Uma modinha genial de Sergio Bittencourt

O jornalista e compositor carioca Srgio Freitas Bittencourt (1941-1979) revela, na letra de Modinha, o seu lrico e belssimo sonho. Esta msica foi vencedora do festival O Brasil Canta no Rio, em 1968, interpretada e, posteriormente, gravada por Taiguara.
MODINHA
Srgio Bittencourt

Olho a rosa na janela,
sonho um sonho pequenino…
Se eu pudesse ser menino
eu roubava essa rosa
e ofertava, todo prosa,
primeira namorada,
e nesse pouco ou quase nada
eu dizia o meu amor,
o meu amor…

Olho o sol findando lento,
sonho um sonho de adulto…
Minha voz, na voz do vento,
indo em busca do teu vulto,
e o meu verso em pedaos,
s querendo o teu perdo…
Eu me perco nos teus passos
e me encontro na cano…

Ai, amor, eu vou morrer
buscando o teu amor…
Ai, amor, eu vou morrer
buscando o teu amor…
(Eu vou morrer de muito amor)

(Colaborao enviada por Paulo Peres – site Poemas & Canes)

One thought on “Uma modinha genial de Sergio Bittencourt

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.