Um samba de Paulo César Pinheiro, em homenagem às tradicionais favelas do Rio

Especial da TV Brasil celebra os 70 anos de Paulo César Pinheiro

Paulo César Pinheiro, um grande compositor

Paulo Peres
Poemas & Canções

 
O cantor, compositor e poeta carioca Paulo César Francisco Pinheiro é considerado um dos maiores poetas da canção popular do Brasil, cuja obra ultrapassa 2 mil músicas compostas. A letra de “Nomes de Favelas” denuncia as mudanças e a violência existentes nas favelas cariocas. Este samba foi gravado por Paulo César Pinheiro no CD O Lamento do Samba, 2003, pela Quelé.
NOMES DE FAVELAS
Paulo César Pinheiro
O galo já não canta mais no Cantagalo
A água não corre mais na Cachoeirinha
Menino não pega mais manga na Mangueira
E agora que cidade grande é a Rocinha!
 

Ninguém faz mais jura de amor no Juramento
Ninguém vai-se embora do Morro do Adeus
Prazer se acabou lá no Morro dos Prazeres
E a vida é um inferno na Cidade de Deus

Não sou do tempo das armas
Por isso ainda prefiro
Ouvir um verso de samba
Do que escutar som de tiro

Pela poesia dos nomes de favela
A vida por lá já foi mais bela
Já foi bem melhor de se morar
Hoje essa mesma poesia pede ajuda
Ou lá na favela a vida muda
Ou todos os nomes vão mudar

2 thoughts on “Um samba de Paulo César Pinheiro, em homenagem às tradicionais favelas do Rio

  1. Favela é uma doença cuja causa tem nome: SUPERPOPULAÇÃO ! Terrível e de alcance global. O excesso populacional, fatalmente, vai destruir a Terra. O remédio é simples e fácil mas a população, influenciada pela ignorância e pelas religiões, parece ter medo de aceitar: CONTROLE DE NATALIDADE !!! Não é preciso nem ter dinheiro. Qualquer posto de saúde dispõe de anticoncepcionais totalmente GRÁTIS para quem quiser.

  2. 1) Bons versos de um grande compositor.

    2) Memória …em 06/11/1875 nascia em Capivari, SP, o poeta Amadeu Amaral, autor entre outros livros de “Elogio da Mediocridade”, publicado em 1924. Foi membro da Academia Brasileira de Letras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *