Três assuntos importantes: o futuro do jornalismo está na internet, a derrota de Artur Virgilio, e o capitalismo sem líderes

Emerson57: “Bom dia, Helio, concordo inteiramente com você. Como já escrevi aqui, há muito tempo, o futuro do jornalismo está na internet”.

Comentário de Helio Fernandes:

Tenho falado muito sobre o assunto, sempre que me convidam, geralmente universidades, fora do Rio. E não tenho a menor dúvida, a internet é uma poderosa alavanca de comunicação, para quem só tinha o direito de ler mas não de escrever, se manifestar, protestar.

Só que também sem o menor risco de engano, o jornal impresso continuará. Ficará localizado, e até se libertará de despesas incômodas. Por exemplo: os chamados “grandes” jornais, não estão mais distribuindo para estados distantes e que “não dão retorno de negócios”.

Esses leitores passam a se abastecer pelos sites dos próprios jornais que compravam. E a não ser de forma raríssima, não resistirão dois jornais no mesmo estado. Em alguns estados de grandes territórios, e industrializados, permanecerão jornais pequenos, para cidades de 700 mil, 800 mil ou 1 milhão de habitantes.

Mas a internet terá que enfrentar a “guerra” dos grandes interesses, não demora, pode não ser para já. Mas sem dúvidas, a internet se tornou poderosa muito antes do que se esperava.

***

VIRGILIO, HERÁCLITO E MÃO SANTA

Pedro: “Helio, você é um dos maiores comentaristas políticos do nosso Brasil. Gostaria que comentasse a derrota do senador Artur Virgilio, Heráclito Fortes e outros…já que em certo momento você vaticinou sua vitoria. Que aconteceu? Abs.”

Comentário de Helio Fernandes:

Nunca escrevi uma linha sobre Heráclito Fortes. Sobre o Piauí, lamentei apenas o fato do PMDB não ter dado legenda (antes obrigatória) para a reeleição do senador Mão Santa. Mas Lula mandou, a cúpula do PMDB cumpriu. No Amazonas, aí PSDB, não puderam tirar a legenda de Artur Virgilio. Nunca “vaticinei” sua vitória. A situação mudava (e mudou muito), eu acompanhava. Mas sem dúvida queria a sua reeleição.

***

OBAMA E A INJEÇÃO NA ECONOMIA

Carlo Germani: “Caro Helio, você sabe o respeito que lhe tenho,mas insistir na aprovação da absurda decisão do queniano OBAMA, presidente fantoche do governo oculto mundial (dinastias de megabanqueiros), de injetar na economia americana a fábula de US$ 600 BILHÕES, já é vaidade do defeito. Helio, a inflação é a EMISSÃO DE DINHEIRO FALSO E SEM LASTRO (caso do ato de OBAMA)”.

Comentário de Helio Fernandes:

Também gosto muito de ter você como chamam, de “leitor-comentarista” do blog. É lógico que existe muita coisa escondida-enrustida no capitalismo, mas não nessa dimensão. Ao contrário dos outros “ISMOS”, o capitalismo resiste e vai resistir (perdendo apenas um pouco do Poder), porque não precisa de lideranças. Podem eleger ou “deseleger” Obama, Putin mudar de lugar de quatro em quatro anos, a China vetar ou apoiar quem quiser, nada mudará. Nos outros países e tempos, quando os ditos LÍDERES acabavam, seus ISMOS desapareciam.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *