Tombini: enervante e “inovador”

Helio Fernandes

Quem controla e comando o novo “presidente” do BC? Com Meirelles pelo menos se sabia, o FMI nem fazia mistério. Não tendo que dar satisfações (satisfações?) a ninguém, fica inventando.

Além de confrontar a própria presidente, que disse sem precisar de interpretação, “não quero aumento de juros”, Tombini entra no terreno do Aurelio e do Houaiss, e diz: “O governo precisa de políticas macroprudenciais”.

***

DÓLAR E AÇÕES

Hoje está praticamente no fim do mês, o primeiro de 2011. E o dólar e a Bovespa não fazem outra coisa a não ser caírem. Há mais ou menos 3 meses, a Bovespa chegou a máximo de 71 mil pontos. Veio caindo, está em 66 mil. Mas ninguém reclama, perdão, os poucos investidores que existem, não têm mais o que perder.

O dólar que esteve em 1,70 ou 1,71, depois das taxações do ministro Mantega, não para de ver sua cotação reduzida. Ontem fechou em 1,66%, grandes lucros para profissionais, que jogam “fortíssimo” no mercado “FUTURO”. E numa proporção de 3 ou 4 vezes um total maior do que no à VISTA.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *