VARIADAS, com Cristovam, Rolemberg, Lugo, Carlos Chagas, Lula e Dilma, Leonardo da Vinci, Roriz, Maria Abadia, Delfim, dois Suplicys e Ney Suassuna

Quase na hora da eleição, insistem com Cristovam Buarque para disputar o governo de Brasília. Quando parecia derrotado para o Senado, não se lembravam dele. Agora que está reeleito, querem “naufragá-lo”.  ***  Há 3 meses disse aqui: Buarque e Armando Rolemberg serão os senadores da capital. Confirmado, ótimo.  ***  Do presidente Lugo, do Paraguai: “Os médicos me disseram que posso governar, câncer linfático não mata”. E comentando: “Não quero outra coisa a não ser governar o meu povo. Mesmo que seja do hospital”. ***  De Carlos Chagas, num achado de linguagem jornalística: “Lula ficar longe de Dilma presidente, seria o mesmo que exigir de Leonardo da Vinci, que não olhasse jamais para o quadro da Gioconda”  ***  Não insiste, Chagas, ele acredita que é Da Vinci, ela não sai do espelho, pensando que é a Gioconda. *** Rigorosamente verdadeiro: Se perder os recursos (vai perder), Roriz indicará Maria Abadia como sua candidata ao governo. Outro problema: o TRE está quase referendando a inelegibilidade dela.  ***  Delfim Netto, aos 84 anos, garante que “só cheguei a essa idade, porque não parei de pensar”. Então, devia ter se “desumanizado” bem cedo. É o tipo da longevidade burra.  ***  Mais do que certo, a partir de janeiro de 2011, o Senado terá dois Suplicys. Um com futuro, o outro completamente superado e ultrapassado.  ***  O que me dizem da Paraíba: Ney Suassuna quer voltar à política. Faltaram legenda e votos, que já não eram muitos.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *