Tendência é de que Sergio Moro tire mais votos de Jair Bolsonaro do que de Lula

Presidenciáveis, Moro e Tebet miram o mesmo alvo: o mercado financeiro |  VEJA

Supõe-se que Moro já começou a tirar votos de Bolsonaro

Pedro do Coutto

As primeiras análises sobre a presença do ex-juiz Sergio Moro entre os candidatos à Presidência da República acentuam que ele arrebata mais eleitores propensos a votar em Bolsonaro do que retira apoios a Lula. Reportagem de Thiago Resende, Folha de S. Paulo deste sábado, focaliza o panorama, é verdade que com base mais ampla e avaliações feitas por setores do PT. Os mesmos setores consideram também que Bolsonaro deve manter uma posição entre 20% a 25% dos votos, percentual que o fará manter à frente em relação ao ex-ministro da Justiça.

Mas, são apenas análises básicas. O estudo do PT não foi o único a respeito da redistribuição de votos com a entrada do ex-juiz. Na televisão, como acentuei outro dia, a jornalista Eliane Cantanhêde, GloboNews, revelou ter informação de que Moro havia ultrapassado Ciro Gomes. Esta versão foi praticamente confirmada em matéria do jornal Valor, edição de sexta-feira, que o colocava na terceira colocação.

PRESENÇA DE SANTOS CRUZ – São perspectivas básicas que não podem incluir, como é natural, a movimentação inevitável das candidaturas. Mas um fato provavelmente incomodou Jair Bolsonaro: a presença do general  Carlos Alberto dos Santos Cruz como vice na chapa de Moro em face do reflexo político que poderá atingir a área militar do governo, já dividida com o afastamento do general Hamilton Mourão, que não será o companheiro de chapa de Bolsonaro nas urnas de 2022. A indisposição entre ambos ficou flagrante e se tornou pública, demonstrando, na minha opinião, um corte na presença militar no Palácio do Planalto.

Essa presença militar no Planalto foi indiretamente criticada pelo general Santos Cruz numa entrevista à GloboNews quando disse que o militar nomeado para um cargo civil deve pedir imediatamente a sua transferência para a reserva. Ele se referiu, é claro, à posição do general Eduardo Pazuello que continua lotado no Palácio e na ativa do Exército.

Thiago Resende lembra de outro lado que a mais recente pesquisa do Datafolha sobre a sucessão presidencial apontou Lula contido numa faixa de 42% a 44% das intenções de votos, contra uma faixa de 25% a 26% de Bolsonaro. A pesquisa não incluiu, é claro, Sergio Moro, colocando Ciro Gomes em terceiro numa sequência de 9% a 12%. João Doria e Eduardo Leite apareceram com 4%. Mas o quadro mudou.

PESO DE MORO – Temos que aguardar a próxima pesquisa do Datafolha que talvez seja publicada ainda hoje ou então na próxima semana. É importante verificar o verdadeiro peso de Sergio Moro num quadro eleitoral. Pelo que os sintomas indicam será positiva.Ele deverá ultrapassar Ciro Gomes e retirar votos que iriam para Bolsonaro contra Lula. Afinal de contas foi ele que condenou o ex-presidente da República e o seu combate à corrupção motivou setores de renda mais alta da sociedade brasileira, uma vez que o problema da corrupção pesa menos para efeito de voto junto aos grupos sociais de renda menor.

Tem que se esperar também o desfecho das prévias do PSDB, sobretudo porque se o vencedor for João Doria estará criado um problema na base paulista para Bolsonaro que pretende lançar o ministro Tarcisio de Freitas para disputar o governo de São Paulo. Os fatos são muito dinâmicos e entrelaçados uns aos outros. Qualquer movimento político gera reflexos em qualquer sentido.

TAXA DE JUROS –  Reportagem da Folha de S. aulo, edição de sábado, revela que a taxa de juros aos empréstimos bancários pessoais elevou-se 2,2 pontos no final da semana, atingindo, no montante anual, uma escala de 32%. A informação é do próprio Banco Central. Essa realidade torna o crédito pessoal impossível, pois não tem cabimento alguém contrair um crédito numa proporção destas, enquanto os seus salários permanecem na estaca zero, perdendo para a inflação.

Os juros bancários são três vezes maiores do que a inflação, portanto o rendimento das operações para os bancos é bastante real. O mesmo não acontece com os funcionários públicos e empregados regidos pela CLT, incluindo os das empresas estatais. Não há qualquer possibilidade de quem obteve o crédito possa pagá-lo na prática. Terá que recorrer a sucessivos empréstimos. Os números sustentam essa realidade. Mas há uma parte quase inacreditável dos juros cobrados no mercado. A Folha de S. Paulo publica: 313% sobre o crédito rotativo dos cartões de crédito, 172% ao ano são os juros  dos parcelamentos através dos cartões de crédito.

Quanto a esse aspecto vale uma colocação; quando bancos fazem peças publicitárias falando sobre financiamento através de cartões, não se referem, em muitos casos, a essa taxa de 172 %. A respeito dos juros cobrados sobre os saques nos cheques especiais, eles atingem 128% ao ano. Enquanto isso, a taxa Selic que rege a correção da dívida interna do Brasil encontra-se fixada em 7,75% ao ano, mas deve subir 1,5% na reunião do COPOM no final deste mês. Como a dívida interna bruta brasileira é de R$ 6 trilhões, 1,5% representa um acréscimo de despesa da ordem de R$ 90 bilhões por ano. Por isso é fundamental, como dizia sempre o ministro Roberto Campos, avô do atual presidente do Banco Central, que os cálculos percentuais devem sempre incluir sobre quais números absolutos incidem.

ALERTA –  O Globo e a Folha de S. Paulo publicaram ontem várias páginas com base em estudos da Organização Mundial de Saúde sobre a gravidade do Omicron, variante sul-africana do coronavírus, como um fator de preocupação mundial. O presidente Jair Bolsonaro no primeiro momento não levou a sério essa ameaça e se negou a suspender a entrada no país de viajantes procedentes da África do Sul e de mais seis nações africanas.

Depois recuou e o ministro Ciro Nogueira publicou nas redes sociais a decisão bloqueando e exigindo quarentena dos passageiros dos países da África. Há, portanto, um sinal de alarme no mundo, desaconselhando a flexibilização de medidas restritivas.  O novo surto detectado pela OMS deve colocar em dúvida a realização do Carnaval de 2022 que pode agravar um processo que ameaça a vida humana e que deve ser bloqueado por todos os meios possíveis.

O Brasil já perdeu mais de 610 mil vidas humanas e no país já foram realizadas milhões de hospitalizações. Agravando ainda mais as pré-condições, o próprio IBGE divulgou na noite de sexta-feira (RJ2 da TV Globo) a queda da qualidade de vida no país e principalmente na cidade do Rio de Janeiro.

24 thoughts on “Tendência é de que Sergio Moro tire mais votos de Jair Bolsonaro do que de Lula

  1. A batata de Moro está aguardando para entrar no forno.
    Lula aguarda o dia D e a hora H para cobrar lhe na justiça a perseguição que o tirou da eleição em 2018.
    Mas por enquanto Moro sem querer está ajudando Lula.

  2. MoroBolso, santos cruzes(!) e mandetta: três ex-sinistros do criminoso Narcomilicomiliciano velhos cúmplices do entreguismo só confirma que:

    MoroBolso 2.0 é o crime continuado de broxanaristas (falso) “arrependidos”.

  3. Essa hipótese não pode ser excluída.

    Bolsonaro,Lula, Moro, poderão ficar de fora das eleições 2022.

    Os processos estão em andamentos, até Agosto de 2022,tudo é possível.

    Claro,tem que combinar com os Russos,(Dantas Barata; sagrada família-resort),diria Garrincha.

    • Com Dória candidato colocando a máquina de governo favorável a ele, poderemos estar assistindo ao fim do petismo. A explicação é simples: 1) Bolsonaro cresceu demais no NE; 2) CIro Gomes bate no PT e é forte no NE; 3) PT está sem dinheiro que o elegeu antes; 4) sem a locomotiva Sao Paulo o PT nem decola.

      Vai dar Bolsonaro e Moro na final, com os petistas caciques votando em quem prendeu o Lula, e os seus eleitor es anulando o voto, para o pseudo deleite e desespero do FHC, votando no Moro e perdendo a eleição que ele e o Macron merecem perder. Tal como previu Chico de Oliveira, seu professor, criador do PSDB e do PT.

      VAI SER A PRIMEIRA DISPUTA, EM TEMPOS RECENTES, ENTRE OS BRASILEIROS E OS DEFENSORES DE IDEOLOGIAS E INTERESSES ESTRANGEIROS. VAI SER ELETRIZANTE! O SEGUNDO TURNO SERÁ A MAIS DISPUTADA E EDUCATIVA ELEIÇÃO DE TODOS OS TEMPOS, A HORA DA VERDADE!

      • Data Vênia, em respeito ao contraditório, não observo essa força do PSDB que está com rachaduras generalizadas, em Minas, com Aécio Neves flertando com o governo Bolsonaro. No Sul, o governador Eduardo Leite, um político desconhecido até então, que venceu a eleição para o governo do Estado com o slogan BolsoLeite.
        Em São Paulo, João Dória só venceu a eleição, que estava empatada com o candidato do PSB, quando resolveu abraçar Bolsonaro com o slogan BolsoDoria. Depois rompeu com o Presidente, fortalecendo sua marca de Traidor. E há uma rachadura meteórica em São Paulo, nas hostes do PSDB, chama-se Geraldo Alkimim, fundador do Partido e herdeiro do lendário Mario Covas, governador e senador paulista.
        José Serra e FHC, duas cabeças pensantes dos tucanos, não marcham na mesma banda de João Dória.
        Acho, que mais uma vez, os tucanos estarão fora da disputa presidencial.
        Quanto ao PT, em São Paulo, a meca do Empresariado brasileiro, nunca conseguiram eleger nenhum governador.

  4. A entrada de Sérgio Moro na disputa presidencial embaralhou o jogo da sucessão de Bolsonaro.
    Os analistas da GloboNews dão como certo nas próximas pesquisas, o ex juiz na terceira colocação.
    Moro está fazendo uma reforma agrária nos eleitores de Bolsonaro, os arrependidos é claro, com o abraço do presidente ao Centrão e o abandono das pautas anticorrupção, além do enfraquecimento da Lava-jato, a cargo de Aras, o Procurador Geral indicado por Bolsonaro fora da lista tríplice.
    No entanto, a pesquisa que vale na prática é a de boca de Urna. Até lá, muita água haverá de passar embaixo da ponte.
    Moro está causando um rebuliço geral nas campanhas de Bolsonaro, Lula e Ciro.
    Para Lula e Bolsonaro não foi um bom negócio a movimentação de Moro, que já trouxe um militar respeitadissimo na caserna, um herói de guerra, o general Santos Cruz, para o seu lado.
    Para quem não lembra, o general foi demitido por Bolsonaro injustamente. O Mito acreditou numa mentira atribuída ao general, de críticas falsas nas redes sociais dirigidas a Bolsonaro.
    O que vai sacramentar, a subida de Moro ao Pódio do segundo turno enfrentando o ex-presidente Lula, será uma coligação com o PSDB, com Diria ou Alkimim na vice.
    O PSDB dividido nestas prévias, perdeu as chances totais de figurar no segundo turno.
    Aécio Neves rachou os tucanos no meio.

  5. No tocante ao aumento das taxas de juros, nas alturas, só beneficiam os banqueiros e investidores, que vivem da ciranda financeira em detrimento da produção.
    Paulo Guedes, o atual Ministro está impotente diante do quadro de miséria e de esfacelamento da classe média.
    Só quem está ganhando dinheiro hoje no Brasil, são os que vivem das jogatinas nas Bolsas, das criptomoedas e aqueles cidadãos privilegiados, que ganham fortunas nos paraisos Fiscais, da Suíça, do Panamá, das Ilhas Virgens Britânicas e outras menos votadas, que vivem da desgraça dos países.
    Como Guedes foi descoberto com uma graninha num destes paraisos fiscais citados, no escândalo Pandorra Papers, o ministro perdeu as condições morais de propor Reformas como a do Imposto de Renda, da Capitalização das Aposentadorias do INSS, do Imposto das Transações Virtuais, uma réplica do Imposto do Cheque implantado por FHC que depois LULA eliminou.
    Com tanto imposto embutido na cadeia produtiva, os verdadeiros empresários não conseguem gerar empregos, que estimulam o progresso e a dignidade dos trabalhadores.
    Com a Classe Média empobrecida com o achatamento salarial, as vendas no comércio despencaram absurdamente agravando ainda mais o quadro de desemprego no Brasil.

  6. Essa nova variante descoberta na África do Sul, chamada de Omicron, deve ser combatida vigorosamente.
    A ação do governo impedindo a entrada de cidadãos desses seis países da África deve ser elogiada. Isso demonstra que aprendemos com os erros do passado. A Anvisa, felizmente sempre atenta, na semana passada deu o alerta e solicitou do governo essa medida.
    Bolsonaro sabia desse perigo, tanto, que deu declarações na sexta feira contra o Carnaval. Disse ele nas redes: ” por mim, não teria Carnaval”.
    Alô, alô Marciano, digo Eduardo Paes, será que o prefeito do Rio vai pagar para ver?
    Na Alemanha de Angela Merkel, a quarta onda da Covid está assustando os alemães. Tudo por causa dos Negacionistas, que se negaram a tomar a vacina.
    Nesse particular, o Brasil está vencendo de goleada, pois quase 70% da população está vacinada.
    Enfim, uma boa notícia.
    Os especialistas não sabem ainda, se essa nova Cepa chamada de Omicron, pode entrar no organismo das pessoas vacinadas. Não vou pagar para ver. Continuo usando máscaras e mantenho o distanciamento social, pois vejo nos bairros, nos ônibus, nas lotadas, enfim, um relaxamento nas medidas preventivas.
    O prefeito Eduardo Paes precisa agir com urgência, se não quiser ver os hospitais lotados e cidadãos entubados e sofrendo.

    • A proibição de entrada de viajantes da África é medida racista discriminatória porque se necessário fosse (como era então foi feito) igual medida de viajantes dos EUA ou Europa, não haveria a medida (como não houve no caso da Delta).

      A África tem apenas 7% da população vacinada. As poucas doses de vacinas do Consórcio Covaxin não é nada diante das necessidades do continente.

  7. Sou bolsonarista e não abro. Mas vou votar em Sérgio Moro no primeiro turno só para homenageá-lo por ter prendido o maior ladrão, canalha, salafrário o Deus de vocês o luladrão. Rapaz, o moro não tira nenhum voto dos petralhas porque petralha é o pior ser humano que existe. Vivem em mundo paralelo, só defendem o que não presta. Drogas, homossexuais, ladroes é um nunca acabar de desgraça.
    Ah pais vagabundo.

    • O maior exportador de droga ao estrangeiro são, possivelmente, os militares.
      Veja o episódio em que um integrante da comitiva oficial do Genocida teve seu esquema descoberto. Investigação descobriu que foram várias outras viagens que fez. Agora imagina isso nos vários outros deslocamentos, também das outras Forças, em especial a Marinha, com navios além-mar.

    • Você colocou entre o que não presta “homossexual”. Acho algo bem complicado essa afirmação. O que sugere, vacina(?), terapia(??) extermínio (???) Eu hein(!!) Tem cada um que cuidar do próprio rabo e não se incomodar o que faz os outros com os deles.

    • Não bastasse ter ido longe, na anterior, teve ainda longe com relação aos ladrões hein(!?) A defesa de ladrões, ou seja, criminosos, é o papel do advogado… Acaso todos os advogados são de esquerda ou toda esquerda é de advogados(??)

  8. “Supõe-se que Moro tira votos de Bolsonaro.”
    Eu suponho que Bolsonaro vai tirar voto de todo mundo se for para o segundo turno, no primeiro ele tem os dele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *