TSE aprova envio de notícia-crime contra Bolsonaro ao STF por ataques as eleições

Barroso radicalizou e está fazendo o jogo de Bolsonaro

Renato Souza
Correio Braziliense

Por unanimidade, o plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou o envio de uma notícia-crime contra o presidente Jair Bolsonaro ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), relator do inquérito das fake news.

O chefe do Executivo é acusado de cometer crime ao colocar em dúvida a integridade e a realização das eleições, sem apresentar provas.

AMEAÇAS REPETIDAS – A representação contra Bolsonaro no TSE foi realizada pelo presidente da Corte, ministro Luís Roberto Barroso. Nas últimas semanas, o presidente Jair Bolsonaro tem realizado uma série de críticas ao sistema eleitoral e chegou a dizer que “não haverá eleição” com o atual sistema de registro da escolha dos eleitores.

“Sem eleições limpas e democráticas, não haverá eleição. Nós mais que exigimos, podem ter certeza, juntos, porque vocês são, de fato o meu exército, o nosso exército, fazer com que a vontade popular seja expressada na contagem pública do voto. Nós temos que ter a certeza de que quem você porventura votar, o seu voto vai ser computado para aquela pessoa. As eleições últimas estão recheadas de indício fortíssimo de manipulação. Isso não pode ser admitido por mim e nem por vocês. Nós, juntos, somos a expansão da democracia no Brasil. O nosso entendimento, a minha lealdade ao povo brasileiro, o meu temor a Deus, a nossa união nos libertará da sombra do comunismo e do socialismo”, ameaçou.

EM VIDEOCONFERÊNCIA – As declarações foram realizadas em uma ligação por vídeo transmitida para manifestantes que se concentravam na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Posteriormente, as imagens começaram a circular na internet. O presidente alega que ocorreram fraudes nas eleições de 2018, em que ele foi eleito, e no pleito de 2014, mas não apresenta comprovação do que diz.

Na quinta-feira, Bolsonaro tentou mostrar que as urnas eletrônicas não são confiáveis, mas acabou se perdendo em meio ao relato confuso montado por sua assessoria.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG  – Os ânimos estão esquentando perigosamente. Os três clubes militares já saíram em defesa de Bolsonaro. Agora o TSE contra-ataca, pedido abertura de inquérito e processo contra o presidente. Ao radicalizar, Barroso não percebe que está fazendo o jogo fr Bolsonaro, que aposta no confronto. A situação está ficando esquisita, no mínimo. (C.N.)

 

5 thoughts on “TSE aprova envio de notícia-crime contra Bolsonaro ao STF por ataques as eleições

  1. Esquisito e criminoso é fazer apologia à tortura e ficar por isso mesmo.

    Esquisito e criminoso é boicotar vacina, promover aglomeração e receitar cloroquina.

    Esquisito e criminoso é ao invés de lutar para evitar a morte anunciada de mais de meio milhão de pessoas – tudo fazer para que esse número aumente -, enquanto envida todos os esforços para implantar uma ditadura narcomiliciana no país.

  2. De a muito tempo venho escrevendo que estamos vivendo de barracos semanais e até diários.
    Com muitos capítulos. Muitos hilários.
    Mas o que mais gosto é que os maiores palhaços são os ex de Bolsonaro. Aí incluídos muitos do STF do STJ dos TRFs e tb os ex apoiadores.
    Tem tudo de uma opera bufa.

  3. Uma coisa é certa: O “tosco” já demonstrou que não tem nenhum apreço pela própria saúde/vida e na pandemia de que não tem apreço pela saúde/vida de ninguém.
    Para ele número de mortos é detalhe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *