VARIADAS, com Mano Menezes, Ganso e Neymar, Temer, Odebrecht, Lula, Netinho de Paula, “Reader’s Digest”, Muricy e Washington

Excelente o que Mano Menezes falou no “Bola da Vez” (da ESPN) sobre a operação do Ganso. Contusão lamentável para ele e para a seleção. No momento ele é insubstituível na seleção. ***  O treinador da seleção devia fazer um apelo para “não baterem tanto no Neymar”. Ele não pode pegar  a bola, os árbitros geralmente não marcam nada.  ***  Michel Temer, na declaração de renda, omitiu imóvel de 2 milhões e 200 mil. Flagrado, justificou: “Foi erro de digitação”. Só podia ser, quem iria desconfiar de um jurista desse porte?  ***  O dinheiro faz milagres. Emilio Odebrecht, dono da poderosa empreiteira e agora também administrador de estádios de futebol, “aprendeu” a escrever em jornal. Estamos em plena República do Faz de Conta, perdão, do ghost-writer.  ***  De Lula sobre órgãos de comunicação: “Nunca vi gostarem tanto de notícia ruim”. Lula devia examinar os fatos antes de falar. Nesse ponto os jornalões não são os culpados, e sim o próprio público que “prefere” notícia ruim. Durante a Segunda Guerra, foi fundada nos EUA, a revista “Reader’s Digest”, para dar só “notícia boa”. Subiu e fechou, o público “achava” que notícia boa, “cansa”.  ***  Constatação de senadores sérios: “Se o Netinho de Paula for eleito, o Senado ficará engraçadíssimo”. Mais ainda?  ***  Muricy não podia deixar o Washington bater o pênalti. O jogador tem um “trauma” antigo, perdeu um pênalti na primeira passagem pelo próprio Fluminense. Muricy não conhece história esportiva e do clube que dirige?

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *