Uma criança perdida no Jardim do Éden, na visão do poeta Evanir Fonseca

Imagem relacionadaPaulo Peres
Site Poemas & Canções
O advogado, administrador de empresas e poeta carioca Evanir José Ribeiro da Fonseca recorda sua infância naquele espaço destinado à cultivação e apreciação de plantas, flores e outras formas de natureza, local
que ele batizou de “Jardim do Éden”, da história judaico-cristã. Evanir Fonseca, nosso grande amigo e companheiro de trabalho e poesia, nos deixou hoje e estamos republicando este comovente poema em sua memória. Ele se vai, mas sua obra viverá para sempre.

JARDIM DO ÉDEN
Evanir Fonseca

Na frente de minha casa tinha um jardim,
as flores nele cultivadas eram tão variadas
que pareciam travar uma grande batalha,
entre cores e perfumes que extasiavam as borboletas
que voavam, numa ida e volta, frenéticas,
como se escolhessem as mais saborosas ou sedosas.

Na frente de minha casa tinha um jardim,
que eu, um garoto desbravador, perdia-me
por entre os galhos espinhosos das roseiras
e folhas imensas de tinhorão e murtas
que floriam lilases, brancas e mescladas
como se fossem várias em uma só enxertadas.

No jardim da minha casa, tinha caminhos feitos de cimento,
que nos garantiam acesso a todas as plantas,
inclusive a uma “dama da noite”, peculiar no florir
pois abria no anoitecer e fechava-se no amanhecer,
seu perfume, imperativo, exalava tomando toda atmosfera
que, ao entorno dela, pareciam inexistir rosas
que como envergonhadas, encantadas e inanimadas,
descansavam, ou dormiam, talvez enfeitiçadas diante
da sobrevida que passava a imperar
no encantado “jardim da minha casa”!

One thought on “Uma criança perdida no Jardim do Éden, na visão do poeta Evanir Fonseca

  1. Na frente da casa de Pixinguinha também tinha um jardim

    E ele, também garoto desbravador, perdia-se

    No jardim da sua casa, tinha caminhos feitos de notas musicais,

    que nos garantiram acesso a todas as plantas musicais,

    inclusive a ROSA, peculiar da harmonia das florais

    no iluminado “jardim da casa de Pixinguinha”

    120 anos de São Pixinguinha

    RETRATO DE PIXINGUINHA

    http://mundovelhomundonovo.blogspot.com.br/2017/04/120-anos-de-sao-pixinguinha.html

    23 de abril de 2017

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *