Uma vez Flamengo, Flamengo até morrer

Helio Fernandes

Patrícia Amorim, superatleta da natação do clube, (Carioca, Brasileiro, Sul-americano) teve um primeiro ano cheio de problemas, o que era previsível. Conseguiu um título, mesmo vencendo os três últimos jogos nos pênaltis. Não perdeu nenhum dos 24 jogos disputados.

Se ganhar a Copa do Brasil, tem garantida a vaga na Libertadores, disputará o Brasileirão com muito mais tranqüilidade. Fez muitas obras, pagou salários de vários esportes, atrasadíssimos. Os jogadores de basquete não recebiam há 8 meses. (Inacreditável).

Marcio Braga deixou para ela, uma divida de 333 milhões. Muito comentada a dívida, por causa do número “dízima periódica”. Pagou 21 milhões de juros dessa dívida. Era muito mais, a presidente negociou, tem extrema capacidade. Naquele inferno de politicalha que é “o bastidor” do clube, conseguiu ser indicada e vencer, que façanha.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *