnaval ter acabado em fevereiro. (C.N.)

2 thoughts on “Temer quer ficar no cargo por 4 meses, pelo menos, se for cassado no TSE

  1. Cn,
    Vamos analisar por uma outra ótica, q contém outras verdades. O Temer virar bode expiatória da ladroagem do Lula e sua turma? Eu acho, torço até q ele resista e o torquato da corda pra pf investigar mais essa ascensão da jbf. Quem eh esse misterioso sócio? E a delação do palhoça? E o Mantega? Essas revelações podem favorecer ao temer q sai do olho do furacão.

  2. 1) Pergunto pois não sei: os deputados federais que que fazem parte do ParlaSul = Parlamento do Mercosul, eles tb ganham algum dinheiro? Trabalham de graça? Quem paga?

    2) Neste caso, recebem duas vezes como parlamentares?

    3) E quem os elegeu ao ParlaSul? Foi eleição indireta?

    4) Haja grana !

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *