Teto salarial vai a R$ 33 mil. Enquanto isso, os aposentados…

http://goias24horas.com.br/wp-content/uploads/2013/08/supersalarios-620x450.jpg

Ricardo Della Coletta
O Estado de S. Paulo

A Câmara dos Deputados aprovou na tarde desta quarta-feira, 17, o aumento salarial para ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), para o Procurador-Geral da República, além de deputados e senadores. Depois da proposta recebe o aval do Senado Federal, eles passarão a ganhar R$ 33.763 por mês.

Os deputados também deram aval aos novos vencimentos da presidente Dilma Rousseff, do vice-presidente Michel Temer e de ministros de Estado, que a partir de 2015 receberão R$ 30.934,7 mensais, ou 15,76% a mais do que o valor atual (R$ 26.723,13). A matéria também precisa passar pelo Senado. O último reajuste para o comando do Executivo foi dado no final de 2010.

Os deputados e senadores recebiam mensalmente, também desde 2011, os mesmos R$ 26.723,13. Eles decidiram, no entanto, equiparar seus salários aos da cúpula do Judiciário e do Ministério Público Federal, cujos subsídios, que são o teto do funcionalismo público, estão hoje em R$ 29.462,25.

O pleito dos ministros do Supremo, no entanto, era por uma atualização maior, de R$ 35.919,05.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – Nesses salários, falta computar uma revoltante série de adicionais, como auxílio-moradia, alimentação, educação, cartão corporativo etc. e tal. Enquanto isso, a remuneração dos aposentados e pensionistas vai sendo reduzida progressivamente, para que dentro de alguns anos todos estejam recebendo salário mínimo. Ah. Brasil! (C.N.)

16 thoughts on “Teto salarial vai a R$ 33 mil. Enquanto isso, os aposentados…

  1. Um reajuste de 14,60% para o teto de remuneração do funcionalismo público.

    Enquanto isso, para o salário mínimo 9,12% de reajuste.

    E para o grupo dos aposentados a correção será dada pela variação do INPC que deverá fechar o ano em torno de 6%.

  2. OFF; Sobre Jair Bolsonaro: Olavo de Carvalho envia mensagem a Reinaldo Azevedo
    ESCRITO POR OLAVO DE CARVALHO | 17 DEZEMBRO 2014
    ARTIGOS – DIREITO

    Enviei novamente ao Reinaldo Azevedo, agora completa e com algumas correções:

    Prezado Reinaldo:

    Não sou um “seguidor do deputado Bolsonaro” e, é óbvio, jamais assinaria qualquer petição para tirar você da Veja, mas peço que você preste atenção a estas explicações:

    (1) Ao chamar o seu colega de “estuprador”, sem a menor provocação, a deputada Maria do Rosário lhe imputou caluniosamente uma conduta criminosa;

    (2) Ela não o fez no calor de uma discussão, mas por iniciativa unilateral;

    (3) Ela repetiu a acusação calma e friamente, ao responder “É sim” quando o deputado lhe perguntou “Agora sou eu o estuprador?”. Isso denota conduta deliberada.

    Em resposta, tudo o que o ofendido fez foi uma piada de mau gosto.

    Interpretar a coisa como apologia do estupro é logicamente inviável. Não creio ser necessário lembrar que ele não disse que a colega MERECIA ser estuprada, o que seria, sim, apologia do crime (aliás cometida pelo sr. Paulo Ghiraldelli impunemente contra a apresentadora Raquel Scheherazade), mas disse que ela NÃO O MERECIA, o que é uma observação sarcástica de ordem estética e nada mais — injusta, no meu entender, já que a sra. Maria do Rosário não é tão feia assim.

    O ato do sr. Bolsonaro inclui-se claramente nos dois tipos de atenuantes que a lei brasileira admite para o crime de injúria (a) se a ofensa é emitida EM REVIDE a uma ofensa anterior; (b) se é emitida IMEDIATAMENTE após a ofensa. A conduta da sra. Maria do Rosário não tem atenuante nenhum, tem os agravantes de deliberação e da ausência de provocação.

    Não há o menor senso das proporções em nivelar a conduta dos dois, muito menos em enxergar maior gravidade nas palavras do sr. Bolsonaro que nas da sra. Maria do Rosário.

    A inversão da escala de julgamento torna-se ainda mais intolerável quando se conhece o contexto da discussão. O sr. Bolsonaro estava apresentando um projeto de lei que pedia punições mais graves para os estupradores e reduzia o prazo de maioridade penal de modo a que a punição pudesse atingir tipos como o Champinha, um dos estupradores e assassinos mais cruéis que este país já conheceu. A sra. Maria do Rosário, em contraposição, defendia privilégios legais para os Champinhas da vida. As palavras que ela disse ao sr. Bolsonaro revelam um esforço perverso de INVERTER o sentido dos acontecimentos, fazendo do sr. Bolsonaro um apologista daquilo que ele combatia e ela protegia.

    Sob qualquer ângulo que se examine, a investida geral da mídia contra o sr. Bolsonaro está acobertando a conduta criminosa da sra. Maria do Rosário e falsificando a realidade do que se passou.

    P. S. – Dar às palavras do deputado Bolsonaro o sentido de que “estupro é matéria de merecimento” é trasmutar um sarcasmo em afirmação literal e expressão formal de um juízo de valor. Se aceitamos esse tipo de manipulação da linguagem e ainda queremos fazer dele a base para uma condenação judicial, então fica difícil criticar o mesmo expediente quando usado pelos petistas.

    Da fanpage de Olavo de Carvalho no Facebook

  3. Enquanto os aposentados e pensionistas não se unirem, vão sempre se “fuder” (desculpem a revolta) com o governo. Temos condições de eleger uma das maiores bancadas do congresso mais infelizmente não nos unimos.

  4. EXISTEM APENAS DUAS SAÍDAS:

    1- A população invadir cada sala, cada gabinete, cada palácio, onde quer que esteja os meliantes nos 3 podres poderes, retira-los à força e em praça pública oferece-los a cães famintos.

    2- CUMBICA.

  5. Caro Carlos Newton,

    Funcionários do Poder Judiciário estão me relatando, revoltados, o que de fato aconteceu:
    uniram-se em um contubérnio aviltante, ministros do STF, procuradores da República, presidente e vice-presidente da República, deputados e senadores, para aumentarem o próprio salário(a bagatela de 33.700,00); ao mesmo tempo em que se recusaram a votar a reposição dos salários dos servidores do Poder Judiciário, sem aumento há 08 anos…esse é o governo Dilma, que, dizem, é do partido dos ‘Trabalhadores’…imagina se não fosse…

  6. os aposentados e pensionistas do INSS precisam, URGENTEMENTE, criar vergonha na cara e ir às ruas, aos gabinetes.
    Mas não, ficam gostando de serem chamados de “explorados, assaltados e coitadinhos”.
    Onde estás Paim e teus colegas que diziam e continuam dizendo defender os aposentados?
    Ah, quem sabe são os aposentados ricos de outras classes sociais e profissionais que estás a defender!
    Pudera, o PT é dos trabalhadores. Onde andará o partido dos aposentados?

  7. O parlamentar brasileiro é divorciado de forma litigiosa com o povo e País.
    Ele nos vê como inimigos de seus objetivos, de suas intenções, de seus planos de enriquecimento.
    Quando eleito, a sua disposição é encontrar meios para que consiga realizar suas projeções, e tanto faz se lícitas ou não.
    Com a chegada do PT ao poder, os deputados e senadores de todos os partidos tiveram seus trabalhos facilitados, ganhando muito dinheiro com o governo, e tendo descobertos fórmulas mágicas, entretanto criminosas, de se locupletarem rapidamente.
    Mas, a ânsia, a gana, a loucura por dinheiro, o desprezo pelo Brasil e sua população, o caráter deturpado pelo poder, os métodos à disposição para fraudarem as leis, simplesmente não bastam!
    O atual reajuste que se concederam é um escárnio ao povo e Nação brasileira.
    Um deboche, uma maneira de avisar à população o quanto a desprezam e que, o Brasil, é para ser usado espoliado, roubado!
    Somente este aumento, representa OITO SALÁRIOS MÍNIMOS; os vencimentos de um inútil, desonesto e corrupto parlamentar, é QUARENTA E SEIS VEZES MAIOR QUE O SALÁRIO MÍNIMO!
    Definitivamente somos um País de desigualdades abismais; de injustiças colossais; de um Congresso tão imundo e comprometido com desfalques, que qualquer presidiário tem mais ética e moral que os parlamentares brasileiros!
    Corja de canalhas!
    Traidores, promíscuos, vendilhões da Pátria!
    Ouso escrever que, o alienado e acomodado povo brasileiro, merece este tipo de representante no Legislativo. Em qualquer outra Nação, os eleitores varreriam esta imundície à base de surras, pedradas, cusparadas, pontapés e pauladas.
    Pois estou à disposição de BRASILEIROS que querem levar adiante esta atitude radical, de amedrontamento, de enfrentamento contra este bando de ladrões, e que os deputados e senadores saibam quem manda, quem é o chefe, quem dá autorização para seus reajustes salariais, e cujas despesas pessoais, que são exemplos de estelionato, sejam definitivamente abolidas!
    Ou assim ou, então, só nos resta chorar na cama, que é lugar quente!
    À luta pela dignidade de um povo ultrajado, humilhado, prejudicado por desqualificados, por excelências do crime, por inimigos do povo e do Brasil!
    FORA COM ESTE LEGISLATIVO PODRE!!!

  8. DW:


    DEPUTADOS BRASILEIROS GANHARÃO MAIS QUE OS EUROPEUS
    O projeto de reajuste salarial de deputados e senadores, aprovado nesta quarta-feira (17/12) pela Câmara dos Deputados eleva os vencimentos dos parlamentares dos atuais R$ 26,7 mil para R$ 33,7 mil. A proposta ainda tem que receber aval do Senado para que os reajustes passem a vigorar em 2015. Caso aprovado, o reajuste fará com que os deputados brasileiros tenham pagamento básico bruto anual equivalente a quase 130 mil euros, cerca de 5 mil euros anuais a mais que os vencimentos brutos básicos dos deputados do Parlamento italiano, os mais bem pagos da Europa.

    No continente, os integrantes do Bundestag, o Parlamento alemão, também estão bem colocados na lista dos que recebem os melhores salários básicos (que não inclui os benefícios, como verba de gabinete , assessores, viagens e outros extras, que diferem de acordo com o país). Os alemães recebem 8.020,53 euros mensais, somando 96.240 euros no ano em vencimentos básicos brutos. Em janeiro de 2015, a quantia será reajustada para 9.082 euros, perfazendo um salário anual de 108.984 euros brutos – dos quais cerca de 43% são descontados em imposto de renda.

    Os legisladores austríacos também não podem reclamar. Eles ganham anualmente quase 104 mil euros em vencimentos básicos brutos, sendo que recebem aumento em 2015, quando passam a ganhar 120,62 mil euros anuais. Os britânicos ganham o equivalente a cerca de 84,5 mil euros por ano.
    França e Suécia pertencem aos países cujos salários dos deputados estão na faixa média europeia, com, respectivamente cerca de 85 mil euros e 85 mil euros brutos anuais.”

    -Não passamos de uma GRANDE FAZENDA.

  9. Há uma intenção deste governo de fazer com que todos os aposentados recebam apenas no futuro 1 salário mínimo, após a declaração do ex-ministro da fazenda Delfim Neto no programa canal livre da Band, onde o mesmo diz que a previdência social já era, não há dúvidas que querem entregar ao setor privado de bancos deste país, é um verdadeiro estelionato contra os aposentados e pensionistas que contribuíram a vida toda para a previdência e conforme a “ANFIP”, a previdência é superavitária, o tal rombo é colocado pela mídia e pelo governo, tentando destruir a previdência social, eles não criaram nada e sabem bem é destruir, vejam a Petrobrás, está quase um caco, é preciso união em defesa da ‘PREVIDÊNCIA SOCIAL DO BRASIL”.

  10. Que beleza.!!!!
    O caviar continua em alta..

    Roseana Sarney receberá pensão vitalícia de R$ 24 mil no Maranhão

    O governador em exercício do Maranhão, Arnaldo Melo (PMDB), concedeu pensão vitalícia de R$ 24 mil mensais à ex-governadora Roseana Sarney (também do PMDB), que renunciou ao mandato no último dia 10. O ato está publicado no Diário Oficial do Estado, do último dia 12, dois dias após a renúncia da peemedebista.

    “O governador do estado do Maranhão, nas suas atribuições legais, resolve: conceder a Roseana Sarney Murad, ex-governadora do estado do Maranhão, subsídio mensal vitalício, nos termos do art. 45, do Ato de Disposições Constitucionais Transitórias, da Constituição Estadual, conforme consta no Processo 0237470/2014 da Casa Civil”, diz a publicação do DO, assinada por Melo.

    A questão das pensões vitalícias a ex-governadores é controversa, embora todos os ex-governadores do Maranhão – ou seus cônjuges, em caso de falecimento – a recebam, como José Reinaldo Tavares, do PSB (que comandou o Estado de 2002 a 2006), e Clay Lago, viúva de Jackson Lago, do PDT (governador de janeiro de 2007 a abril de 2009).

    – Sou legalista, cumpro apenas o que manda a lei, e a lei diz que os ex-governadores têm direito à pensão – disse ao GLOBO a viúva de Lago. Ao mesmo tempo em que o artigo 45 do Ato de Disposições Constitucionais Transitórias, da Constituição Estadual, citado na publicação do DO, garante o benefício, o Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA), em decisões de julho de 2003 e abril de 2007, rejeitou o dispositivo – entendimento que também tem sido adotado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

    No Maranhão, a ação no TJ-MA que culminou com a rejeição da pensão é do advogado Márcio Endles, representando na ocasião a então deputada Helena Heluy (PT), contra a concessão de aposentadoria ao ex-governador José Reinaldo, que entrou com pedido de aposentadoria vitalícia referente ao primeiro período em que foi chefe do Executivo estadual, de abril a dezembro de 2002.

    Adversários políticos da ex-governadora Roseana Sarney informaram que vão recorrer à Justiça contra a concessão da aposentadoria vitalícia, tanto para ela como para os outros ex-governadores.

    No início deste mês, o governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), que encerrará seu mandato no próximo dia 31, ganhou da Assembleia Legislativa baiana o direito de também receber uma aposentadoria vitalícia no valor de R$ 19,3 mil.

    http://www.msn.com/pt-br/noticias/brasil/roseana-sarney-receber%C3%A1-pens%C3%A3o-vital%C3%ADcia-de-rdollar-24-mil-no-maranh%C3%A3o/ar-BBgXm9R?ocid=mailsignout

  11. A pior elite, a mais perversa é sem dúvida a governamental: executivo,
    legislativo e judiciário, prevalecem-se do poder de legislar em causa
    própria, aumentando seus salários a um patamar absurdo em comparação
    ao salário mínimo e diversas mordomias, enquanto o trabalhador e o aposentado
    tem que fazer conta de tostão (como se dizia antigamente), para se manter durante
    um mês.
    Fica aqui uma pergunta: Como acabar com essa safadeza?

    • Jacob,
      Não será à base de compreensão e tapinhas nas costas desses salafrários!
      Tá na hora do castigo, do tapa na bunda, do puxão de orelhas, do quarto escuro, da privação de passear e ganhar presentes.
      Os “legisladores” foram demasiadamente desobedientes, ultrapassaram limites, ofenderam e agrediram seus chefes, então precisam ser despedidos, e por justa causa!
      Não são mais merecedores de confiança, pois roubaram a casa de seus patrões, cuspiram nas leis, e criaram normas que lhes beneficiassem em suas intenções malévolas contra aqueles que lhes outorgaram representação, que lhes possibilitaram legislar em favor do bem comum.
      Não cumpriram com suas obrigações, foram irresponsáveis, então, a punição deve ser severa.
      Eu dei algumas idéias acima, e reitero estar à disposição para enfrentar esses meliantes, essa corja de fascínoras, esses predadores do patrimônio nacional e traidores do povo brasileiro.
      Eles devem voltar a ter medo de nós, de nossas reações, de nossa inconformidade e indignação pelo forma criminosa como usam o que é nosso – e ainda exigem que sejam chamados de excelências, quando não passam de reles batedores de carteira, larápios, porém maldosos e sádicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *