Ulysses Guimarães já dizia: “Se vocês acham esse Congresso ruim, esperem o próximo”

Resultado de imagem para ulysses guimarãesRoberto Nascimento

O Poder Legislativo é o que vemos, pelas mãos dos eleitores. Em tese, os parlamentares são a nossa voz, nas Câmaras, Assembleias e no Senado. Então, tem que partir daí – do próprio voto – a mudança para um Legislativo de qualidade. No entanto, mesmo um péssimo Legislativo é muito melhor do que o melhor regime autoritário. Os exemplos são muitos aqui e em alhures. Por exemplo: Mussolini na Itália e Hitler na Alemanha, ambos resultaram em desastre incomensurável.

A China, apesar do crescimento de 10% ao ano e um desenvolvimento incrível, em 70 anos virou a segunda potência econômica do mundo, mas lá o povo não tem a menor liberdade. Não se pode criticar nada. Quando os jovens tentaram lutar por mais democracia, foram massacrados pelos tanques na Praça Celestial em Pequim, sua formosa capital.

DECADÊNCIA – Ulysses Guimarães já dizia: “Se vocês acham esse Congresso ruim, esperem pelo próximo”. Realmente, de lá para cá, só tem piorado, e esse que está aí, é simplesmente horrível.

A meu juízo, a democracia é a melhor forma de aprendizado. A cada eleição nos tornamos mais críticos e votando com mais qualidade, pelo menos uma parte da sociedade.

Mas ocorre que, o sistema não ajuda; ao contrário, só atrapalha o desenvolvimento da cidadão. Como assim: impedindo o desenvolvimento educacional das novas gerações, reduzindo os recursos obrigatórios na Educação Básica e Média, destruindo as Artes e a Cultura, desvalorizando os professores, com baixos salários e nenhuma estrutura decente nas escolas públicas, brigando com as matérias de Humanas (Sociologia, História e Filosofia). Desse jeito, vamos engatinhar no desenvolvimento criativo das pessoas, principalmente dos nossos jovens.

Infelizmente, muitos não querem enxergar, apesar dos fatos apresentados à nossa vista, e por isso vamos caminhando às cegas.-

19 thoughts on “Ulysses Guimarães já dizia: “Se vocês acham esse Congresso ruim, esperem o próximo”

  1. Tive a honra e o imenso prazer de conhecer o grande Ulysses. Infelizmente, o que ele disse traduziu-se na mais pura verdade e a tendência é não mudar nada. O Brasil gasta cada vez menos com educação e os governantes não demonstram a menor preocupação com isso. Podem apostar: os próximos congressos serão BEM PIORES que o atual.

  2. “O Poder Legislativo é o que vemos, pelas mãos dos eleitores.”

    -Roberto Nascimento está certíssimo!

    -Um país onde milhões de pessoas votam em um presidiário, outros milhões em uma família cujo patriarca responde, SABIDAMENTE, a mais de dez processos por corrupção e, em um confronto entre as forças de segurança e traficantes de drogas ou assaltantes prefere tomar as dores e ficar ao lado destes, não pode dizer que é vítima dos políticos ladrões. É cúmplice e tem mais é que se ferrar mesmo até aprender!

    -No tempo da internet não dá para alegar ignorância, pois conheço muita gente analfabeta e miseravel que até hoje usa o mato atrás do galinheiro como banheiro e passa o dia no “zapzap” e no YouTube. É burrice de viseira ou cumplicidade com o crime e/ou com os criminosos mesmo!

    -Futuro?

  3. Excelente matéria de Roberto Nascimento. Tal qual Ulysses Guimarães, Roberto vem falando pelo futuro. Não nos resta muita esperança quanto à educação formal nas escolas, principalmente com este governo que está aí.

    Mas informação de qualidade podemos dar em blogs como nossa TI e, quem sabe, possamos, com isso, suprir a falta que irá fazer em anos vindouros um ensino formal de qualidade em nossas escolas, as escolas públicas especialmente.

    A nossa esperança é de que nossos comentários ajudem os leitores a votar melhor doravante.

    • kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      um minutiho pra respirarkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      dizer oque estamos a mais de 25 anos nessa merda, deu no que deu
      ou é burro ou é celerado, com este governo que esta ai

  4. “A Câmara é a representação do povo. Os deputados não são santos porque o povo também não é santo”

    (Bonifácio Andrada, deputado federal por DEZ MANDATOS, e que conhecia muito em o baixíssimo nível de seu eleitorado)

  5. Tem quadrúpede aqui que adora zurrrar:

    “Ainnnnnnn, dezesseis anos de PT destruíram o Brasil!!!!!!”

    É verdade, mas quem elegeu (e reelegeu) Lula e depois elegeu (e reelegeu) seu poste Dilma mesmo, hein??? FOI O ÇÁBIO POVO BRASILEIRO QUEM MANTEVE O PT POR 16 ANOS NO PODER…….

  6. EM TEMPO:

    Os quadrúpedes sabem quem é José Dirceu, não é?

    Pois o filhinho dele, Zeca Dirceu, é deputado federal pelo Paraná……E está em seu segundo mandato….. he he he

    Elegeu-se pela primeira vez em 2014. Já havia Mensalão e Lava Jato na época. E ano passado ele se reelegeu…… he he he he

    O eleitorado paranaense deve ser muito inocente, não?

    Como isso deve doer naqueles quadrúpedes que gostam de zurrar por aqui:

    “Aiinnnn, o povo não é bobo!”

    “Aiinnn, o povo não é otário!!!!!!!!”

    “Aiinnn, o povo não é idiota!!!!!!!!!!”

    “Aiinnn, o povo acordou!!!!!!!!!!!”

  7. Pois, nada fizeram para melhorar o nível dos parlamentares que entram no Congresso. O povo teria de abarrotar as ruas para convencer a gente desta estirpe de que a nação precisa ser levada a sério e o Congresso Nacional não pode ser considerado, por um antro de canalhas, a casa deles. Não há caminho mais rápido do que leis mais rígidas. A Ficha Limpa nasceu por pura imposição e desespero de um povo acuado. Em 2013 pediram isso com faixas e cartazes, em 2018 pediram mais que isso elegendo Bolsonaro. A próxima onda pode vir quebrando estruturas. E virá, com certeza, eles não vão dar outra opção.

  8. Em dois dias seguidos, o Mediador postou dois temas enaltecendo a democracia se comparada à ditadura.

    Os dois artigos foram muito bem escritos:
    Vidal e Roberto Nascimento brilharam merecidamente com suas postagens.

    No entanto, a questão não está em se comparar a ditadura com a democracia, como em ambos artigos foi abordado, mas a nossa democracia, a brasileira, QUE NÃO É LEGÍTIMA, AUTÊNTICA, porém um restolho, um arremedo de democracia, logo, em razão de que virou uma disfarçada ditadura, um dissimulado governo autoritário, precisamos combatê-la!

    E, as mesmas palavras que usei no artigo de Vidal, eu as translado para este outro texto também de qualidade, porém tergiversando o assunto, que não se trata de pedir a volta da ditadura, pois estamos em um governo de exceção, mas queremos a democracia verdadeira:

    Francisco Bendl 9 de dezembro de 2019, 06:44 at 06:44

    Desde que José Vidal aportou na TI, o blog teve um aumento de qualidade nos seus comentários, a ponto que o Mediador escolhe alguns deles como artigos.

    Em princípio, o título da postagem é uma verdade estocástica, pois como dizia o célebre escritor, o óbvio ululante.
    Mas, Vidal afirma que a democracia é melhor do que a ditadura (sic), evidentemente dentro de condições normais de temperatura e pressão, situações que decididamente não temos!

    Já foi dito acima, que a democracia não nos obrigaria a votar;

    Da mesma forma, caso estivéssemos descontentes em quem votamos ou que tenha cometido QUALQUER irregularidade, a perda da função para a qual foi eleito deveria ser imediata;

    Igualmente o Poder Legislativo jamais poderia ter em suas mãos a decisão de aprovar qualquer medida governamental, atribuindo a si a condução do país, deixando de lado a sua obrigação constitucional, que seria fiscalizar os atos de governo;

    Muito menos poderia ter autoridade para decidir sobre seus vencimentos, aumentos de verbas para suas indenizações pessoais, auxílios pecuniários, quantidade de assessores, carros, motoristas, a criação de um fundo partidário para que os parlamentares sejam reeleitos, e através de quantias surrupiadas da educação e saúde;

    De maneira alguma, o Legislativo poderia existir como o atual, sem qualquer controle, fiscalização, auditoria, tornando-se um poder paralelo ao do Executivo, e com o agravante de amarrar as mãos do Presidente da República e seus atos de governo, invariavelmente como uma queda de braço ou cabo de guerra, de modo que o povo se dê conta de quem manda mas, na verdade, representando mediante teatralização de seus discursos demagogos e comportamentos insidiosos, corruptos, desonestos, que está “agindo em defesa do povo”;

    Jamais um partido político deveria manter a sua sigla e continuar não só existindo como ainda ser agraciado com milhões de reais, se tivesse cometido os crimes que praticou o PT. A permanência dos petistas é uma afronta à sociedade brasileira; um escárnio ao povo; demonstração inequívoca, indiscutível, insofismável, que tal procedimento e licenciosidades permitidas não podem ser exemplos de democracia, pelo contrário, a ditadura atualmente é feita pelos poderes constituídos contra o povo;

    O STF, nosso Supremo, deveria ter em mente que, conceder Liminares ou Habeas Corpus para bandidos condenados em segunda instância, agride o trabalhador, a honestidade, o cidadão cumpridor de seus deveres. Afora tal insulto inclusive à Carta Magna, a comprovação tácita de comprometimento político, de juiz à manutenção e proteção do sistema que tornou o Judiciário como parte importante como a outra casta que nos rouba, explora e manipula. Convenhamos, se o Judiciário age contra os anseios e desejos da população, a demonstração não é em benefício à democracia, porém ao fortalecimento do modo existente há décadas que se aproveita do Estado para maior poderes, regalias, mordomias, salários milionários, indenizações fraudulentas, planos de saúde e dentário para a família, e agora com a “moda” de licitações à base de iguarias tão refinadas, que uma refeição para os ministros da Alta Corte equivale a dois salários mínimos, no mínimo;

    Se vivêssemos mesmo em democracia, os índices CRIMINOSOS de educação – levantamento acusa que estamos atrasados neste particular em quase cinco décadas! -, saúde pública, segurança, infraestrutura, deveriam ser muito, mas muito acima do que se apura no país epor órgãos federais, logo, se particulares, a verdade seria até mais grave;

    Se a democracia existisse no Brasil, e não afirmada em bases subjetivas, porém realistas, práticas, constatáveis, a pobreza e a miséria, o desemprego e o endividamento do cidadão, de jeito nenhum deveriam estar nos níveis vergonhosos e deprimentes, humilhantes e acintosos, conforme registrado a cada ano. Se o povo não for o alvo principal para ser atendido e ter serviços adequados e de qualidade pelo que lhe arrancam de impostos, decididamente estamos à mercê de poderes autoritários, déspotas, que nos obrigam a tão somente obedecer e outorgar poderes;

    Portanto, se de fato o Brasil vivesse uma democracia legítima, e não sendo comparada com uma ditadura – a comparação já evidencia que a democracia não existe como deveria ser, mas apenas e tão somente um arremedo desse regime porque nos é dada a “obrigação” de votar, surpreendentemente, então a maioria acredita que tal concessão é “democracia” -, a verdade absoluta acarretaria ao povo decidir sobre o que pretende para si:
    Uso de armas, plebiscito;
    Porte de armas, plebiscito;
    Pena de morte, plebiscito;
    Liberação de cassinos, plebiscito;
    Aumentos salariais para os poderes, plebiscito;
    Fim das indenizações para parlamentares, plebiscito;
    Decisão para prender condenados em segunda instância, plebiscito;
    Uso de verbas arrecadadas e uso das mesmas, plebiscito;
    Definição do número de parlamentares, plebiscito;
    Mudança na Previdência, plebiscito …

    Tais poderes dados ao povo para decidir, então seria mesmo uma democracia. Agora, as decisões vindos dos poderes que nos mandam obedecê-las, acatá-las, que flagrantemente nos prejudicam, lesam, nos empobrecem, Vidal que não me leve a mal, mas a discussão não está entre ditadura e democracia, porém estabelecida que, no Brasil, a democracia NÇAO EXISTE!

    Logo, o convite ao debate se a ditadura é pior ou melhor que a democracia é um sofisma, uma articulação bem feita.
    A questão não pode ser colocada nessas bases ou nesta comparação, pois a resposta será sempre conduzida para a democracia.
    A discussão que precisa ser feita, que é inadiável, decisiva para o nosso futuro e desta nação, diz respeito se é ESTE MODELO DE DEMOCRACIA falsa, relativa, superficial, que devemos aceitar ou deve ser contestada e modificada urgentemente!

    E, a solução para este mal que tanto nos aflige quanto nos adoece a cada dia, irremediavelmente reside no fechamento do Legislativo, em interromper a ditadura parlamentar, em impedir que mais ainda sejamos roubados, explorados e manipulados.
    Não está em debate a ditadura, ledo engano, pois até mesmo há uma certa má intenção quando assim posta a discussão, mas se está contestando o que temos, que não é democracia, mas um sistema que privilegia apenas e tão somente as elites já conhecidas, e também as castas do Legislativo e do Judiciário.

    A meu ver, e para mim, como cidadão, contribuinte, brasileiro e ser humano, a democracia nacional é um engodo, um artifício, pois calcada frágil e superficialmente, no tal mentiroso “voto popular”, sendo que somos obrigados a comparecer às urnas, ironicamente!

    Este modelo democrático não quero mais, quero o verdadeiro, onde o povo é a autoridade máxima, e não patrocinador de vidas nababescas para uns e outros, e usado para “escolher” quem quer que o represente, e que vai inevitavelmente prejudicá-lo, lesa-lo, roubá-lo, explorá-lo, e manipulá-lo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *