Toffoli só libertou Geddel por uma questão de coerência em relação a outros ladrões

TRIBUNA DA INTERNET | Piada do Ano! Toffoli quer acabar com os ...

Charge do Solda (Arquivo Google)

Celso Serra

Dias Toffoli tirou Geddel Vieira Lima da cadeia, concedendo-lhe prisão domiciliar. Dias Toffoli é aquele ministro que foi nomeado por Lula, a alma mais pura do Brasil, para o Supremo Tribunal Federal, após ter sido reprovado nos concursos que prestou para ser juiz de primeira instância, o que foi entendido como “notável saber jurídico” – condição exigida pela Constituição do Brasil.

A outra condição exigida pela Constituição a “reputação ilibada”, ou seja, uma reputação íntegra, incorrupta e “sem manchas” foi preenchida pelo fato de ter sido advogado do PT e trabalhado com o beato José Dirceu. Melhor referência impossível.

SENADO AVALIZOU – O brioso Senado brasileiro aprovou a nomeação de Dias Toffoli por ter, na opinião dos senadores, atendido as exigências constitucionais e possuir todos os méritos para ser ministro e fazer parte do seleto grupo da Suprema Corte brasileira.

Os cidadãos brasileiros consideram a tirada de Geddel da cadeia um ato de rotina, pois confirma uma tradição humanista do STF de libertar os grandes ladrões do dinheiro do povo. Antes, Toffoli já tirara o ex-chefe José Dirceu, concedendo-lhe um habeas corpus que nem tinha sido requerido, vejam no Brasil o quanto vale ter um amigo.

Toffoli também tirou da cadeia Paulo Maluf, que se aliara ao PT, e o argumento foi uso de fraldas geriátricas. Da mesma forma e pelo mesmo motivo, libertou Jorge Picciani, confirmando a teoria de Nelson Rodrigues sobre indivíduos que só são solidários no câncer (de próstata).

LULA E GEDDEL – O mesmo Toffoli libertou Lula, com seu voto escalafobético sobre prisão após segunda instância, lembram?

Quanto ao larápio Geddel Vieira Lilma, trata-se de um antigo “cumpanhero” do PT, pois foi ministro da Integração Nacional do governo Lula, vice-presidente de pessoa jurídica da Caixa Econômica Federal no governo Dilma e ministro secretário do Governo no Palácio do Planalto sob a gestão Michel Temer – portanto, com enorme folha de serviços prestados aos honestos governos na capital Brasília, construída por JK propositadamente para ficar longe e fora do controle do intolerante povo brasileiro.

Toffoli mandou Geddel para sua confortável residência em Salvador, Bahia de Todos os Santos, durante o recesso do STF, em lúcido ato de grande valor e reconhecimento pelos serviços prestados por Geddel, vítima da sociedade brasileira. São atos de solidariedade humana como esse que provam o valor de uma antiga amizade, dignificam o Brasil e fazem os brasileiros se orgulharem do STF.

8 thoughts on “Toffoli só libertou Geddel por uma questão de coerência em relação a outros ladrões

  1. Bom dia a todos
    Celso excelente artigo. Não tenho pensamentos violentos mas eu acho que o trato com esses juízes é políticos no Brasil tinha que ser com uma máfia do bem.. O dia que explodirem o carro do Toffoli, Dirceu, Lula e essa gentalha os caras vão acordar.. Opa bagulho tá doido, vão dizer.. Porque no amor é no lero esses caras não vão fazer nada.. Abs a todos

  2. Iguais são Iguais, nada mais que Iguais. Um defendendo o outro e o Brasil e seu Povo que se danem, passamos do fundo do poço, a Organização Criminosa Lulopetralha agora tem uma “Justiça prá chamar de sua” , dar nojo, é um mar de Bandidos posando de Juristas e Homens sérios. Todos são Iguais perante seus Crimes, um dia isso se acaba !

  3. Situações como esta, de transferir Geddel para prisão domiciliar, prejudicam sobremaneira a imagem do país no exterior e cada vez mais ocasiona aos poderes constituídos a perda da confiabilidade do povo, e merecidamente.

    De nada adiantam as crises de nervos dos ministros quando criticados, muito menos as FFAA quando acusadas de omissão e irresponsabilidade com relação ao Brasil e sua população demonstrando que estão indignadas, se tem sido natural a concessão de benefícios aos maiores ladrões dessa republiqueta!

    Convenhamos, roubar 52 milhões de reais e em espécie – até hoje não se sabe de onde que essa fortuna foi surrupiada -, somente retirada diretamente de um banco ou da Casa da Moeda.
    Então, novas dúvidas assaltam o cidadão ou a mim, especificamente:
    Se o tal do Coaf identificou nas contas de Queiroz um movimento “atípico” de um pouco mais de um milhão de reais, e de apenas e tão somente 24 mil reais nas contas da primeira-dama, mas deixou passar essa quantia nababesca de Geddel e outras muito maiores, o Brasil se encontra completamente descontrolado, sem fiscalização, sem órgão algum a constatar o que se passa na administração nacional ou, o que seria gravíssimo, apenas investiga o que quer e que tenha conotações políticas.

    E colabora com essa casa da mãe Joana, o STF, a nossa Alta Corte, na concessão de regalias a presos que deveriam estar trancafiados em presídios de alta periculosidade.

    Curiosamente, uma ou duas semanas atrás, a ministra Rosa Weber negara uma Liminar em prol de um rapaz que roubara 2 embalagens de shampoo, de modo que cumprisse a pena em seu domicílio.
    Que o meliante tenha roubado outras vezes, então a negativa da ministra, mas, por favor, como que permitem que ladrões de milhões ou de bilhões ou estejam soltos ou cumprindo “pena” em seus palacetes??!!

    E não me venham nesse caso com agravantes ou atenuantes. Se Geddel, Lula, Zé Dirceu, e outros criminosos estão soltos ou em casa, e o Supremo nega a mesma medida para um cidadão comum ou que tenha roubando infinitamente menos, como dizia o barão de Itararé, “não existem nos céus apenas aviões de carreira”!

    Enfim, mais uma ação repudiável levada a efeito por Dias Toffoli.

    Nessas alturas, quem devemos criticar e veementemente pelos pendores ditatoriais é o presidente do Supremo, pois Bolsonaro apenas sonha com essa possibilidade, enquanto o STF assim age e atua!

  4. NÃO DEVEMOS DEFENDER ESTA DEMOCRACIA E INSTITUIÇÕES QU E SÓ ATENDE A 1% DA POPULAÇÃO A ELITE ENQUANTO A MAIORIA 99% é colocada á margem da socidade precisamos construir novas organizações sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *