Governo massacra aposentados e pensionistas: Teto do INSS caiu de 8,59 mínimos para 6,06

Carlos Newton

Circula na internet, causando desapontamento e revolta a aposentados e pensionistas, uma tabela contendo um quadro comparativo de benefícios pagos pelo INSS entre 1997 e 2014.

O gráfico mostra que os benefícios equivalentes ao salário mínimo subiram 503,25% de 1997 a 2014, enquanto o reajuste para que aposentados e pensionistas que recebem mais de um mínimo foi de apenas 199,07%.

A decepção dos aposentados e pensionistas é mais do que procedente. Esta política é massacrante e não pode ser mantida eternamente, pois tende a nivelar por baixo todos os benefícios, o que representa uma inominável injustiça àqueles que mais contribuíram para manter a Previdência Social.

E com um detalhe deplorável: muitos desses aposentados passaram anos e anos contribuindo sobre 20 salários de referência, que com a reforma da previdência foram reduzidos para apenas 10 salários de referência, sem que essas contribuições a mais tivessem sido devolvidas, numa flagrante apropriação indébita de recursos do contribuinte.

ERRO NA TABELA

Cabe aqui uma observação importante. A tabela que circula na internet está equivocada, porque se baseou nos valores do salário mínimo vigente no país, que não serve para cálculo dos benefícios do INSS, embora seja considerado piso. Quando o INSS fala em 10 salários, refere-se sempre a salário de referência ou salário de contribuição, e não ao salário mínimo.

Mesmo assim, a tabela serve para demonstrar os prejuízos de quem recebe mais de um salário mínimo. Em 1997, por exemplo, o salário mínimo era de R$ 120,00 e o teto do INSS estava em R$ 1.031,87. Ou seja, era de 8,59 salários mínimos. Em 2014, o mínimo passou a R$ 724 e o valor máximo dos benefícios para R$ 4.390,24, equivalentes a apenas 6,06 salários mínimos. E a queda é progressiva.

O pior de tudo isso é saber que o reajuste das pensões e aposentadorias vem sendo baseado num índice de inflação subavaliado, que não condiz com o verdadeiro aumento do custo de vida, circunstância que aumenta ainda mais os prejuízos dos brasileiros da terceira idade. É revoltante ou não?

16 thoughts on “Governo massacra aposentados e pensionistas: Teto do INSS caiu de 8,59 mínimos para 6,06

  1. Sr. Newtom, esse é o governo do PT-Traidor, está pior que o de FHC.
    O trabalhador se dana por 35 anos, contribuindo, para ter uma aposentadoria digna, ou deixar em pensão à Família, se morrer, e vem este desgoverno hipócrita, mentiroso, canalha, corrupto até à medula, levar, quem trabalhou por um Brasil decente e justo, à porta da miséria.
    A canalhada aumentou seus ganhos em 27%, fora as mordomias, e deu para o Salário Mínimo Miserável 7%, e ao aposentado 5%, é canalhice ou não????
    Infelizmente, os 3 poderes da republiqueta estão podres, estão imorais, Dª Dilma, se considera a “rainha da cocada preta”, e no andar da carruagem, vai afundar ainda mais o Brasil na Mer..
    Ainda tenho Fé em DEUS, mas…não vejo LUZ no FIM DESTE TÚNEL em que enfiaram o BRASIL, OXALÁ E’LE NOS AJUDE, E´A ÚLTIMA ESPERANÇA, DE TIRÁ-LA DA UTI!.
    OREMOS AO PAI CELESTIAL COM MUITO FERVOR!!.
    A canalhada está com 200 milhões de idiotas babacas, a sobreviveram, como escravos, recebendo esmolas de cestas e cotas, sendo escorchados, em quase 6 meses de salários, para serem roubados (petrolão não nos deixa mentir, falta outros, mas…com PT-corrupto-traidor, a corrupção vai continuar, pois, escravo só tem direito ao “chicote” nas costas.
    O amanhã será pior que o hoje!!

  2. É preciso ter cuidado ao fazer estas comparações. Comparar o salário dos aposentados com o salário mínimo desconsidera a valorização do salário mínimo, que não implica, ao contrário do que se diz, na desvalorização do salário dos aposentados, são coisas diferentes; o correto é comparar a evolução dos salários dos aposentados com o aumento do custo de vida. Aumentar o salário mínimo real num país de salários baixos, desde que economia o permita, é louvável (aliás, hoje ele está muito abaixo do que deveria ser, de acordo com a lei que o criou), e é claro que este aumento causa uma progressão do salário mínimo maior do que a dos benefícios dos aposentados. O que não significa que esta progressão esteja tirando nem um centavo do salário dos aposentados.
    E digo isto com isenção, porque fui vítima de uma “garfada” do INSS: Contribuí (e as empresas onde trabalhei) por vários anos sobre 20 salários de referência, depois mais anos ainda sobre 10 salários de referência; depois passei a trabalhar por conta própria e contribuía apenas sobre um salário mínimo; veio uma mudança nos critérios de aposentadoria que desconsideraram todas as contribuições anteriores a uma certa época para considerar apenas a média das contribuições em um determinado número de meses antes da data de aposentadoria; conclusão, aposentei-me com a munificente aposentadoria de um salário mínimo. Para onde foram todas as minhas contribuições vinte vezes, dez vezes maiores dos muitos anos antes da mudança de critérios?
    Além disso cancelou-se o antigo pecúlio constituído pelas contribuições ao INSS dos aposentados que continuam a trabalhar, passando estas contribuições a configurar um custo adicional com benefício zero para eles, ou seja, uma extorsão injustificável e que continua sem mostrar qualquer sinal de ser extinta.
    O que é preciso é assegurar a correção dos salários dos aposentados pelo índice de inflação e acabar com este desconto injusto. E, tanto para aposentados quanto para trabalhadores na ativa, assegurar também a correção da tabela do IR pelo índice da inflação, apesar de completamente defasada este ano mesmo ela foi reajustada 2% abaixo da inflação, ou seja, o trabalhador vai passar a pagar 2% a mais de imposto.

  3. O despropósito é a aposentadoria dos políticos. Eu pago aposentadoria complementar. Quando eu me aposentar, terei INSS + aposentadoria complementar. Desconto mensalmente, há pelo menos 28 anos, um valor razoável para garantir conforto na minha velhice, se eu chegar lá. ainda assim, minha aposentadoria será menor que meu salário, caindo meu padrão na hora mais frágil da vida. E ainda serei descontado em 27,5% para o IR.

    E os políticos cheios de privilégios acumulam aposentadorias, descontando quase nada. Quem vai mudar essa prática antidemocrática ?

    • Concordo plenamente Renato, é por isso eu defendo que a atividade parlamentar/ministerial/presidencial e afins seja voluntária, sou professor do Estado e trabalho por amor à Educação, de forma desapegada, como bem recomendou o atual ministro da Educação. Penso que ele deveria dar o exemplo… penso tb que a presidenta Dilma devia cobrar isso dele, mas, infelizmente, a meu ver ela não não tem coragem de publicamente fazer esta cobrança a ele…

  4. Depois os cínicos falam em trabalhismo petista ! Roubaram de forma desavergonhada todos os fundos de pensão das estatais. Esse roubo nos fundos de pensão fez com que o Lulla apressasse a reforma previdenciária do funcionalismo, para criar o Funsprev e com ele cobrir os rombos dos outros fundos. Só que os funcionários que estão entrando não são idiotas, sabem que vão ser futuramentos roubados e não aderiram ao Funsprev. A taxa de adesão é de cerca de 7%. PT quem conhece não confia!

  5. Em mais alguns anos, não haverá mais com o que se preocupar. Muitos aposentados terão morrido e os demais estarão recebendo o que merecem: um salário mínimo.

    Ouviram alguma manifestação ou suspiro do Senador Paulo Paim, “o embusteiro”? Está esperando a oposição assumir para cobrar as medidas?

    Antes era a “herança maldita de FHC”. E agora, após 12 anos no poder, tornou-se a herança perpétua de Lulla/Dillma/PT!

    Isto só será revertido por mobilização dos interessados.

    Aliás, na era das comissões (de todos os tipos), que tal a COMISSÃO DA VERDADE DOS APOSENTADOS DO INSS?

    Que os aposentados criem vergonha na cara. Ou calem-se, para sempre.
    O resto, é choro de cachorro magro.

  6. A política do INSS é não permitir que os aposentados passem fome! Só isso! O resto… ora… os aposentados é que se danem, segundo o nosso desgoverno! A perversidade é tanta que, quanto mais viver, mais o aposentado tem seu benefício achatado, até que um dia chegue próximo do valor do salário mínimo!

    Pouco importa se ele contribuiu durante anos ter o teto máximo de 10 salários mínimos. De repente a alta cúpula do INSS até comemora cada novo falecimento de aposentado ou pensionista.

  7. Hoje um salario minimo esta em torno de 300 dolares, portanto caro Newton, este governo esta nivelando os salarios de uma forma que se possa viver melhor com o salario. Estou para me aposentar e acho justo a politica para aposentados. O que precisamos é sempre lutar para que o salario minimo seja cada vez mais forte.

  8. Não há “Erro na Tabela”, e sim erro de interpretação da tabela citada. O que ela mostra é simplesmente a disparidade entre o reajuste acumulado ao longo dos anos para aqueles que recebem 1 (um) salário mínimo (seja ele qual for) em contraposição ao reajuste acumulado para aqueles que recebem MAIS de 1 salário mínimo. Nela se fala apenas em “índices de reajuste”.

    Conforme dito em seu primeiro parágrafo, o reajuste acumulado de 1997 a 2014 para os primeiros é de 503,25% e para os segundos, 199,07%. Por quê isso? Qual a explicação plausível para tratamento diferenciado para uns e outros?

    Imagine dois empregados de uma mesma empresa tendo reajustes diferentes na época de seu reajuste anual (ou mesmo mensal), pelo simples fato de receberem salários diferentes. É exatamente a mesma coisa. Já fomos vítimas dessa perversidade quando das políticas salariais “milagrosas” produzidas pelos ministros que assumiam a pasta, nos anos 70 e 80, todos, sem exceção, com as melhores intenções empíricas de acabar com a inflação.

  9. eu não li todos, mas teve um comentário que onde o cara defende o indice de reajuste do salário minimo, que é justo, mas defende a politca do aumento para quem ganha acima do minimo, lamentável um aposentado falar tamanha bobagem. qdo FHC desvinculou o nosso aumento do salário minimo além do famigerado fator previdenciário ele de fato planejou isso e agora o governo do PT assimilou qdo no passado eles eram contra. a questão é que até 2025 se tudo continuar como está todos ou a grande maioria vai estar ganhando o salário minimo. Eles fizeram essa conta para poder manter as aposentadorias rurais e as poupudas aposentadorias de funcionários públicos , juntado com politicos juízes, promotores etc. Então quem paga a contribuição máximo não tem o direito de manter o teto, é justo ? para os menos informados a previdencia urbana que é a nossa, ele tem superavit segundo Paím e Anfib de 1994 até 2014 i 1 trilhão de superavit. Para concluir, desde que o governo do PT assumiu mais de 1 milhão de aposentados que ganhavam acima do minimo hoje ganham apenas o minimo. Ainda esquecem muitos que amaiorai de nós depois de aposentados trabalhamos anos e continuamos a contribui p o INSS e tb p a receita então é justo o que alguns comentaram acima? Não definitivamente não estão nos roubando sim com conivencia do supremo federal que não julga nossas ações.

  10. Este malfadado critério de atualizar as aposentadorias com o uso de dois percentuais diferentes, que não acredito, salvo provas ao contrário, seja adotado em qualquer outro país do planeta. É uma invencionice estapafúrdia de causar inveja ao próprio Professor Pardal, um personagem criativo das antigas histórias em quadrinhos, que muito alegraram a nossa infância! Numa infeliz e asquerosa sessão plenária do Congresso, muitos Professores Pardais, tiveram a capacidade de desvincular o reajuste dos benefícios previdenciários do reajuste do salário mínimo, anulando os artigos da Carta Magna que proibiam defasagens nos proventos previdenciários. Este ato insano tornou-se na maior discriminação e preconceito contra os aposentados do RGPS que conquistaram melhor aposentadoria através das suas maiores contribuições ao INSS, durante 35 anos. Estas mentes tacanhas que aprovaram tamanha sandice, não tiveram visão política de enxergarem que tal insensatez, tornar-se-ia uma dantesca e avassaladora bola de neve, que acreditem ou não, poderá tornar-se uma bomba atômica ameaçando a paz social brasileira. Deputados que ainda são responsáveis: Aprovem o nosso Pl 0/07-Percentual único de correção para todas as aposentadorias, o que estancará de imediato o perverso e inaceitável massacre imposto no injustiçado aposentado brasileiro.
    Almir Papalardo.

  11. A pistoleira já deu mostras, quer que o aposentado se f…, vão ser mais 04 anos onde seremos colocados de escanteio novamente, só lembrando um exemplo, a filha do coroné Sarney, se aposentado pelo senado com 26.000 mil , não bastasse vai também se aposentar como governadora mais 26.000 mil, quem paga , os aposentados e o povo brasileiro, o bando do supremo tribunal federal , nada faz , como mexer com o coroné Sarney impossíivel, o f… já é dono do Maranhão e ninguêm fala nada, como diz um grande amigo é pá cabá.

  12. E aí pessoal? Isso que voces estão testemunhando é só o começo. O PSDB, quer ver o circo pegar fogo para tirar as cinzas do PT, junto com seus mártires da pátria e reaver tudo que deixaram para trás! É só esperar!!!

  13. Politicos com 4 aposentadorias ou mais nao sendo politico nao pode ter mais que 2 aposentadorias . Minha mae possui a aposentadoria dela e a do meu pai .Ficou junto 14 anos com meu padrasto mas nao pode reinvidicar a aposentadria dele . Acho tudo muito injusto pois se esses individuos podem receber 4 ou mais aposentadorias por que ela nao pode . esses pessoal vai acabar com esse pais e com o povo.

  14. O problema da previdência, que percebo, ´e que ela não responde ao que foi criada, ou seja, para amparar o trabalhador em suas necessidades quando se aposentar. Todo mundo põe a mão e tira um pouco para outras aplicações sociais. Vemos também que os políticos com 02 mandatos ( 08 anos ) se aposentam com o salário integral, ou seja, hoje um deputado federal vai se aposentar daqui 08 anos com R$ 33,000,00 ( trinta e três mil reais) sem ter contribuído com um centavo para a previdência social. Você não vê ninguém falar contra este abuso dos políticos que fazem leis para os trabalhadores e não seguem estas leis. Eles deveriam trabalhar 35 anos ( ou fingir que trabalham) e se aposentar como qualquer trabalhador, limitado ao teto do INSS que é de R$ 4.663,00. Quero lembar alguns que o aposentado trabalhador ainda tem que contribuir com 11% de Imposto de Renda quando se aposenta com menos de 65 anos, para pagar a aposentadoria dos Políticos Brasileiros. Agora vamos precisar de cpmf para também pagar as aposentadorias dessa turma. Até quando vamos aguentar isso????? Não acho justo e você??? . Não vejo o IBGE fazer estatística de quanto sai do INSS para aposentadorias de políticos. Agora o Ministério da Previdência está nas mãos de quem????? Não deveria ser de quem contribui como são os planos de previdência privado, intercalado com autoridades confiáveis?? Fica a sugestão antes que acabem com ela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *