Uma coisa é certa – esses Três Poderes sabem como envergonhar o Brasil diante do mundo

TRIBUNA DA INTERNET

Charge do Nani (Nanihumor.com)

Carlos Newton

É muito triste saber que o Brasil, entre os 193 membros da Organização das Nações Unidas, é o único país do mundo a sofrer monitoramento permanente da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), devido aos retrocessos ocorridos no combate à corrupção, a partir de 2019, com participação direta dos Três Poderes da República – Executivo, Legislativo e Judiciário.

Também é decepcionante saber que, também entre os 193 membros da ONU, o Brasil se tornou o único país que deixa em liberdade presos condenados em segunda instância, após ser esgotado o exame do mérito, como é o caso de Lula da Silva, José Dirceu, Geddel Vieira Lima e tantos outros enriquecidos ilicitamente com desvio de recursos públicos (leia-se: do povo).

PROCURAM-SE INOCENTES – É ainda mais desanimador quando se sabe que uma pesquisa da Gestão da Informação do Superior Tribunal de Justiça (STJ) revela que apenas 0,62% desses réus foram absolvidos na terceira instância. Ou seja, o impressionante total de 99,38% desses criminosos – como Lula, Dirceu e Geddel –tiveram confirmadas suas sentenças e seus acórdãos de condenação.

Repetindo: o Brasil é o único país do mundo que deixa em liberdade 99,38% dos criminosos já julgados, a pretexto de existir “presunção de inocência” daqueles 0,62% restantes. Caramba amigo! Esses “supostos inocentes” não chegam nem a 1%…

Quem decidiu isso foi o STF, que em 2019, para libertar Lula, chutou a condenação para a última instância, embora na maioria dos países nem exista quarta instância, pois neles a Suprema Corte é justamente a terceira instância.

CULPA DO MACRON – O ministro da Economia, Paulo Guedes, que até hoje não prestou depoimento sobre os prejuízos que deu a fundos de pensão, como o Postalis, culpa o presidente francês Emmanuel Macron pelo boicote ao ingresso do Brasil na OCDE, embora saiba muito bem que o problema é a impunidade das elites. Aliás, o próprio Guedes é um grande exemplo dessa situação.

E a responsabilidade não é apenas do Judiciário, pois está dividida entre os Poderes. O Executivo encarregou o ex-juiz Sérgio Moro de aprovar um pacote anticorrupção, mas a base aliada transformou em leis a favor da impunidade, e ficou tudo por isso mesmo.

Sem esquecer que, se o Brasil vive hoje essa fase das trevas, deve-se também à Imprensa, classificada de Quarto Poder pelos historiadores escoceses Thomas Macaulay e Thomas Carlyle, no século XIX. A imprensa brasileira simplesmente deixou rolar a impunidade. Em nenhum momento tentou se opor a esse clamoroso retrocesso institucional, que tantos prejuízos traz à nação.

###
P.S.
1 – Tudo o que está escrito aqui é rigorosamente verdadeiro, ao exibir essas vergonhas nacionais, que nos diminuem perante o mundo. O presidente agora está participando da Cúpula das Américas, em situação vexaminosa. No início do governo, aceitou o acordo entre os Três Poderes, proposto por Dias Toffoli, que então presidia o Supremo. Bolsonaro achou que ia se beneficiar. O resultado aí está.

P.S. 2Sei que surgirão aqui comentaristas a defender a “impunidade democrática” desses criminosos e a “presunção de inocência” deles, pois Lula é a alma mais honesta sobre a face da Terra, Dirceu sempre foi perseguido político, Geddel passou a vida inteira economizando real, euros e dólares, e Bolsonaro pedia dinheiro vivo emprestado a Geddel, para comprar suas mansões. Prometo que vou acreditar nisso. (C.N.)

18 thoughts on “Uma coisa é certa – esses Três Poderes sabem como envergonhar o Brasil diante do mundo

  1. A afirmação de que dos 193 países da ONU o Brasil é o único monitorando é Fake News.

    Não são esses 193 países integrantes da OCDE.

    https://www.oecd.org/about/members-and-partners/

    Os integrantes da OCDE são 38 países.

    Desde 2010 foram 8 novos integrantes, sendo a Costa Rica o último a passar a integrar essa organização que não é da ONU.

    O Brasil sendo postulante a uma vaga, lógico, será monitorado.

    E sendo atualmente o único postulantes, lógico (2), seria o único a sofrer monitoramento.

    Simples assim…

    E o Brasil

  2. A CF é clara e diz literalmente no seu art 5º que ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado.
    O STF, em 2016, errou quando considerou a possibilidade de antecipar a prisão, fora do previsto na CF e no art 283 do CPP.
    Voltou acertadamente atrás em 2019, seguindo a CF.

    Sou favorável a que se mude a legislação para que os processos sejam mais céleres (civil, penal e trabalhista) e que após sentença em segunda instância, as decisões já sejam cumpridas. Mas isso é tarefa dos legisladores, não da justiça.

    Porém, duvido que a maioria do pessoal que mantém o poder concorde com tal mudança. Empresários, advogados, juízes, legisladores e o poder executivo são contra.

    • Leis truncadas que favorecem aos filhos “feitores”, da “Mãe da Impunidade”, para que tenham liberdade de ação, em cumprimento do agendado caos, desmoralização e desmantelamento de instituições de toda ordem e desordem, enquanto régiamente mantidos!
      Aqui reitero:
      Oras pois, Efraim, é a “tribo” envolvida com sociedades secretas e aos que à elas “arregimentaram-se”, desprezando seus dons divinos gratuitos e “trocando-os, avançaram” ocupando e revesando-se em todos os patamares, nada executando como solucionadoras boas-obras e mostrando-se um peso social, pela farinha pouca, seu pirão primeiro!
      “Abrolhos”!
      Recado do Altíssimo, para os adoradores das “coisas egípcias”, cacarejantes caóticos e baderneiros “alçados” e ávidos ocupantes das “primeiras poltronas!
      “Quanto a Efraim, a sua glória como ave voará, não haverá nascimento, não haverá gestação nem concepção.
      Ainda que venham a criar seus filhos, contudo os privarei deles para que não fique nenhum homem. Ai deles, quando deles eu me apartar!
      Efraim, assim como vi a Tiro, está plantado num lugar aprazível; mas Efraim levará os seus filhos ao matador.
      Dá-lhes, ó Altissimo; mas que lhes darás? Dá-lhes uma madre que aborte e seios secos.
      Toda a sua malícia se acha em Gilgal, porque ali os odiei; por causa da maldade das suas obras lançá-los-ei para fora de minha casa. Não os amarei mais; todos os seus príncipes são rebeldes.
      Efraim foi ferido, secou-se a sua raiz; não darão fruto; sim, ainda que gerem, matarei os frutos desejáveis do seu ventre.
      O meu Altíssimo os rejeitará, porque não o ouviram, e errantes andarão entre as nações.””
      Oséias 9:11-17

      • Negativo, Vidal. O trânsito em julgado ocorre quando se esgota a análise da questão no STJ, pois somente cabe ao Supremo julgar inconstitucionalidades. Você é levado ao equívoco, porque o Supremo brasileiro se mediocrizou e passou a julgar qualquer tipo de questão, em forma de habeas corpus etc. e tal, como incompetência territorial ou parcialidade de juiz de primeira instância, para libertar Lula. Por isso, tornou-se a única Suprema Corte do mundo que recebe cerca de 78 mil processos num só ano, como ocorreu ne 2021. Nos EUA, a Suprem Corte recebe apenas cerca de 5 mil processos por ano, mas rejeita quase todos e julga menos de 100 ações.

        Por fim, Vidal, suas tentativas de defender criminosos impunes chegam a ser constrangedoras. Você se comporta como se fosse um deles…

        CN

        • Caríssimo CN,
          favor não me comparar contigo, quando falas que me comporto como um criminoso. Minha régua é mais alta e só defendo o que está escrito na legislação brasileira.

          Tua palavra e teu conhecimento não são a baliza para meus comentários. Perdes as estribeiras quando alguém te contesta e nunca admites que estás errado. Como se chama isso? Convicção cega?

          O STF é a última instância, qualquer pessoa com um mínimo de conhecimento sabe disso. E como última instância, cabe a esse órgão recursos. E estamos falando da legislação brasileira e não da americana. Também acho um exagero esse número de processos, mas estamos no Brasil e sujeitos às nossas leis..

          • Defender criminosos e considerá-los grandes personalidades parece ser a sua vocação, José Vidal. Cada um de nós precisa cumprir sua vocação, obedecer à sua alma, não é mesmo? Eu sou o oposto de você.

            CN

        • Deve ser. Pois teu voto foi em um confesso sonegador de impostos.

          Não defendo ninguém, somente as leis existentes. Se elas estão erradas, cabe aos legisladores alterá-las. Caso contrário, minhas críticas serão sempre ao sabor de minhas conveniências ou convicções. Lembro muito bem, quando do julgamento do STF no caso da prisão após decisão da segunda instância, a tua crítica quanto á proposta de Toffoli que chamaste de jabuticaba (e que eu concordara na ocasião), de que o trânsito em julgado terminasse na terceira instância.

          Chamas o espaço de liberdade de opinião? E limitas essa liberdade à tua opinião?

  3. Sempre se disse que o jovem é que promove mudanças. O nosso jovem, infelizmente, se deixou seduzir pelo mundo virtual e se contenta com selfies, memes e tudo o que é irreal : Uma bunda estufada, uma tatuagem colorida, um brinco na narina, lábios inchados de botox e assim levam a pobre vida. Portanto, e concluo incerto, nosso futuro será medíocre – o que a OCDE já dá por certo.
    Oremos!

  4. O judiciário se deixou levar pela imprensa e tornou se agente político qdo Joaquim Barbosa pretendeu acabar com o PT. Seguiu se a perseguição com o PARCIAL de Curitiba. E o judiciário como um todo passando o pano.
    Chegou o golpe de 2016. A vitória chocou o ovo da serpente.
    Agora estão tentando desesperadamente reescrever seus atos.
    Liberdade ainda que tardia.

  5. Antecipadamente peço desculpas pois com certeza irei causar desconforto, e até ofender algumas dos comentaristas. Não o faço por mal, mas estou sendo bem honesto, mudei a minha forma de ver as coisas, hoje sou um misto de cínico com conformista, de nada adiantar nos preocuparmos com o futuro do Brasil, com tal monstro acredito até que nem Deus todo poderoso pode. Então joguei os betes, aceito porque dói menos. Como até o momento a minha renda não me permite fico por aqui, a partir do momento em que puder picar a mula o farei na hora. Até espanhol já vem me interessando.

  6. Antecipadamente peço desculpas pois com certeza irei causar desconforto, e até ofender algumas dos comentaristas. Não o faço por mal, mas estou sendo bem honesto, mudei a minha forma de ver as coisas, hoje sou um misto de cínico com conformista, de nada adianta nos preocuparmos com o futuro do Brasil, com tal monstro acredito até que nem Deus todo poderoso pode. Então joguei os betes, aceito porque dói menos. Como até o momento a minha renda não me permite fico por aqui, a partir do momento em que puder picar a mula o farei na hora. Até espanhol já vem me interessando.

  7. Não, o STF não julga só matéria constitucional. Julga também recursos ordinários em mandados de segurança, habeas corpus etc decididos em única instância pelos Tribunais Superiores, se denegatória a decisão, funciona como um Tribunal de Apelação destes últimos. Está no artigo 102 da Constituição.

    “Art. 102. Compete ao Supremo Tribunal Federal, precipuamente, a guarda da Constituição, cabendo-lhe: (…)

    II – julgar, em recurso ordinário:

    a) o habeas corpus , o mandado de segurança, o habeas data e o mandado de injunção decididos em única instância pelos Tribunais Superiores, se denegatória a decisão;

    b) o crime político;”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.