Veja diz que PT está rachado entre lulistas e dilmistas.


Deu na Veja

A presidente Dilma Rousseff enfrenta um momento inédito de fragilidade. Além de ter problemas na economia, como o crescimento baixo, a inflação persistente e o desmantelamento do setor elétrico, ela perdeu apoio popular e força para barrar, no Congresso, iniciativas capazes de desgastá-la. A aprovação ao governo caiu a um nível que, segundo os especialistas, ameaça a reeleição. Partidos aliados suspenderam as negociações para apoiá-la na corrida eleitoral. Já os oposicionistas conseguiram na Justiça o direito de instalar uma CPI para investigar exclusivamente a Petrobras.

Acuada, Dilma precisa mais do que nunca da ajuda do PT, mas essa ajuda lhe é negada. Aproveitando-se da conjuntura desfavorável à mandatária, poderosas alas petistas pregam a candidatura de Lula ao Planalto e conspiram contra a presidente. O objetivo é claro: retomar poderes e orçamentos que foram retirados delas pela própria Dilma. A seis meses da eleição, o PT está rachado entre lulistas e dilmistas — e, para os companheiros mais pragmáticos, essa divisão, e não os rivais Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB), representa a maior ameaça ao projeto de poder do partido.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGEsta é apenas a primeira parte da reportagem de Daniel Pereira e Adriano Ceolin na Veja, mas já diz praticamente tudo, nem é preciso publicar o restante. Para muita gente, esse assunto é novidade. Mas para nós, aqui do blog da Tribuna da Internet, trata-se da repetição do que vem ocorrendo há mais de 2 anos nos bastidores do PT e do governo, o que vínhamos publicando com absoluta exclusividade.

O grande erro da Veja é dizer que o PT está rachado. Na verdade, o apoio maciço é pela volta de Lula. Dilma está cada vez mais isolada. E faltam menos de 60 dias para que a convenção do PT escolha quem será o candidato: ela ou Lula. Os dois se odeiam. Quem Lula ama chama-se Rosemary. E ele não perdoa Dilma por ter mandado “vazar” matérias contra Rosemary visando a enfraquecê-lo e deixá-lo de fora da disputa presidencial.

Quando a então ministra Erenice Guerra foi apanhada em flagrante delito, Lula era presidente e não fez a menor carga contra ele, em respeito à enorme amizade existente entre ela e Dilma, que inclusive fez questão de convidar Erenice para a posse… No caso de Rosemary, porém, Dilma foi inflexível e as matérias contra Rosemary foram vazadas com exclusividade para o repórter Vinicius Sassane, de O Globo. A intenção era fazer a TV Globo entrar no assunto, mas a emissora não se interessou... (C.N.)

26 thoughts on “Veja diz que PT está rachado entre lulistas e dilmistas.

  1. A revista Veja noticiou o que é de conhecimento até do mundo mineral: a esmagadora maioria do PT, e da Base Aliada, quer a volta do Lula. Dilma é completamente inapetente politicamente, além de arrogante e prepotente…ninguém, no PT e na base aliada, tolera mais as suas grosserias…a declaração desastrada sobre Pasadena foi a gota dágua, a ponto de deputados petistas reunidos em reunião da bancada, há poucos dias atrás, exclamarem: “essa mulher (Dilma) é uma desgraça, é um horror”…Grandes emoções nos aguardam nos próximos dias…como diria o Carlos Newton: esse suspense é de matar o Hitchcock…

  2. E… desejando a todos uma ótima semana… transcrevo respeitosamente a “110ª Surata do Socorro: Em nome de Deus, Clemente e Misericordioso. 1 – Quando te chegar o socorro de Deus, e o triunfo, 2 – E vires entrar a gente, em massa, na religião de Deus, 3 – Celebra, então, os louvores de teu Senhor e implora o Seu perdão, porque ele sempre está pronto a mostrar remissão”(Alcorão Sagrado, pagina 470, SP, 1975).

  3. Grande idiotice. E o PSDB não esteve “rachado” entre o Aécio da zona da mata e o Serra da bolinha de papel?
    Como se refere o Hélio Fernandes, a “sujíssima Veja” só vê merda para onde olha. O que é que a sujíssima queria que ocorresse entre Dona Dilma e Seu Lula, um randevu amoroso?
    Quem haverá de trazer órgãos para o randevu amoroso entre Dona Marina e Seu Arrais?

  4. Essa é muito boa! “A seis meses das eleições o PT está rachado entre lulistas e dilmistas”. Genial! Mas será que no dia da eleição continuará rachado?
    Quem escreveu na “sujíssima Veja” já sabia quem foi Eugene Sue?
    “as formosas inspirações do amor jamais faziam seu seio gelado (dona Dilma) bater mais forte, que nenhuma surpresa do coração ou dos sentidos era capaz de perturbar os cálculos impiedosos dessa mulher astuta, egoísta e ambiciosa”.

    • Como disse Caro Solon, essa revistinha de mérida não serve nem pára “recolher” os restos fecais dos meus câes……
      A mesma só está “sobrevivendo” por aparelhos por causa das propagandas governamentais., porque dê assinaturas e avulsas nas bancas só na UTI………

  5. Admirado Carlos Newton, encaminho este artigo de minha autoria para a publicação nesta eminente e livre Tribuna da Internet.

    A Ineficiência Dolosa e Desumana das Agências Reguladoras

    As agências reguladoras nada mais são do que autarquias, criadas por lei, integrantes da Administração Pública Indireta. Há, no entanto, além do regramento comum às demais, características próprias do regime especial a que estão submetidas essas autarquias.

    O Estado brasileiro transferiu diversos serviços nas últimas décadas e fiscalização da prestação dos mesmos ficou a cargo das agências reguladoras. A Agência Reguladora serve para regular, controlar, normatizar as diversas atividades.

    Mas nem tudo que tem nome de agência é agência reguladora. A lei de criação é que irá definir o que é ou não uma agência reguladora. Por exemplo: a AEB ( agência espacial brasileira ) : é só uma autarquia e não uma agência reguladora; a ABIN (agência brasileira de inteligência ) : é um órgão da administração direta. A CVM (comissão de valores mobiliários ), por sua vez, apesar de não tem o nome de agência, tem a natureza funcional típica das agências reguladoras.

    É imprescindível que as agências reguladoras, como autarquias em regime especial, para o regular exercício das suas funções gozem de: autonomia, em razão da função especial por ela exercida, precisa de mais liberdade que as demais autarquias, pois ela exerce regulação, normatização; investidura e permanência especial dos dirigentes, realizada também pelo chefe do executivo, mas com prévia aprovação do Senado Federal, com mandato de prazo fixo (só exonerável mediante processo ou por renúncia), condicionado à quarentena no ramo de atividade submetido à regulação.

    Regulando serviços públicos temos a ANEEL, a ANATEL, a ANS, a ANVISA, a ANTT, a ANTAQ e a ANAC, por exemplo. Temos ainda a ANP e a ANA, além da ANCINE, que nasceu por meio de medida provisória com o objetivo de fomento.

    Quando veio à tona a lei 9472/97, lei que instituiu a Agência Nacional de Telecomunicações, disse ela que agência reguladora teria tratamento especial para licitações e contratos. Cada agência definiria como seria o seu procedimento licitatório. E além disso, a agência reguladora teria duas modalidades específicas: o pregão e a consulta. O pregão apareceu pela primeira vez nessa lei. Hoje o pregão não é mais novidade, ele não é mais modalidade exclusiva da agência.

    Essa regra foi levada ao STF através da ADIN 1668. O STF julgando a ADI decidiu duas questões importantes: Primeiro ele disse que agência reguladora não vai ter procedimento próprio, essa regra é inconstitucional, logo as agências vão ter que
    respeitar os ditames da lei 8666/93. O STF deixou escapar, no entanto, que ela
    poderia seguir as modalidades específicas, apesar de estar vinculada à lei 8666/93, podendo adotar o pregão e a consulta. O pregão está estabelecido pela lei 10520/02.

    As agências reguladoras, enquanto autarquias, adotam o regime de servidores públicos. Quando a agência reguladora foi definida, a lei geral da agência
    reguladora lei 9986/00 definia que a agência teria regime celetista e com
    contratos temporários.

    Lembrando que temporário não presta concurso. A matéria foi levada ao STF através da ADIN 2310 e o STF decidiu em sede cautelar que essa regra era inconstitucional, pois o quadro da agência deveria ser permanente, visto que a necessidade do serviço público é permanente. O STF disse que o regime deve ser, em regra, estatutário.

    Quando esta ação estava tramitando no STF, o então Presidente da República lançou mão de medida provisória criando cargos, MP 155/03. Essa MP foi convertida na lei 10871/04. Com a consequente perda do objeto, a ADIN 2310 foi extinta sem julgamento de mérito, então o Presidente editou uma nova MP prorrogando os
    contratos temporários.

    Desde então, as agências vêm evoluindo, não de modo satisfatório, mas surpreendentemente, mesmo com tanto esforço, inclusive mediante leis flagrantemente inconstitucionais, no sentido de que elas não exerçam adequadamente suas funções. No seu interior, se multiplicam os casos de assédio moral e muitos dos seus melhores e mais competentes técnicos são desestimulados até abandonarem a carreira ou se acomodarem à submissão aos desmandos dos agentes infiltrados com politicagem no teto com o fim de destruir a sua estrutura.

    Mesmo os concursos públicos para as referidas agências são escassos e há diversos aprovados não nomeados enquanto agentes cedidos, terceirizados, submetidos e manipulados de todas as formas arbitrárias burlam o princípio concursivo e ocupam os seus lugares ao arrepio da lei, da constituição, da probidade, da moralidade e dos princípios e dos valores fundamentais da república e do Estado Democrático de Direito.

  6. O velho ditado “aonde há fumaça há fogo”. O fato é que nem os petistas aguentam mais os desmandos da PRESIDANTA IGNORANTA E ARROGANTA!! Como diz outro velho ditado “quem pariu Matheus que o embale”. Chupa Lula, remova agora o poste que você colocou para infernizar a vida da nação, como efeito bumerangue está se voltando contra o criador. CHEGA DE DILMA!! CHEGA DE PT!!! CHEGA DE LULA!! O PT que semeou muitos ventos agora começa a colher as tempestades

    • Que opção temos! Chega de Lula, chega de PT! Impantemos novamente o privatolatra liberal metido a sociólogo Efe Agá Cê, aquele que corrompeu o Congresso com dinheiro público para comprar seu segundo mandato! Implantemos seus seguidores do tipo aecinho genial da Zona da Mata, o Alquimim da roubalheira do metrô paulista. Tragam de volta o exilado de araque, o carcomido, venal e empulhador, entreguista e traidor Efe Agá Cê, ou algum valete de sua confiança, para continuar a roubar o Brasil. Aquele “sociólogo” filho de general e metido a economista pobretão metido a saber de tudo, e tudo estará resolvido com o velhote que tem um pé na cozinha dando as cartas.

      • Citou a compra dos votos da reeleição do CAPPO CORRUPTO fhcorleone, está ai uma noticia sobre o fato.
        Para a Tropinha De Chope Franco-Tucana-Suiça não esquecer, o curioso sair no jornaleco Folha do Serra…

        13/05/97
        Editoria: BRASIL
        Página: 1-6

        FERNANDO RODRIGUES
        da Sucursal de Brasília

        O deputado Ronivon Santiago (PFL-AC) vendeu o seu voto a favor da emenda da reeleição por R$ 200 mil, segundo relatou a um amigo. A conversa foi gravada e a Folha teve acesso à fita.
        Ronivon afirma que recebeu R$ 100 mil em dinheiro. O restante, outros R$ 100 mil, seriam pagos por uma empreiteira -a CM, que tinha pagamentos para receber do governo do Acre.
        Os compradores do voto de Ronivon, segundo ele próprio, foram dois governadores: Orleir Cameli (sem partido), do Acre, e Amazonino Mendes (PFL), do Amazonas.
        Todas essas informações constam de gravações de conversas entre o deputado Ronivon Santiago e uma pessoa que mantém contatos regulares com ele. As fitas originais estão em poder da Folha.
        O interlocutor do deputado não quer que o seu nome seja revelado. Essas conversas gravadas com Ronivon aconteceram ao longo dos últimos meses, em diversas oportunidades.

  7. Dilma não dá cafezinho de graça. Dilma é tudo o que o Brasil precisa. É forte, decidida, não é política profissional. É economista , exerce a profissão. Tomara que a Dilma seja reeleita , com mais 4 anos para governar, sem compromisso com a reeleição, a Dilma pode favorecer muito o povo brasileiro. Aliás, como vem fazendo muito bem.

    DILMA 2014 !

  8. Eu não estou quebrado. Desde que o PT virou governo comprei 12 motocicletas, uma por ano, 2 apartamentos, melhorias na minha casa de cabo frio. Tudo com dinheiro de salário. Com o PSDB perdi um monza zero, e um apartamento da ENCOL. O MONZA eu perdi porque não consegui pagar o financiamento porque a prestação cresceu e meu salário ficou estabilizado. O ap da ENCOL foi a mesma coisa. E a ENCOL falida ainda foi agraciada com empréstimo do BNDES, enquanto os compradores ficaram sem o imóvel. Muitos se cotizaram e acabaram a obra. O Brasil está ruim para quem não quer trabalhar.

  9. Renato Lima,
    Assim tu te contradizes ao extremo:
    Se “O Brasil está ruim para quem não quer trabalhar.”, então decididamente o bolsa família existe para cooptar votos de forma imoral e ilícita!
    O PT através de impostos altíssimos cobrados de quem dá duro sustenta vagabundos, conforme o teu raciocínio.
    A troca se dá mediante votos, simples.
    Agora, o que surpreende é que tanto o PT com seus crimes, desmandos e desclabros, assim como o PSDB na mesma situação, em face de que são irmãos siameses, não se discute uma outra alternativa.
    Pois a minha sugestão tem sido de não se reeleger mais ninguém, pois as tais siglas partidárias – todas, indistintamente – apresentam fadiga de metais.
    Enfim, aos poucos desnudam-se as verdadeiras intenções do PT com relação a seus objetivos com o povo e certos segmentos da sociedade: a obtenção do voto mediante compra ou troca de benefícios, diante desta tua afirmação que não trabalha quem não quer, Renato.

  10. Conforme o meu raciocínio, conforme nenhum raciocínio, aliás, bastando um pouco de lógica, é claro, evidente, que o governo precisou mesmo de ativar o bolsa família e o minha casa minha vida, após séculos de espoliação dos trabalhadores pela maldita burguesia.
    Chega de espiritualismo, ou idealismo especulativo, às custas do trabalhador que constrói as cidades, os metrôs, as estradas, as pontes e tudo o que se possa imaginar em termos de construção. O humanismo real não tem inimigo mais perigoso do que o espiritualismo, funcionando este como narcótico que adormece, ou tira da realidade o proletariado. O tal espírito desencarnado só tem vida na imaginação dos exploradores burgueses.
    Falam muito em Cristo, mas foi quem fundou o socialismo.
    Mais uma vez reproduzo aqui as palavras de Friedrich Engels:
    “Per si se compreende, e a história, que prova tudo o que per si se compreende, prova também isso: que a Crítica não se torna massa a fim de permanecer massa, mas para libertar a massa de sua massificação massiva, ou seja, para elevar o modo popular de se exprimir na linguagem crítica da Crítica crítica. Este é o estágio mais estagiário da humilhação, quando a Crítica aprende a linguagem popular das massas e transcende esse jargão tosco para o cálculo superabundante da dialética criticamente crítica.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *