TSE precisa responder logo as últimas propostas da Forças Armadas, para desarmar os espíritos

Ataques bolsonaristas miram Edson Fachin nas redes sociais; | Política

TSE já aprovou dez propostas dos militares e faltam quatro

Roberto Nascimento

Novas respostas do Tribunal Superior Eleitoral às Forças Armadas terão pouca utilidade e não vão adiantar nada. A principal resposta já foi dada: entre as 15 propostas feitas pelos militares, dez foram aprovadas, quatro estão ainda em análise e apenas uma foi rejeitada, referente à questão da transparência. Portanto, é conveniente que o exame das quatro sugestões restantes seja logo decidido, se estão aceitas ou não, para que as Forças Armadas se deem por satisfeitas e a vida possa ir em frente.

Caso contrário, podem vir outros questionamentos e mais outros, para que, no final das eleições, o resultado possa mesmo ser contestado, como ocorreu há dois anos nos Estados Unidos.

SERVE DE PALCO – Todos sabem que o problema hoje é mais político do que tecnológico, já que a urna eletrônica apenas serve de palco para a tentativa de continuidade no poder.

Sabe-se, também, que o sistema que comanda o país não quer a volta de Lula de jeito nenhum. Mas o Supremo tem outra visão política, pois fez questão de libertar Lula e depois devolver-lhe os direitos políticos, para que pudesse de novo se candidatar.

Para o bem do país e deixando de lado essa nefasta polarização Lula versus Bolsonaro, o ideal seria um tertius, que representasse a terceira via. Mas os três candidatos que eram mais palatáveis para o centro foram destruídos no nascedouro – João Doria, Eduardo Leite e Sérgio Moro. Restaram Ciro Gomes e Simone Tebet, que só têm chances contra a polarização se integrarem a mesma chapa.

PREFERÊNCIA – A percepção que a meu juízo aflora do quadro eleitoral de hoje, sem paixão e torcida, apenas análise, é de que a Indústria, o Comércio, o Setor Financeiro e o Agronegócio preferem a continuidade de Bolsonaro. Os fatos demonstram e eles não podem ser desmentidos.

A privatização da Eletrobrás e o anúncio de que a Petrobras pode ser a próxima vítima foram as cerejas do bolo a favor de Bolsonaro, mas sua campanha congelou. Apesar disso, a eleição não está decidida em favor de Lula e a vitória no primeiro turno é um sonho de noite de verão. Mesmo assim, Gleisi Hoffmann e José Dirceu insistem na fantasia e resistem em calçar as sandálias da humildade.

Lembrem da última eleição, na qual eles subestimaram a candidatura de Bolsonaro e depois levaram um susto com a abertura das urnas. Em todas as pesquisas, Dilma era tida como eleita para o Senado em Minas, em primeiro lugar, mas abertas as urnas ela amargou a quarta colocação, em vexame enorme.

BOLSONARO VIVE – Se os petistas tirarem o pé do acelerador, logo verão Bolsonaro resfolegar nos seus cangotes e cruzar a linha final para ficar aí mais quatro anos.

Quanto ao voto impresso, seria anacrônico, um retrocesso. Bolsonaro foi eleito com as urnas eletrônicas. Por que bate nelas nessa eleição? Está ficando patética essa perseguição contra as urnas, depois de 30 anos da sua implantação, sem nenhuma discórdia dos políticos, que perderam as eleições.

Temo pelo futuro do país, se não houver respeito à decisão do eleitor em outubro. Como ensaio, estão preparando um novo Sete de Setembro, pior do que aquele de 2021. A quem interessa colocar fogo no paiol?

11 thoughts on “TSE precisa responder logo as últimas propostas da Forças Armadas, para desarmar os espíritos

  1. A quem interessa colocar fogo no paiol?
    Oras pois….à quem manda NELA e que o faz para obter lucros.
    Para descobr-la, siga o tendente(de ooelho) resultado das “finanças”!

  2. “Novas respostas do Tribunal Superior Eleitoral às Forças Armadas terão pouca utilidade e não vão adiantar nada.”

    Concordo, isso é o principal. As FA vergonhosamente estão procedendo como se fora um quarto poder. É algo que os bons brasileiros que gostam de democracia deveriam criticar.

    Os brasileiros que gostam de ditadura, acham natural essa intromissão.

    Para aqueles que prezam por liberdade, a hora é de emitir sua opinião. Não é hora de omissão.

  3. É verdade, cada resposta a um questionamento dos militares sobre a segurança das urnas eletrônicas, virão outras, talvez até o dia das eleições. Espero que não.
    Todos os candidatos à presidência, com exceção de Ciro Gomes, fazem parte desse sistema “liberal”, que apoiam a venda das empresas estratégica e de segurança nacional e o mercado resolve tudo.
    Dos três candidatos que estão na frente, Lula é o preferido do sistema, é maleável, faz qualquer negócio não só para se eleger como para governar.
    Não acredito que Bolsonaro seja reeleito, mas se for vai continuar destruindo o país, economicamente, socialmente e moralmente, será o fim da democracia e do país como nação.
    A maioria do povo não quer e não merece Lula e muito menos o Bolsonaro, como presidentes

    • Nélio Jacob, a política de destruição das bases do Ordenamento Jurídico, da Educação, da Saúde, do Meio Ambiente e dos Direitos Trabalhistas, não foi segredo guardado a sete chaves. O candidato eleito em 2018, disse que vinha para retroceder o país. Essa promessa ele cumpriu e vem comprando.
      Ataca o Judiciário, nem aí, para o SUS, tudo para os Planos de Saúde privados, as Universidades Públicas estão sem dinheiro até para custeio, conforme acaba de declarar a Reitora da UFRJ. Passei hoje pelo hospital Clementino Fraga no Fundão, uma lástima.
      A boiada passou no Meio Ambiente, multas ambientais não estão sendo pagas e quem exerce seu ofício, no IBAMA, na FUNAI são afastados e transferidos. Índio virou o alvo a ser desconsiderado e quem defende o março temporal e até as terras indigenas já demarcadas não são respeitadas por garimpeiros, grileiros e madeireiros. Entrou agora no rolo, milicianos, pistoleiros e traficantes, fortemente armados. Quem se insurge, morre.
      É a Cultura do extermínio, a Liberdade para matar.
      Democracia é isso? O direito do Leão devorar todo mundo, principalmente, o que eles consideram como esquerdopatas?
      Brasil meu Brasil, o que está acontecendo com esse país?
      São muitas interrogações, sem respostas, do momento que isso desandou.

      • Caro Roberto Nascimento,
        Seu comentário é a pura verdade do que está acontecendo no Brasil.
        O que poderia esperar de Bolsonaro, se sua cultura foi dentro do quartel durante a ditadura, em que todo problema do Brasil era o comunismo.
        Sem nenhuma cultura Bolsonaro ficou com a ideia fixa da extrema direita.
        Um Abraço

  4. O objetivo parece alcançado pelo ‘tosco’. Teremos muitas dúvidas sofistas antes, durante e após o pleito de outubro e pequenos grupos de arruaceiros serão o suficiente para ‘explodir’ o paiol.

  5. Essa narrativa de 7 de setembro só ilude aos já convertidos.
    Não é só desfile militar, colégios também desfilam, serão golpistas.
    Voto em impresso é anacrônico é uma suposição bizantina.
    Opinião todo mundo tem.

  6. Por que as forças armadas não se ocupam da Amazonia em vez de se preocupar com as urnas eletronicas?
    Haja vista a recentissima lei pró traficantes aprovada no Congresso que retira poderes da Aeronautica, melhor dizendo do Estado, de ter conhecimento e de aprovar ou não a construção de pistas de pouso em qualquer parte do território nacional.(ver artigo de Reinaldo Azevedo).
    Os politicos vagabundos ainda vão ter a pachorra de derrubar o veto do presidente Bolsonaro contra a cobrança de taxa de bagagem nos voos. O ainda mais vagabundo e marginal presidente não quiz vetar os artigos que tiram poder de policia e que só servem aos interesses da bandidagem que está se impondo na Amazonia e em várias partes do país.
    Aliás triste mesmo é chegar a conclusão que os próprios militares(gente de alto coturno) estão envolvidos sim com toda esta bandidagem. Ou seria um simples acidente, coisa de um réles sargentinho pego com cocaina no avião presidencial na Espanha? Fica a pergunta a ser respondida por quem manda nas Forças Armadas. E ter na memória versos da canção de Renato Russo que citava o general traficante que ficava atrás da mesa com o “cú” na mão.Parece que estas coisas não são de hoje.
    E com que moral estes milicos vem agora ameaçando as eleições e os resultados das urnas. Deixando de cumprir suas obrigações, deixando a Amazonia e outras partes do país serem dominados pelo tráfico, garimpagem e grileiros. E o presidente da República pedindo pro Biden interbvir no país para impedir o Lulla ou outro candidato que não seja ele de tomar posse caso ganhem a eleição? Vagabundo, marginal, comete mais um crime contra a pátria.
    Me recuso a acreditar que a maioria das forças armadas possa dar apoio a um golpe contra a nação. Se ousarem destruir a democracia, só temos 2 escolhas: Fugir do país ou lutar até a morte contra estes marginais. Uma coisa que não pode ser possivel é ser subjugado por estes canalhas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.