Toffoli desmoraliza Lewandowski e veta entrevistas de Lula pela segunda vez

Resultado de imagem para lewandowski charges

Charge do Nani (nanihumor.com)

Carolina Brígido, André de Souza e Daniel Gullino
O Globo

Em novo capítulo na guerra judicial em torno do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ministro Ricardo Lewandowski , do Supremo Tribunal Federal ( STF ), autorizou o petista a dar entrevista à imprensa de dentro da prisão, em Curitiba. Entretanto, Lewandowski encaminhou a decisão para o presidente da Corte, ministro Dias Toffoli , para ele dar a última palavra sobre o cumprimento da decisão e Toffoli reafirmou que continua valendo a decisão de Luiz Fux que proibiu a entrevista, até que o plenário do STF analise a questão.

GUERRA JUDICIAL – Na última sexta-feira, Lewandowski autorizou a entrevista, atendendo a um pedido do jornal “Folha de S. Paulo”. Horas depois, Fux proibiu Lula de falar à imprensa, com o argumento de evitar confusão entre os eleitores. A decisão foi tomada no julgamento de um recurso apresentado pelo partido Novo. Na segunda-feira, Lewandowski deu nova liminar reiterando a validade de sua decisão. Entretanto, Toffoli desautorizou Lewandowski e esclareceu em um despacho que o entendimento de Fux prevalecia.

A decisão mais recente de Lewandowski foi tomada em uma ação apresentada nesta quarta-feira pela defesa de Lula. A defesa pede confirmação da primeira liminar “para garantir a livre manifestação do pensamento”, bem como a revogação das decisões de Fux e de Toffoli.

“A pena privativa de liberdade, ainda que não definitiva, diz respeito tão somente à liberdade de locomoção do apenado. Isso significa que todos os direitos não abrangidos na sentença penal condenatória mantêm-se inalterados. Vale observar que o art. 5º da Carta Magna garante amplamente o direito de expressão do indivíduo”, argumentaram os advogados.

SEM CENSURA – Ao autorizar novamente a entrevista, na decisão dessa quarta, Lewandowski afirmou que “não cabe ao Estado, por qualquer dos seus órgãos, definir previamente o que pode ou o que não pode ser dito por indivíduos e jornalistas, afastando de maneira categórica a possibilidade de qualquer tipo de censura estatal à imprensa”.

Ele também citou trecho de uma decisão do ministro Celso de Mello, também do STF, segundo a qual a “a censura governamental, emanada de qualquer um dos três Poderes, é a expressão odiosa da face autoritária do poder público”. Além disso, o ministro lembrou que diversos meio de comunicação já entrevistaram outros presos sem maiores problemas, como o ex-senador Luiz Estevão e o traficante Fernandinho Beira-Mar.

CURTO E GROSSO – Toffoli, por sua vez, limitou-se a dizer que a decisão de Fux “deverá ser cumprida, em toda a sua extensão, nos termos regimentais, até posterior deliberação do Plenário”.

Lula está preso desde abril em Curitiba, em decorrência de condenação pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) no caso do tríplex do Guarujá (SP). A condenação também justificou a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que baniu a candidatura de Lula.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Lewandowski deveria pedir o boné e voltar para São Paulo.  O PT está se acabando e o ministro foi se acabando junto. É hora de aposentadoria e entregar o manto sagrado a um juiz de verdade. (C.N.)

30 thoughts on “Toffoli desmoraliza Lewandowski e veta entrevistas de Lula pela segunda vez

  1. este indivíduo era um simples advogado trabalhista em SBC e sua progenitora conhecida da falecida mulher de Lula. Foi feito um pedido e dona Marisa pediu ao Lula que o nomeasse. Daí o notório saber jurídico foi às favas e o promíscuo Senado aprovou. O discutível fatiamento do impeachment de Dilma, dando lhe direitos políticos é outra mancada que esta situação impôs ao país.

    • Também não é assim. Esculhamba, mas não avacalha, sr José Roberto. O Lewandão era ministro do Tribunal de Justiça de São Paulo, quando foi levado (verdade, pela madrinha Marisa, a pedido da comadre Carla, mãe de Lew), ao STF. É verdade também que a carreira dele toda foi na base do QI – o famoso Quem Indica, com grande ajuda do malfadado Quinto Constitucional. O dr José Eduardo Faria, professor na USP e na FGV, já disse e repetiu que reprovou Lew, quando candidato a dar aulas nas famosas Arcadas da São Francisco, orgulho dos paulista como escola de Direito. Não adiantou: a vermelhada aprovou o quase analfabeto jurídico. E agora ele tá lá, afrontando a gente. Não vai sossegar enquanto não botar o criminoso na rua, sacando um daqueles HCs “de ofício”, podes crer.

  2. A batata desses caras do STF está assando.

    Em 2019 Bolsonaro vai armar uma PEC com a desculpa de que o STF está assoberbado de processos parados e vai aumentar para 21 o número de ministros da corte.

    E nomear o Juiz Sérgio Moro e mais 9, aniquilando a hegemonia vermelha no STF.

    B17 neles!

  3. Os antilulistas seguem na sua bolha de realidade virtual do faz de conta que o PT esta acabado…quando todas as análises indicam o fortalecimento do PT.

    Se tem algum partido que sai enfraquecido nas eleições de 2018 é o PSDB.

  4. Dia 07, o Cidadão trabalhador vota com Dignidade, repudiando os bandidos hediondos da caneta, ou o Brasil continuará uma grande senzala de 220 milhões, com uma Constituição com 106 emendas espúrias de auto proteção da corja!?? Voto consciente, é voto de mudança dos politiqueiros, renovar é preciso, para o Brasil ter um mínimo de decência perante si mesmo e o Mundo. chega de tanta canalhice, que deus nos ajude.

  5. Toffoli vira piada nas redes sociais
    A piada que circula nas redes sociais é que “depois que o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli (foto)passou a chamar o golpe militar de movimento de 64, tortura virou chamego”. Toffoli, que já foi advogado do PT e ocupou a Advocacia-Geral da União no governo Lula, fez a declaração em um evento sobre a Constituição de 1988. Ele justifica a sua interpretação dessa parte da história brasileira, que deixou petistas e aliados boquiabertos, alegando que “os militares se desgastaram com ambos os lados, direita e esquerda. Por isso, não me refiro nem a golpe nem a revolução de 64. Me refiro a movimento de 1964”

    COMENTÁRIOS
    Esse Toffoli de bobo não tem nada. Já está percebendo para onde os ventos estão soprando.É um oportunista de marca maior. O melhor mesmo é que mostra que o STF não vai criar problemas para um futuro governo Bolsonaro, até mesmo porque numa parada direta contra um Bolsonaro eleito com mais de 50 milhões de votos o STF com certeza perderia a parada. Cabe aqui aquele velho ditado: Quem tem …, tem medo!

  6. Ridículo um juiz do STF autorizar que um larápio presidiário pudesse fazer um comício disfarçado de entrevista na semana da eleição, a que ponto chegou o Brasil. A desfaçatez deste pseudo juiz chegou a níveis inimagináveis. Brasil livre! E Deus nos livre deste tipo de pilantra.

  7. Falou-se muito sobre o suposto direito do apenado e da imprensa de entrevistar, mas nadinha sobre o do eleitor de não ser enganado por um bandido condenado e um jornal vermelho cujo objetivo é única e simplesmente fazer propaganda política para o pêtê ainda antes do 1° turno. O juiz deveria liberar para o jornal entrevista apenas com o ex-senador e o beira-mar, para o pêtê não ficar com ciúmes.

  8. 40 anos de atividade na área jurídica, jamais vi um juiz tão desprovido de atributos para o exercício da magistratura como Levandovski, em qualquer instância.
    Como diria Quevedo : Ele non ecziste …

  9. O caso do “sócio/amigo/cumpanheiro/íntimo cúmplice do presidiário corrupto cleptômano de Curitiba” é Registro de “Réu Confesso” , ele não pode mais fazer parte das Altas Cortes do País e tem que ser imediatamente Decretada sua Suspeição, precisam provas ????

  10. Os tribunais superiores são a mostra vida e insofismável de que toda forma de aparelhamento das instituições sempre acaba mal. Juízes como o Leviandoski e o Gilmar Mendes mostram quando despreparados são a julgar ao arrepio da lei, atendendo interesses inconfessáveis, escusos. Passou a hora da “reforma do Judiciário”, chega desta impunidade que premia juiz corrupto com aposentadoria, lugar de ladrão sempre foi a cadeia e não o tribunal

  11. Toffoli, desmemoriado, desmoraliza o país, isso sim.
    Já fez esforço para reescrever um fato na história, nominando como movimento acontecimentos de uma época todos como golpe, nascido na conspiração interna e externa.
    Um pretenso jurista. Que nunca foi levado a sério.

    • Cuidado, Daniel!

      Toffoli está prestes a cair novamente nas graças da manada de torcedores da TI….

      Daqui a pouco esquecem as inúmeras vezes em que Toffoli votou junto com Gilmar na Segunda Turma para livrar a cara de vagabundos enrolados na Lava-Jato……

  12. ““A pena privativa de liberdade, ainda que não definitiva, diz respeito tão somente à liberdade de locomoção do apenado.”

    -BELEZA! Linda filosofia!
    -Então vamos liberar o CELULAR para todos os bandidos da cadeia ok?
    -Não é isso (a igualdade) que o Lula prega?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *