Vale tudo para se chegar ao poder

José  Carlos Werneck

As recentes alianças que o presidente Lula determinou que o PT fizesse em determinados estados reviram o estômago de qualquer cidadão que tenha o mínimo senso de dignidade, alguma noção de moral e um pouco de coerência.

O que aconteceu no Maranhão é de escandalizar até mesmo um gigolô de beira de cais. Como se pode fazer alianças com pessoas a quem, em passado não muito distante, o então candidato Lula classificava com vocábulos impublicáveis.

Em Alagoas o presidente da República vai apoiar a candidatura do senador Fernando Collor ao governo do estado. Neste caso nem é preciso ter boa memória para saber que Lula e o ex-presidente Collor, não eram apenas adversários políticos, mas ferrenhos inimigos.

Creio,que nem Carlos Lacerda e os ex-presidentes Juscelino Kubitschek e João Goulart,quando, esquecendo todo um passado de lutas, mas na ânsia desenfreada de chegarem ao poder, bolaram a “Frente Ampla”, sonharam com total insensatez. Nessa lamentável aliança, Carlos Lacerda deu, em sua carreira política, o tiro que os capangas de Getúlio Vargas, não lhe acertaram, no atentado da Rua Tonelero, em 1954. Realmente, agora entendo que o major Vaz, amigo e fiel seguidor de Carlos Lacerda, morreu em vão, para virar nome de túnel no Rio de Janeiro.

No desespero de chegar à presidência da República, pois dos três era o único que não se encontrava cassado, Lacerda esqueceu-se de tudo. Mandou, seu passado glorioso, sua vida de lutas e tudo o mais que caracterizava sua brilhante trajetória política às favas. Creio mesmo que tenha olvidado sua inegável inteligência, em nome da ambição despudorada e desmedida. Hoje esta luta pelo Poder visa única e exclusivamente apoderar-se das gordas verbas públicas, dos impostos extorquidos da população, que nada tem em troca.

Agora assistimos perplexos uma série de alianças espúrias, conchavos imorais, cumprimentos efusivos e jantares de confraternização unindo aqueles, que há pouco tempo atrás, se digladiavam no cenário político brasileiro.Tudo isto feito para alcançar o poder e dispor do erário público da forma mais indigna e imoral que exista. O que interessa é ter a chave do cofre, é usufruir das verbas públicas, em proveito pessoal e dos seus protegidos. Uma indignidade total Uma vergonha nacional!

A hipocrisia tomou conta da política. A dignidade foi para a lata do lixo da História. e a honra para o esgoto. O importante é se dar bem. Não se pensa no Brasil e nos brasileiros. Essas tristes figuras só pensam e querem  tirar proveito de tudo. Dane-se o Brasil. Morram os pobres, os humildes, os que acordam cedo e trabalham honestamente. Está tudo dominado pela esperteza e pela corrupção. O importante é se dar bem! O povo que se vire. Eles exclamam: “nós somos as elites, os honestos que se danem!”

É nesse cenário triste e confuso que daqui a pouco mais de quadro meses vamos participar da escolha do presidente e vice-presidente da República, dos governadores e seus vices, nos estados e no Distrito Federal, dos senadores e dos deputados federais e estaduais. Que Deus nos ajude e proteja o Brasil!

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *