Um poema de Paulo Peres e Chico Pereira, inspirado no Natal da Folia de Reis

Resultado de imagem para folia de reis

Os três reis magos, na criação livre da Folia de Reis

Carlos Newton

Paulo Peres e Chico Pereira escreveram este poema em parceria, inspirados no Natal do folclore brasileiro, mas precisamente, na Folia de Reis, que se inicia na noite de 24 de dezembro e se estende até 6 de janeiro, com a Festa de Reis.

FÉ E CANTORIA
Paulo Peres e Chico Pereira

Somos três Reis à sua porta
Pedindo licença para entrar
nossa visita importa
o nascimento louvar
Do Mestre Menino-Deus
através desta folia
dogmas cristãos meus
feitos de fé e cantoria
De longe escuto o teu tambor
uma luz forte anuncia o Salvador
o estandarte vem na frente
guiados pela estrela do Oriente
Mão calejada, pé-rachado
e a voz que sai esgoelada
Rei Herodes se disfarça de palhaço
Abro a porta, janela enfeitada
Uma oração singela é ofertada
O mestre, a farda, ladainha
Oração, chegada e despedida
Baltazar, Belchior e Gaspar
Reis da Folia
Nossa casa é uma casa de alegria
E gostaríamos de agradecer
Através desta folia
Aos santos reis magos
Por não deixarem esmorecer
A caminhada até Jesus
Pela fé no menino Jesus…
Nossa casa é uma casa de alegria
Sempre aberta para esta folia
Oração, fé e cantoria.

9 thoughts on “Um poema de Paulo Peres e Chico Pereira, inspirado no Natal da Folia de Reis

  1. 1) Poesia bonita da dupla Paulo Peres e Chico Pereira.

    2) Me fez lembrar do livro “Cantos do Folclore Fluminense”, uma obra coletiva publicada pela Secretaria de Ciência e Cultura do Estado do RJ, em parceria com a editora Presença, 1986.

    3) “Pra cantá a minha rima
    Senhor eu peço licença
    Se ela não sai direito
    Desculpa Vossa Excelença
    Qu´as vêis as coisa num sai
    Conforme a gente pensa”

    4) Trecho de um “calango”, estilo musical folclórico e poético de Três Rios, RJ.

  2. Carlos Newton, tenha um belo Natal, cheio de Paz e Harmonia, com seus familiares.]
    Paulo Peres – poeta – que tenha um Natal iluminado de Paz. Amor e muita Luz
    Bendl, representando os admiráveis colunistas e comentaristas, todos tenham um super Natal, lembrando-se sempre que sem o nascimento de Cristo, não haveria Natal. Ele é o dono da festa.

    “Que você nesse Natal entenda o real sentido da data que veio ao mundo um homem bom, destemido, e que o dono da festa não possa ser esquecido… olhe repare, vindo lá do polo norte num trenó cheio de luz, papai noel é lembrado muito mais do que Jesus, o balança incoerente, onde um saco de presente pesa mais do que uma cruz… eu sei, eu sei que da presente é bom, mas bom mesmo ser presente, ser amigo, ser parceiro, ser o abraço mais quente, e permitir que nossos olhos não enxerguem só a gente… que você nesse momento faça uma reflexão, independente de crença, de fé, de religião, pratique o bem sem parar, pois não adianta orar sem existir ação… alimente um faminto que vive no meio da rua, agasalhe um indigente coberto só pela lua… sua parte é ajudar, e o undo pode mudar, cada um fazendo a sua… abrace um desconhecido, perdoe quem lhe feriu, se esforce pra reerguer um amigo que caiu e tente dar esperança para alguém que desistiu… convença quem esta triste que vale a pena sorrir, aconselhe quem parou que ainda da pra seguir e pra aquele que errou da tempo de corrigir… faça o bem meu povo, faça o bem por qualquer um, sem perguntar o porque, parece fora de moda, soa meio que clichê, mas quando se ajuda alguém o ajudado é você… que você possa ser bom começando de janeiro, e que esse sentimento seja firme e verdadeiro, que a gente viva o Natal todo ano, o ano inteiro.”

    Autor: Bráulio Bessa

    • Minha querida Carmen Lins,

      Reitero que a tua presença neste blog, representando as mulheres que escrevem e postam suas mensagens na Tribuna da Internet, é a razão pela qual eu o denomino de INCOMPARÁVEL!

      Feliz Natal junto aos teus amados.

      Harmonia, carinho, afeto, e amor, em demasia.

      Um forte abraço, e um beijão nesta tua linda face, respeitoso, claro.
      Saúde e paz, minha querida amiga.

  3. Adorei “Fé e Cantoria” de Paulo Peres e Chico Pereira. Baltazar, Belchior e Gaspar, enchendo de alegria nossos lares. Os três reis magos, não deixando esmorecer a caminhada até Jesus.
    Caminhemos também até o fim
    Parabéns aos dois poetas

  4. Carlos Newton, Paulo Peres, Carmen Lins e a todos que fazem este espaço um oásis de sensibilidade e humanismo juntos, deixo daqui do meu Recife lindo e amado, juntamente com minha Família um Abraço Natalino e um Desejo Grandioso de um Natal de Luz para todas as Famílias dos que aqui, também, participam intensamente, lutando para que nosso Brasil e nosso Povo tenham uma Vida Digna, Feliz e Próspera em todos os sentidos formas e espaços. Que Deus Abençoe a cada de um de nós e nossas Famílias nessa Noite de Luz da Humanidade, e que abramos nossos Corações e nossas Casas, humildemente para receber o Rei da Glória, o Rei dos Reis, O Menino Deus, Nosso Senhor Jesus Cristo, para que Ele Reine em todos os lares da Terra com Nossa Mãe Santíssima Nossa Senhora, e São José, a Sagrada Família, Abençoando todos as Famílias do Mundo e Construindo em cada um a Felicidade Plena de todos nós no Seu Reino que não terá fim ! Deixo aqui a Poesia de Altay Veloso que é uma Oração para a Grandiosa Mulher, Maria Santíssima, que humildemente aceitou o que Deus lhe ofertou de presente de ser a Mãe do Salvador do Mundo, carregando no seu ventre Imaculado o Deus Vivo que Reina e Impera em todas as partes do Universo ! FELIZ NATAL AMIGOS QUERIDOS E AMADOS, VIVA JESUS, VIVA A PAZ E AMOR PLENOS !!!!!

    ESTRELA LUMINOSA !

    ALTAY VELOSO.

    Maria cheia de raça…não teve de graça o que recebeu.
    Quando alguém é um rio que gera um oceano
    Não há nenhum tirano que arranque o que é seu.
    Um ventre quando se transforma em um Santuário é revolucionário a meu modo de ver,
    Ninguém vai do Parto ao Santo Sudário sem saber porque ! Tem que ter a luz da humildade
    Cumplicidade, amor e revelia. Ninguém se torna Mãe da Cristandade sem a Santa Ousadia.
    Olhos que velaram pelo sono de Adonai
    Clareai o Mundo, Mãe, iluminai
    Cada vez que um de nós se vê tentado pela insana covardia….
    Divina Mãe…Estrela Luminosa que perpetuou Belém,
    Guerreira Mãe…nos dias de trevas nas ruas de Jerusalém…
    Olhai por nós nas horas de tristezas, nos momentos de aflição. E derramai a Poderosa Força de Vontade em nosso coração !

    • Tudo de bom para vocês aí no Recife maravilha, amigo Edjailson. Se encontrar o Gustavo Costa, do IBGE, e o pai dele, Carlos Roberto, dá um abração neles. Se encontrar meu primo, Frederico Maia, faça o mesmo.

      Abs.

      CN

      • Ah que saudades! Edjailson, você é abençoado por não ter precisado sair de “Recife com “seus lindos jardins que recebem a brisa que vem do alto mar”. Tenha um grande Natal de Jesus Cristo, com sua familia.

  5. Carmem, você cantou e recitou a Poesia do Capiba chamada de Recife Cidade Lendária…..de pretas de Engenho cheirando a banguê….Recife dos Maracatus dos tempos distantes de Pedro I…. Responda o que vou perguntar…onde estão os teus lampiões, onde outrora os Poetas cantavam suas lindas Canções ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *