Trump apoia Brasil na OCDE, mas impõe condições que não nos interessam

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recebe o presidente Jair Bolsonaro na Casa Branca — Foto: Carlos Barria/Reuters

Trump é um espertalhão que promete tudo, mas não entrega nada

Por G1 — Brasília e Washington

Em encontro na Casa Branca com o presidente Jair Bolsonaro, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta terça-feira (dia 19) que apoia o ingresso do Brasil na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). A declaração foi dada à imprensa durante reunião bilateral entre os dois presidentes, em Washington. Bolsonaro chegou à Casa Branca às 13h04 e foi recebido logo na entrada do prédio por Trump.

Mais cedo, o presidente brasileiro se reuniu com o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro.

COOPERAÇÃO – “Eu estou apoiando os esforços deles [brasileiros] para entrar [na OCDE]”, disse Trump, ao lado de Bolsonaro. Ele não deu mais detalhes sobre o assunto.

A OCDE atua como uma organização para cooperação e discussão de políticas públicas e econômicas que devem guiar os países que dela fazem parte. Para entrar no acordo, são necessárias a implementação de uma série de medidas econômicas liberais, como o controle inflacionário e fiscal. Em troca, o país ganha um “selo” de investimento que pode atrair investidores ao redor do globo.

Mais cedo, de acordo com a agência Reuters, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que os Estados Unidos querem que o Brasil deixe a lista de países de tratamento especial e diferenciado da Organização Mundial do Comércio (OMC) em troca do apoio norte-americano à entrada brasileira na OCDE.

SEM PROTECIONISMOS – A lista de países de tratamento especial e diferenciado da OMC, em que os países se autodenominam “em desenvolvimento”, dá vantagens especiais como mais tempo para cumprir acordos e outras flexibilidades.

De acordo com a Reuters, o governo norte-americano, contrário à lista, quer terminar com o modelo, do qual o Brasil participa até hoje, e quer ajuda do governo brasileiro.

Questionado sobre o que esperava que Bolsonaro levasse como resultado da visita aos Estados Unidos, Trump afirmou que o país tem “muitas coisas” que o Brasil gostaria, como o comércio. “Estamos trabalhando nessas coisas. Um dos aspectos é o comércio. O Brasil fabrica ótimos produtos e nós produzimos ótimos produtos. No passado, nosso comércio nunca foi tão bom quanto deveria ser. Em alguns casos, deveria ser muito mais. Então achamos que nosso comércio com o Brasil aumentará substancialmente em ambos os sentidos e estamos ansiosos para isso”, afirmou Trump.

FUTEBOL – No encontro, os presidentes trocaram camisas das seleções de futebol do Brasil e dos Estados Unidos e citaram a admiração mútua pelo ex-jogador Pelé, considerado o rei do futebol.

Bolsonaro está desde domingo (17) em Washington para sua primeira visita oficial aos EUA, a segunda viagem internacional de seu mandato. O encontro privado com Trump é o principal compromisso dos três dias de agenda de Bolsonaro em Washington.

Na sequência, o presidente brasileiro visitará o cemitério nacional de Arlington, local onde estão os restos mortais de 400 mil soldados norte-americanos e de outros 11 países. Ainda nesta terça, Bolsonaro terá uma reunião com lideranças religiosas dos EUA e um jantar de trabalho antes da partida para Brasília. Ele deve chegar em Brasília nesta quarta-feira (20).

TRUMP TROPICAL – Desde a campanha eleitoral, em 2018, Bolsonaro defende uma maior aproximação do Brasil com os EUA. Já em Washington, ele declarou que deseja um Brasil “grande”, a exemplo dos planos de Trump para seu país.

Bolsonaro, que já foi chamado de “Trump dos trópicos” pela imprensa estrangeira, reforçou o desejo de parcerias com os norte-americanos na segunda (18) ao discursar no “Dia do Brasil em Washington”, na Câmara de Comércio dos Estados Unidos.

Nesta terça, ao lado de Trump, Bolsonaro disse que é uma satisfação estar nos Estados Unidos “depois de algumas décadas de presidentes antiamericanos”. O presidente brasileiro disse que “agora” o “Brasil mudou” e que o país “tem muito muito a conversar, muita coisa a oferecer para os nossos povos”, assinalando que “a partir desse momento aqui, o Brasil está mais do que nunca engajado com os Estados Unidos”.

####
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Trump só apoia a entrada do Brasil na OCDE se o país abandonar o tratamento de “nação em desenvolvimento” na Organização Mundial do Comércio, e isso é ruim para nós. O Brasil não tem saúde financeira para se dizer “desenvolvido”. Quanto ao comércio entre os dois países, palavras o vento leva, diz o velho ditado. Trump é um espertalhão na mesa do jogo político. Ninguém consegue tirar nada dele. (C.N.)

25 thoughts on “Trump apoia Brasil na OCDE, mas impõe condições que não nos interessam

  1. O Brasil até que poderia ser um país desenvolvido se o Estado não tivesse se envolvido tanto com a iniciativa privada, além do que deveria como apenas não permitir monopólios, mas ao contrário, deviria ter feito como os EUA desde o século XIX, em que os investidores encontraram poucos obstáculos para seus empreendimentos.
    A coisa lá é tão boa para quem quer criar e progredir, que jovens de menos de 30 anos criaram na área da informática, empresas que hoje valem trilhões de dólares e empregam milhões , tanto nos EUA como pelo mundo afora.

  2. “Filho, e não chanceler, acompanhou presidente brasileiro em reunião com Trump no Salão Oval”

    “Itamaraty sai rebaixado com ida de Eduardo Bolsonaro para o encontro com Trump”

    (Ambas em O Globo – 19/03/2019)

    Ou seja, o “mito” parece que levou o filhote ao parque de diversão.

    Que vergonha esse sujeito está fazendo o povo brasileiro passar.

  3. A DESMAMA DE UM PETISTA ESQUERDÓIDE:

    6.3.10. ESTRESSE DA DESMAMA

    Devemos lembrar que, independente da forma de desmama, ocorre o estresse. O estresse é causado basicamente pelo efeito cumulativo dos componentes emocional (onde o longo tempo de proteção e afeto estabelecem um vínculo duradouro entre a cria e a mãe, e que a desmama interrompe, geralmente, de forma brusca este convívio, demorando a se ajustar a nova situação) (…). Como conseqüência do estresse de desmama, geralmente ocorre atraso no desenvolvimento, (…).

    Calma, esquerdopatas, a primeira fase do desmame das tetas públicas é assim, depois vocês acostumam…

  4. Cumprindo sua promessa de destruir tudo que está aí, Bolsonaro oferece mais um presente para Trump: alíquota zero para o trigo dos EUA.

    Vamos isentar de imposto de importação quase 750 mil toneladas anuais de trigo dos EUA.

    Sem o gravame do imposto, é claro que plantar trigo em áreas de menor produtividade passa a ser menos interessante.

    Aliás, é parte do desejo de exterminar a Embrapa.

    https://goo.gl/e2M9uM

  5. “Apoio de Trump para OCDE foi ‘golaço’ de Bolsonaro, dizem analistas”

    “Analistas classificaram o apoio de Donald Trump à entrada do Brasil na OCDE como um “golaço” de Jair Bolsonaro, relata Duda Teixeira em Crusoé.”

    ““É economicamente interessante, pois normas e procedimentos [da OCDE] são seguidos e adotados pela maioria dos países desenvolvidos”, explica Rubens Medrano, que preside o Conselho de Relações Internacionais da Fecomercio.”

    ——————————————————————-

    Que raiva dá nos incompetentes que só se ligaram à escória do mundo!

    • Verdadeiro jornalismo que “apertou” Bolsonaro o tempo todo mas com profissionalismo e isenção.

      Só perguntas desagradáveis mas com lealdade e classe.

      Exemplo a ser seguido aqui no Brasil terra da extrema imprensa.

      • Verdadeiro VENDIDO INSOLENTE!!

        Essa reoortagem vai repercurtir extremamente CONTRA esses dois elementos nocivos do clã Bozonaldio

        Fora isso, a prooaganda da previdencia antes da entrevista, o CONTO DO VIGARIO ESTILO JOÃO SANTANA demonstra o bando de gente rasteira que controla o Brasil

        Pagar imposto pra esse governo é LOUCURA! Vai ser feia a coisa quando o bicho pegar……

  6. E este foi o encontro do bêbado com o equilibrista….
    Dois incompetentes criadores de caso, governar que é bom NADA.

    O Sistema encontra dificuldades em obter representantes, apela para esses palhaços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *