Uma lição de amor à Mãe Terra, numa criação poética, simples e genial de Cora Coralina

O que vale na vida não é o ponto de partida e sim a caminhada. Caminhando e semeando, no fim terás o que colher.... Frase de Cora Coralina.Paulo Peres
Poemas & Canções

Cora Coralina, pseudônimo de Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas (1880-1985), nasceu em Goiás Velho. Mulher simples, doceira de profissão, tendo vivido longe dos grandes centros urbanos, alheia a modismos literários, produziu uma obra poética rica em motivos do cotidiano do interior brasileiro, conforme este poema “Cântico da Terra”. Vale ressaltar que a obra de Cora Coralina também nos mostra a vida simples dos becos e ruas históricas de Goiás Velho, a antiga capital do Estado.

O CÂNTICO DA TERRA
Cora Coralina

Eu sou a terra, eu sou a vida.
Do meu barro primeiro veio o homem.
De mim veio a mulher e veio o amor.
Veio a árvore, veio a fonte.
Vem o fruto e vem a flor.

Eu sou a fonte original de toda vida.
Sou o chão que se prende à tua casa.
Sou a telha da coberta de teu lar.
A mina constante de teu poço.
Sou a espiga generosa de teu gado
e certeza tranquila ao teu esforço.
Sou a razão de tua vida.
De mim vieste pela mão do Criador,
e a mim tu voltarás no fim da lida.
Só em mim acharás descanso e Paz.

Eu sou a grande Mãe Universal.
Tua filha, tua noiva e desposada.
A mulher e o ventre que fecundas.
Sou a gleba, a gestação, eu sou o amor.

A ti, ó lavrador, tudo quanto é meu.
Teu arado, tua foice, teu machado.
O berço pequenino de teu filho.
O algodão de tua veste
e o pão de tua casa.

E um dia bem distante
a mim tu voltarás.
E no canteiro materno de meu seio
tranquilo dormirás.

Plantemos a roça.
Lavremos a gleba.
Cuidemos do ninho,
do gado e da tulha.
Fartura teremos
e donos de sítio
felizes seremos.

5 thoughts on “Uma lição de amor à Mãe Terra, numa criação poética, simples e genial de Cora Coralina

  1. Licença…

    Tentativa* de Versão Brasileira da Canção italiana “Bella Ciao”.

    Antonio Rocha

    Ô partigiano
    Olha o teu voto
    Terceira Via
    É o Tao Tao Tao.

    Toma cuidado
    Não se engane
    Em 22
    Não deixe para depois.

    Democracia
    Nós Votaremos
    Com alegria
    É o Tao Tao Tao.

    Cidadania
    É o que queremos
    Felicidade
    Escolheremos

    Não se esqueça
    Em 22
    Liberdade
    Não existe depois.

    (*) Se tiver algum verso de pé quebrado a Vida trata de consertar.

  2. “Que coisa incrível é um livro. É um objeto achatado feito de árvore com partes flexíveis nas quais nós imprimimos uma porção de rabiscos escuros e esquisitos. Mas basta olhar para ele e você está dentro da mente da pessoa, talvez de alguém morto há milhares de anos.

    Através dos milênios, um autor está falando claramente e silenciosamente dentro da sua cabeça, diretamente a você.
    A escrita talvez seja a maior das invenções humanas, unindo pessoas que nunca conheceram umas às outras, cidadãos de épocas distantes. Os livros rompem os grilhões do tempo. Um livro é a prova de que os humanos são capazes de realizar magia.”

    [Carl Sagan – Cosmos]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *