Trump recorre à Suprema Corte contra a decisão final da Justiça da Pensilvania

Trump anunciará no sábado nome de juíza indicada à Suprema Corte - Notícias - R7 Internacional

Trump está cada vez mais isolado , mas não admite derrota

Deu na Agência AFP
Notícias UOL

Os aliados de Donald Trump apresentaram um recurso emergencial à Suprema Corte dos Estados Unidos nesta quinta-feira (3) para bloquear a certificação dos resultados eleitorais no estado da Pensilvânia.

O recurso visa reverter a decisão tomada no sábado pela Suprema Corte deste estado de rejeitar uma denúncia que buscava invalidar o voto pelo correio neste território do nordeste dos Estados Unidos.

TRÊS NOVOS JUÍZES – Trump reformou a Suprema Corte federal durante seu mandato, com a nomeação de três dos nove juízes. “A Suprema Corte deve examinar nosso caso. Se não, o que é a Suprema Corte?”, Perguntou ele ao canal Fox.

A Suprema Corte interrompeu recontagem dos votos na Flórida em 2000, onde George W. Bush tinha apenas 537 a mais que o democrata Al Gore, permitindo que o republicano ganhasse a eleição.

Mas desta vez, o resultado das eleições não depende apenas de um Estado, pois as diferenças são muito maiores. Portanto, é improvável que a Suprema Corte coloque em risco sua reputação em um caso que é irrelevante.

RECURSOS REJEITADOS – O presidente Donald Trump, ainda se recusa, um mês após as eleições, a reconhecer a vitória do democrata Joe Biden, citando “fraude maciça” nas eleições. O entorno de Trump apresentou recursos em vários estados importantes, mas já sofreu cerca de 20 reveses judiciais.

Na terça-feira, o procurador-geral dos Estados Unidos, Bill Barr, ainda membro do círculo mais próximo ao presidente, reconheceu que não há evidências suficientes para apoiar uma fraude que invalida a vitória de Biden.

Enquanto isso, o presidente eleito Joe Biden comanda a equipe de transição e diz que pedirá para que os americanos usem máscaras por mais 100 dias, mas anunciou a distribuição da vacina grátis contra covid “livre de custos” nos EUA. E adiantou que pedirá ao Congresso um pacote de ajuda e fala em “reconstrução” dos Estados Unidos.

8 thoughts on “Trump recorre à Suprema Corte contra a decisão final da Justiça da Pensilvania

  1. Não se preocupem pessoal.

    Logo, logo o vira-lata de norte-americanos Eliel virá nos presentear com uma revelação saída das redes sociais de norte-americanos conspiracionistas fundamentalistas de que tudo isso foi criado pelos jesuítas para dominar o mundo, mas primeiro tinham que ter derrubado do Trump.

  2. Aqui está a prova de que Trump recorreu à Corte errada, e, em vez de recorrer á Suprema Corte dos Estados Unidos, deveria, isto sim, recorrer ao STF brasileiro, tendo como relator o ministro Gilmar Mendes. Trump, mais uma vez, errou !

    Votos de Gilmar, Toffoli e Kassio pela reeleição no Congresso é ‘golpe em andamento’, afirma Alessandro Vieira

    Publicado em4 de dezembro de 2020

    Para o senador, os ministros ‘escolheram as sombras da madrugada para manifestar seus votos em favor do golpe contra a Constituição para permitir a reeleição de Maia e Alcolumbre’.

    O vice-líder do Cidadania no Senado, Alessandro Vieira (SE), repudiou na rede social o voto do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes, pela tese da reeleição para as presidências do Senado e da Câmara. Ele é o relator da ação do PTB que busca impedir a reeleição nas duas Casas.

    “GOLPE EM ANDAMENTO. Gilmar, Toffoli e Kassio escolheram as sombras da madrugada para manifestar seus votos em favor do golpe contra a Constituição para permitir a reeleição de Maia e Alcolumbre. Até para os parâmetros brasileiros impressiona o casuísmo cínico dos ministros”, postou o parlamentar do Cidadania em seu perfil no Twitter.

    Gilmar apresentou seu voto na madrugada desta sexta-feira (04) no plenário virtual do Supremo, formato pelo qual os ministros apresentam os votos pela internet, sem a necessidade de uma sessão presencial ou por videoconferência. Os ministros Dias Toffoli e Kassio Nunes Marques também acompanharam o voto do relator.

    “O voto de Gilmar não para em pé. 75 laudas de distorções e citações fora de contexto para entregar um absurdo: será possível ignorar a restrição constitucional até por Questão de Ordem! Dá para dizer que Gilmar inaugurou a modalidade Novo Cangaço de interpretação constitucional”, criticou Alessandro Vieira em outra publicação na rede social.

    As eleições para os comandos da Câmara e Senado estão previstas para fevereiro do ano que vem. O deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), que preside a Câmara desde julho de 2016, diz que não é candidato à reeleição. Já o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) pretende obter uma decisão favorável do Supremo.

  3. Pessoal, mas o Bolsonaro não disse que possui informações de inteligencia(?!) que sustentam que houve fraude na eleição americana e que Trump de fato é o vencedor?

    Desconfio que Bolsonaro já até cumprimentou Trump pela vitória…a confirmar…

  4. O problema do nosso stf é que eles querem que todos entendam que quem manda são eles, mesmo que sejam as mais odiosas ações contra a nação/sociedade brasileira.

  5. Atravessei 35 vezes o Atlantico e outras tantas de volta do velho mundo, e só uma vez visitei Nova Yorque e até gostei, e me orgulho de não conhecer Miami, gostos pessoais ou idiossincrasia pessoal, o que não me impede de manter-me, mais ou menos ciente da situação e problemas da grande nação e reconhecer sua inegável importância mundial.
    Agora, o que não pretendo é perder meu tempo, já perdendo-o, em discutir seus problemas internos com eleições e desatinos de um presidente mentalmente desequilibrado e egocêntrico, nos já temos o nosso para nos preocupar e todos os dois são consequências do mesmo tipo de regime presidencial semi-imperial, promotor de desastres políticos.
    Até quando?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *