Todo time é pequeno enfrentando o Barcelona.

Vicente Limongi Neto

 O  Manchester United foi apenas mais um no caminho do Barcelona. Ninguém dá bico, não se rifa a bola, não faz cruzamentos inúteis. Raramente se erra um passe no Barcelona. O time vai girando com a bola de pé em pé. Ninguém tem vergonha de atrasar a bola para reiniciar a jogada. Messi se mexe muito, principalmente pelo meio e pela lateral direita. Faz tantas jogadas com Daniel Alves que resultam em gols, que deveria dar a metade do salário dele para o lateral brasileiro.

O meio-de-campo do Barcelona tem dois jogadores extraodinários, Xavi e Iniesta. Tudo começa com eles. Têm impressionante visão do jogo, como todos os craques, conhecem os atalhos do campo. O repertório de jogadas ensaiadas do Barça é vasto, incrível e interminável. Para tormento dos adversários. Quando Messi  pega a bola e parte em direção ao gol, quem preferir ir recuando, fazendo sombra ao infernal baixinho, comete suicidio. O Manchester que o diga. A bola mais uma vez ficará feliz, sabe que será bem tratada, se breve o Santos jogar com o Barcelona. Sem comparações. Mas o time brasileiro conta com meninos que também jogam muito. Basta alguns ajustes que o Santos com Neymar e Ganso não fará feio. Será um jogaço.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *