Vão caindo por terra as mentiras que o BNDES conta

Coutinho é muito “criativo” ao inventar justificativas

Raquel Landim
Folha

Sob forte pressão da opinião pública, do TCU (Tribunal de Contas da União) e do Congresso, o BNDES começou a abrir a caixa preta das suas operações e vão caindo por terra as mentiras que a administração do banco conta.

Luciano Coutinho, que ocupa a presidência do BNDES há anos, repetiu inúmeras vezes que não era dinheiro público a grana que o BNDESPar, o braço de investimentos do banco, despejou em empresas ungidas para serem campeãs nacionais, como os frigoríficos JBS e Marfrig.

Pura enrolação. O Supremo Tribunal Federal referendou o entendimento do TCU. É dinheiro público, sim. O BNDES é um banco público que recebe recursos vultosos do Tesouro. Logo, qualquer ganho que o banco tenha em suas operações é dinheiro público.

Foi esse entendimento que permitiu nesta semana quebrar o sigilo inexplicável dos financiamentos do BNDES para que países em desenvolvimento contratem empreiteiras brasileiras na realização de suas obras de infraestrutura.

AMIGOS BOLIVARIANOS

Esses empréstimos até fazem algum sentido, porque permitem as empresas nacionais exportar mais, gerando mais empregos e mais renda no país. Mas é necessário um cuidado extra porque são países de alto risco e a tentação é grande para favorecer os “amigos bolivarianos”.

Já está evidente pelo patamar das taxas que houve subsídio para as empreiteiras – todas envolvidas no escândalo da Lava Jato. A análise técnica rigorosa, no entanto, é complicada, porque as bases de comparação são frágeis no caso de países como Cuba, que são párias no mercado internacional.

Para explicar os juros baixos, o banco vai criando outra falácia. O BNDES argumenta que o prêmio de risco desses países é estabelecido por um comitê interministerial, coordenado pelo ministério da Fazenda, e que não corre risco de inadimplência porque recebe garantias do Tesouro Nacional brasileiro.

E daí? Se países como Cuba e Venezuela não tiverem dinheiro para honrar esses empréstimos, o que importa se a conta vai estourar no BNDES ou no contribuinte? Não é tudo dinheiro público?

15 thoughts on “Vão caindo por terra as mentiras que o BNDES conta

  1. Se o BNDES fosse um banco privado, já seria hoje apenas uma lembrança do passado. Teria portanto quebrado há muito tempo!

    Mas neste “Brasil surreal e petralha” o BNDES é um “saco sem fundo”, com o dinheiro do tesouro o enchendo constantemente, ainda que boa parte da grana vá saindo pelo ladrão (ladrão aqui em amplo sentido!), o tempo todo.

  2. Estes petralhas estão acabando com o Brasil. A única coisa que eles são eficientes são na manipulação do dinheiro público para fins escusos e ajudar ditaduras fajutas com o nosso dinheiro. Enquanto esta republiquetas latino americana e africanas estão construindo metros, hidrelétricas, sistemas de transportes e distribuição de água com o nosso dinheiro. O Brasil fica sem estas obras que melhorariam muito a vida dos brasileiros.

  3. x
    x
    x
    x

    Fonte de recursos do BNDES (posição em 31-12-2014):
    ————————————————————————————
    FAT………………………………………R$195,460 bilhões
    BONDS (*)……………………………R$22,768 bilhões
    ORGANISMOS (**)……………….R$16,356 bilhões
    TESOURO NACIONAL…………..R$470,676 bilhões
    ———————————————————————————-
    Total…………………………………….R$705,26 bilhões

    (*) Títulos emitidos pelo banco no mercado externo para captação de recursos.
    (**) Bancos multilaterais como o BID e BIRD com os quais o BNDES toma empréstimo.

    Fonte: Demonstrações financeiras do BNDES.

    • Prezado Wagner, a somatória não fecha. Mas, mesmo assim, fica claro que os aportes multilaterais, atingiram pouco mais de 5,6%, comparados com os do Estado. Na minha opinião, tal fato demonstra a enorme dificuldade que terão os novos financiamentos do BNDES atrelados a emissão de debentures.Quanto as garantias, vão pegar sim, pois o BNDES cumpriu pela metade a ordem do STF para a abertura dos contratos e vários deles tem como ‘garantidores’ outros organismos estatais. \Resumindo, a garantia somos nós.

      • Grato, prezado Virgílio, o somatório é R$705,26 bilhões.

        Hoje é dia de corre-corre, amigo.

        Se o Sr. Newton puder corrigir para mim, eu, antecipadamente agradeço.

        Grande abraço a todos

        • x
          x
          x
          x

          Refazendo:

          Fonte de recursos do BNDES (posição em 31-12-2014):
          ————————————————————————————
          FAT………………………………………R$195,460 bilhões………..27,71%
          BONDS (*)……………………………R$22,768 bilhões…………….3,23%
          ORGANISMOS (**)……………….R$16,356 bilhões……………..2,32%
          TESOURO NACIONAL…………..R$470,676 bilhões…………..66,74%
          ————————————————————————————-
          Total…………………………………….R$705,260 bilhões……….100,00%

          (*) Títulos emitidos pelo banco no mercado externo para captação de recursos.
          (**) Bancos multilaterais como o BID e BIRD com os quais o BNDES toma empréstimo.

          Fonte: Demonstrações financeiras do BNDES.

  4. Tenho a ligeira impressão de que o TCU vai pegar feio em cima dos contratos de empréstimos a outros países no que tange à segurança ou ao risco do crédito.

    É só um palpite.

  5. E pensar que todos esses Empréstimos subsidiados do BNDES, melhor dizendo A FUNDO PERDIDO, para Países Bolivarianos, Africanos, etc, mais criação de Embaixadas em Ilhas do Pacífico e pequenos Países, etc, tinha como objetivo por parte do PT (Partido dos Trabalhadores), conseguir uma VAGA PERMANENTE NO CONSELHO DE SEGURANÇA DA ONU, que desfrutam de total poder de VETO, e em que estão assentadas só as 5 Potências Nucleares vencedoras da II Guerra Mundial, ( EUA, INGLATERRA, RÚSSIA, FRANÇA e CHINA). Para chegar lá agora, só sendo POTÊNCIA NUCLEAR e vencedora da III Guerra Mundial. Até uma Criança de 8 anos entende isso. Mas não entendeu isso o Presidente LULA, que “conversado ” por alguns Líderes, principalmente o Chinês, perseguiu, a CUSTO CARO, o IMPOSSÍVEL. Abrs.

  6. O BNDES virou um bilionário aparelho do governo petralha! E com este aparelho a petralhada tem “feito média” com republiquetas e ditaduras, com empreiteiras, e com empresários escolhidos a dedo (como Eike Batista).

    E a conta vai para todos os contribuintes de impostos no Brasil. É claro!

    Obviamente tudo isso tem ocorrido com a leniência da oposição. Ou preguiça… ou covardia…

  7. http://www.portaleduardocunha.com.br/eduardo-cunha-quer-promover-debates-no-congresso-com-representantes-de-israel-e-da-palestina-para-tratar-do-processo-de-paz-na-regiao/11/1779.html com:

    Eduardo Cunha quer promover debates no Congresso com representantes de Israel e da Palestina para tratar do processo de paz na região
    Presidente da Câmara reuniu-se com Mahmoud Abbas e representantes da OLP e do Conselho Nacional Palestino: ‘O que pudermos fazer para contribuir eu tenho certeza que o Parlamento vai se sensibilizar, declarou Cunha
    RAMALLAH — O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), vai debater com os parlamentares a possibilidade de o Congresso Nacional promover reuniões entre representantes de Israel e da Palestina para tratar do processo de paz na região.
    Essa possibilidade surgiu nesta quinta-feira, 4, durante reuniões entre a comitiva brasileira de deputados, chefiada por Cunha, e autoridades árabes, como o Presidente da Palestina, Mahmoud Abbas; o negociador-chefe da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), Saeb Erekat; o ministro de Negócios Estrangeiros da Palestina, Riad al-Malki; e representantes do Conselho Nacional Palestino.
    A sugestão de realizar reuniões para tratar do assunto foi apresentada por Riad al-Malki, mas recebida com cautela por Cunha, devido às complexidades que envolvem negociações desse tipo. “Eu vou levar essa sugestão para o Brasil, mas Israel e Palestina estão há muitos anos envolvidos no processo e não seremos nós que iremos achar aqui que seremos os proprietários de uma eventual solução dos conflitos. Eu acho que é importante levar isso ao conhecimento dos parlamentares e, dentro da nossa humilde possibilidade, o que pudermos fazer para contribuir eu tenho certeza que o Parlamento vai se sensibilizar”, declarou o presidente da Câmara.
    Ele descartou, no entanto, defender qualquer embargo aos produtos israelenses desenvolvidos em assentamentos judeus em territórios palestinos, como sugeriu Saeb Erekat. “Sou totalmente contrário a isso”, disse.
    A visita aos territórios palestinos faz parte de uma missão oficial de sete dias por Israel, Palestina e Rússia. A comitiva liderada por Cunha é composta ainda por outros 13 deputados (dois deles vão apenas à Moscou). Da lista fazem parte Átila Lins, Beto Mansur, Gilberto Nascimento, Leonardo Picciani, Bruno Araújo, Maurício Quintella Lessa, Jovair Arantes, Mendonça Filho, André Figueiredo, Arthur Oliveira Maia, André Moura, Rubens Bueno e Rodrigo Maia.
    Em Moscou, os parlamentares vão se reunir com o presidente da Duma de Estado (a Câmara Baixa do parlamento russo), Sergey Naryshkin, e outros chefes de parlamentos.
    Na segunda-feira, 8, a comitiva participará do Fórum Parlamentar dos Brics, que reunirá delegações de Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. O fórum vai discutir o papel dos parlamentos dos Brics na solução dos problemas da política e economia internacionais, entre outros assuntos.
    A agenda inclui ainda uma reunião bilateral do presidente da Câmara dos Deputados com o presidente do Comitê Permanente da Assembleia Popular Nacional da China, Zhang Dejiang.
    A decisão de visitar os três países em uma única missão ocorreu, explicou Cunha, para economizar custos. “Estamos, na realidade, otimizando duas viagens para reduzir custos, pois temos reunião dos Brics e, ao invés de pagar duas passagens, estamos pagando apenas uma”. Ele lembrou ainda que muitos parlamentares da comitiva foram convidados pelos governos sem custos ou estão pagando suas próprias despesas. (Da Assessoria da Presidência da Câmara)”

  8. Caro CN … dará mais dividendos a visita de Cunha … do que as operações do BNDES???

    Está nossa Tribuna da Internet pronta para ajudar??? ??? ???

    e la nave va … e sem o Nino Rota!!!

  9. http://www.redetv.uol.com.br/jornalismo/marianagodoyentrevista/blog/blog-do-programa/eike-batista-admite-fracasso-e-diz-que-quitou-dividas-com-bndes com:

    Direto das ruas, o programa quis saber o que o povo sabe sobre a carreira do empresário. A percepção é de que Eike “era um rico que ficou pobre”, e Mariana quis saber se a afirmação é verdade. O empresário disse que acertou as contas com todos quando soube do início da crise, e que já acertou inclusive suas dívidas com o BNDES. Eike diz que a informação de que ele deve R$ 10 bilhões a instituição não é verdadeira, e que o BNDES agiu como um repassador de dinheiro que foi assegurado por diversos bancos privados, o que garantiu a instituição governamental risco zero, já que os bancos iriam arcar com o prejuízo. “Parem com isso, eu não devo nada ao BNDES. A vocês contribuintes, i’m sorry (me desculpem), eu não devo nada”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *