Um fim de ano de suspense para Lula. O procurador Gurgel já está apurando o depoimento e os documentos entregues por Marcos Valério

Carlos Newton

Neste fim de ano, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não terá sossego. A imprensa está mantendo o cerco, querendo declarações sobre as denúncias do publicitário Marcos Valério, operador do esquema do mensalão, e também sobre a Operação Porto Seguro, que revelou as ligações íntimas de Lula com a então chefe do Gabinete da Presidência em São Paulo, Rosemary Noronha, sua companheira em 24 viagens ao exterior, quando foram visitados 32 países.

http://www.sponholz.arq.br/charges/grd/charge_grd_579.jpg
Agora, mais uma notícia tenebrosa. O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, anunciou que, com o fim do julgamento do mensalão, poderá ter condições de analisar com mais calma o depoimento prestado em setembro pelo publicitário Marcos Valério. Segundo Valério, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se beneficiou do esquema de cooptação de dinheiro.

“Concluído o julgamento, vou analisar o depoimento e serão tomadas as providências que são cabíveis para completa investigação de tudo que demande apuração”, disse Gurgel à repórter Débora Zambier, da Agência Brasil, destacando que na ocasião Valério entregou alguns documentos, como comprovante de depósitos, cuja veracidade agora vai ser apurada.

Gurgel lembrou que, como o ex-presidente não tem mais prerrogativa de foro, o caso deve ser mandado para o Ministério Público de primeira instância de São Paulo ou de Brasília, dependendo de onde se deram os fatos.

O procurador disse que não analisou o depoimento em profundidade, mas voltou a desqualificar a confiabilidade de Valério. “Com muita frequência, Marcos Valério faz referência a declarações que ele considera bombásticas, e quando nós vamos examinar em profundidade não é bem isso.”

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *