Trabalhador paga a conta do ajuste. Enquanto isso, os bancos…

Rogério Jordão
Yahoo

Muitas vezes apresentado como algo neutro (“estamos fazendo a lição de casa”), o ajuste na economia atinge principalmente os assalariados e os mais pobres. De cara, vieram os aumentos de ônibus e luz. Esta semana os supermercados anunciaram queda de vendas – um sinal de que o aperto na renda começa a influenciar na aquisição de itens básicos. O desemprego embica para cima. E o Congresso avança nas propostas de restrição ao acesso a direitos trabalhistas e previdenciários.

O mar não está para peixe. Ou melhor: está para peixe grande.

Os quatro maiores bancos brasileiros listados em bolsa acabam de anunciar um lucro de R$ 16,4 bilhões no primeiro trimestre de 2015, alta de 49% em relação ao ano anterior. Juros elevados e desvalorização do real ajudam a explicar o desempenho, diz um jornal de economia. Também recentemente uma empresa produtora de carnes – e que anuncia diariamente em todos os jornais brasileiros – revelou um aumento de lucro de mais de 1.000% no início deste ano, por conta de desvalorização do real e exportações.

APERTAR OS CINTOS

Para a maioria da população a hora é de apertar os cintos; para os realmente ricos (falo dos 0,1% do topo da pirâmide), espocam os champagnes. Life goes on!

O ajuste tem como objetivo garantir superávits primários, a reserva de dinheiro para pagar os juros da dívida pública. Se há alguém de fato otimista no Brasil, são os credores da dívida pública – é para eles que o ‘ajuste’ é feito. Para que a dívida pública brasileira, que consome algo como 10 Programas Bolsa Família/ano, continue pagável. Para quem lucra com a dívida e com os juros, está ótimo, é para isso que serve o superávit primário e o “fazer a lição de casa”.

Na narrativa do governo se trata de um ajuste ameno e que em 2016 ou 2017 o crescimento volta. OK. Mas com qual perspectiva real e de longo prazo para a população brasileira? Há projeto, além de seguirmos nosso eterno vôo de galinha, agora embicado para baixo?

Siga-me no twitter! (@rogerjord)

5 thoughts on “Trabalhador paga a conta do ajuste. Enquanto isso, os bancos…

  1. Os bancos continuarão a experimentar lucros bilionários. É o único setor produtivo que nada de braçadas na crise. Os juros vão continuar a subir, pois isso interessa aos bancos, mesmo que a atividade econômica caia até o fundo do poço.

    Não consigo entender, que o arrocho atual do ajuste fiscal será necessário para crescer mais adiante. Enquanto isso, muitos morrem pelo caminho. É o mesmo argumento dos senhores das guerras, que dizem serem necessárias para conseguir a paz.

    Alea jacta est

  2. Muito legal, o Páis vai de vento e popa, só com uma pequena molinha e os Banquitolas com lucros de 10 bilhões o trimeste.
    O Páis vai mal das pernas, ajustes, sacrificios, cortes, aumentos de impostos, e os Banquitolas continuam com os mesmos ou até mais 10 bilhões ao trimestre de lucros.
    Qual é a mágica.???

  3. Muito legal, o Páis vai de vento e popa, só com uma pequena marolinha e os Banquitolas com lucros de 10 bilhões o trimestre.
    O Páis vai mal das pernas, ajustes, sacrificios, cortes, aumentos de impostos, e os Banquitolas continuam com os mesmos ou até mais 10 bilhões ao trimestre de lucros.
    Qual é a mágica.???

  4. Muito legal, o Páis vai de vento e popa, só com uma pequena marolinha e os Banquitolas com lucros de 10 bilhões o trimestre.
    O Páis vai mal das pernas, ajustes, sacrificios, cortes, aumentos de impostos, e os Banquitolas continuam com os mesmos ou até mais 10 bilhões ao trimestre de lucros.
    Qual é a mágica.???.

  5. Roberto,
    Banco não é setor produtivo. E, nas condições em que aprovaram a lei complementar favorecendo os juros compostos,
    a apropriação da riqueza pelos banco terá uma velocidade cada vez maior.
    Vamos viver aqui um novo tipo de escravatura, as bases já estão postas. É só ler a TI de hoje que mostra que a nação esta em crise, o povo sendo desempregado, as pequenas empresas em situação difícil! E os bancos? Lucros crescendo a 1.000%. O que isto significa? Significa que houve uma apropriação do Estado pelos Bancos. E esta ai um ministro que não me deixa mentir!
    O Dr. Levy é um exemplo claro, público e notório, de quinta coluna! E, para o quem não sabe o que é um quinta coluna, é aquele que trabalha contra sua gente!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *