Velhos sonhos, novas decepções

Carlos Chagas

Virou moda, retemperada neste início de século, rotular de anacrônicos, ultrapassados e jurássicos quantos tentam buscar no passado inspirações para o futuro. Como se nada tivesse existido antes. Trata-se de monumental embuste, com óbvios objetivos ocultos, de preservação de uma sociedade dividida entre ricos e pobres, patrões e empregados, privilegiados e oprimidos. Basta lembrar que de tempos imemoriais veio a descoberta da roda, até hoje insubstituível em toda atividade humana. Assim como, no plano metafísico, a Liberdade, a Justiça, a Igualdade, o Amor e quantos outros valores inerentes são negados à nossa efêmera condição de habitantes deste planeta.

Para comprovar a evidência de tal afirmação, tomem-se as promessas dos   dois candidatos à presidência da República que sobraram para o segundo turno. Mesmo sabendo que estão iludindo os trouxas, prometendo o que por convicção não vão cumprir, atente-se para os seus programas, entrevistas e pronunciamentos.

Dilma e Aécio, como antes os demais postulantes ao palácio do Planalto, mesmo os de mentirinha, abrem suas campanhas jurando realizar a reforma agrária; estabelecer impostos progressivos para os que ganham mais e por isso pagarão mais; taxar ou mesmo suprimir o direito de herança; limitar ou extinguir a remessa de lucros do capital especulativo alienígena; ampliar o crédito para os fracos que dele necessitam e cerceá-lo para os ricos que nele se locupletam; controlar os meios de transporte público para impedir o sacrifício de seus usuários; apoiar os meios de produção nacionais diante da progressiva dominação das multinacionais; combater a ociosidade dos que vivem da especulação, levando todos a trabalhar; integrar a atividade agrícola à industrial, eliminando a diferença entre a cidade e o campo; e finalmente promover a educação pública e gratuita para todas as crianças, com o tempo integral nas escolas e a proibição do trabalho infantil.

MENTIRINHAS…

Tudo muito bonito, embutido em variadas formas vernaculares de sustentar ideias, só que de mentirinha, pois nem os dois candidatos de hoje, assim como os onze de ontem, e os milhares de antes, tem ou tiveram a menor intenção de viabilizar suas promessas. São apenas discursos para angariar votos e conquistar ou manter o poder.

Pois bem, nem de longe essas propostas nasceram com o século ou significam o aprimoramento da vida moderna, rumo à ordem perfeita da sociedade. Repetidas agora, consistem no resumo de um documento que vale à pena ser relembrado, para no final lembrarmos seus autores e seu tempo:

* Expropriação da propriedade fundiária e utilização da renda resultante para as despesas do Estado.

* Imposto acentuadamente progressivo.

* Supressão do direito de herança.

* Confisco da propriedade dos exploradores estrangeiros.

* Centralização do crédito nas mãos do Estado, por meio de um banco nacional com capital estatal e monopólio exclusivo.

* Centralização de todos os meios de transporte nas mãos do Estado.

* Multiplicação das indústrias nacionais, dos instrumentos de produção, desbravamento e melhora das terras de acordo com um plano coletivo.

* Obrigatoriedade de trabalho para todos.

* Combinação do trabalho agrícola e do trabalho industrial para a eliminação das diferenças entre o campo e a cidade.

* Educação pública e gratuita para todas as crianças e supressão do trabalho infantil.

Novidades? Descoberta de novos roteiros para desenvolver o  País? Nem pensar. Essas velhas recomendações, por sinal não praticadas até hoje, são de 1848, de um manifesto assinado por Karl Marx e Friederich Hengels, e que termina com uma exortação: “Que as classes dominantes tremam. Os proletários nada têm a perder, exceto seus grilhões. Têm um mundo a ganhar.”

Pois é. Não ganharam até hoje, muito pelo contrário. Não será com Dilma ou Aécio que ganharão…

17 thoughts on “Velhos sonhos, novas decepções

  1. Caros CN e C. Chagas … Bom dia a todos e todas do meu coração.

    1 – em 2000 São João Paulo II, o futuro Bento XVI e o então Secretário Sodano deram como PARECENDO do passado a Profecia na Mensagem de Fátima.

    2 – em 2010, também em visita nova a Fátima, o Pontífice Bento XVI afirma que há engano em se achar que terminou a Mensagem.

  2. 3 – em 2000 é citada a queda do comunismo europeu como uma das realizações que comprovavam a Profecia.

    4 – em 2010 Bento XVI afirma que o sofrimento passou de causas externas para internas … constatando a Grande Crise da História da Igreja, ocasionada por escândalos de pedofilia, banco e principalmente DESOBEDIÊNCIA.

  3. 5 – para enfrentar pedofilia e operações bancárias duvidosas houve necessidade de Bento XVI aperfeiçoar legislação vaticana … quando Prefeito aplicava aos escândalos o que estava legislado … sendo Pontífice melhorou as leis, enfrentando os lobos … Até se sentir sem forças.

    6 – já na DESOBEDIÊNCIA destacam-se a insistência com a Teologia da Libertação e o POR TODOS na Consagração.

  4. 7 – as eleições mostraram a volta do COMUNISMO com a conquista do Maranhão … meus sinceros parabéns ao PCdoB pela vitória pelo VOTO POPULAR.

    8 – o POR TODOS implica em dizer que Jesus morreu também por Satanás … quando Jesus declara que sua morte não está sujeita ao poder de Satanás e que este já está CONDENADO.

  5. 1 – começa no Pontificado de Leão XIII com (http://blog.cancaonova.com/livresdetodomal/papa-leao-xiii-e-a-sua-visao-diabolica/):
    “Papa Leão XIII e a sua visão diabólica!
    30. dezembro 2010 · 5 comments · Categories: Artigos · Tags: Exorcismo, Oracao, PapaLeaoXIII, Satanas
    Share on facebookShare on google_plusone_shareShare on twitterShare on emailShare on print
    Foi numa manhã que o Pontífice Leão XIII após ter celebrado uma Santa Missa e participando de uma outra em ação de graças, assim como já era de seu costume.
    Quem acompanhava aquela celebração pode ver que de repente Leão XIII virou – se para o celebrante da Santa Eucaristia e fixou os seus olhos acima da cabeça do mesmo. Ficou como que imóvel, seus olhos não piscavam, e ao mesmo tempo em seu rosto via – se uma expressão de terror e admiração. Algo lhe tinha acontecido!
    O que teria feito o Santo Padre parar daquela maneira imóvel?!
    Após um breve tempo Leão XIII voltou – se a si e rapidamente se levantando foi ao seu escritório particular.
    Aqueles que lhe eram mais próximos e antes do Santo Padre entrar em seu escritório perguntaram se ele estava precisando de algo, ou se alguma coisa estava acontecendo: “Nada, nada”, responde o Santo Padre, e adentra o seu escritório.
    Após meia hora o Santo Padre pede para que lhe chamem o Secretário da Congregação de Ritos, lhe entrega uma folha e pede para que seja entregue a todos os Ordinários do mundo!
    O que de fato continha naquele escrito?
    Era a oração que rezávamos no final da missa, com uma súplica a Virgem Maria e a Invocação ao Arcanjo Miguel, na qual implorava a Deus que precipite Satanás ao inferno. Na mesma carta ordenava – se igualmente que estas orações fossem rezadas de joelhos.
    Em 1946, em Bolonha; o Cardeal Natalli Rocca no período da Quaresma pode testemunhar:
    “Foi mesmo Leão XIII quem redigiu esta oração. A frase “Satanás e os outros espíritos malignos que vagueiam pelo mundo para PERDER das almas” tem uma explicação histórica que o seu secretário particular Monsenhor Rinaldo Angeli, nos contou várias vezes: “Leão XIII teve verdadeiramente a visão de espíritos infernais que se adensavam sobre a cidade eterna de Roma.”
    Foi da experiência desta visão do Santo Padre que nasceu então a oração:
    “São Miguel Arcanjo, protegei-nos no combate, sede nosso auxilio contra a malícia e as ciladas do demônio. Exerça Deus sobre ele império, como instantemente vos pedimos, e Vós, Príncipe da milícia celeste, pelo divino poder, precipitai no Inferno a Satanás e aos outros espíritos malignos que vagueiam pelo mundo para perder as almas”.
    Por isso recomendo à você que faça esta oração após a sua comunhão e por diversas vezes durante o seu dia. Você poderá experimentar sobre a sua vida a força desta oração!
    Deus o abençoe!”

  6. 2 – (http://nossasenhorademedjugorje.blogspot.com.br/2014/06/o-seculo-sob-o-dominio-de-satanas.html) com:
    “O SÉCULO SOB O DOMÍNIO DE SATANÁS – Liturgia diária , 11 de junho de 2014
    quarta-feira, 11 de junho de 2014
    O SÉCULO SOB O DOMÍNIO DE SATANÁS
    O espírito do mal sempre esteve muito ativo no mundo. Nunca, porém, como no último século, que por isto mesmo se tornou conhecido como “o século de Satanás”. Em meio a uma verdadeira batalha cósmica, a criação inteira está sendo devastada pelas forças do mal, sem que a maioria se dê CONTA. O início da maciça investida satânica costuma ser situado no ano de 1884, quando daquela visão aterradora do papa Leão XIII. O episódio, relatado pelo padre Domingo Pechenino, pode ser lido em “Ephemerides Liturgicae”, no 69 (1955), pp. 58-59. No dia 13 de outubro – CONTA ele – o Santo Padre, terminada a Missa, estava assistindo a outra, em ação de graças, como era seu costume. De súbito foi visto erguer energicamente a cabeça, fixando-se num ponto acima do celebrante. Olhava sem pestanejar, com uma expressão de terror e assombro que chegou a fazê-lo mudar de cor. Algo de estranho se desenhava antes seus olhos. Por fim, como voltando a si, ele se levanta e encaminha-se para o gabinete
    Ads by Plus-HD-1.6Ad Options
    Os presentes o acompanham ansiosos. – Santo Padre, não está se sentindo bem? Precisa de alguma coisa? – Não, nada! Fecha a porta por dentro. Meia hora depois, manda vir o secretário da Congregação dos Ritos e lhe entrega uma folha, pedindo-lhe que a mande imprimir e faça chegar aos bispos do mundo inteiro. O que conteria aquela folha? Uma oração para ser recitada no fim da Missa. Dizia: São Miguel Arcanjo, protegei-nos no combate, defendei-nos com vosso escudo contra os embustes e ciladas do demônio. Subjugue-o Deus, insistentemente pedimos, e vós, príncipe da milícia celeste, pelo divino poder, precipitai no inferno a Satanás e a todos os espíritos malignos que vagueiam pelo mundo, para PERDER as almas. Amém”. Mais tarde, o próprio Papa contaria como tudo aconteceu: durante a Missa tivera uma visão, na qual ouvira a voz profunda e gutural de Satanás, jactando-se diante de Deus: – Eu posso destruía a Igreja e arrastar a humanidade toda para o inferno. Mas para isto preciso de mais tempo e mais poder. – Quanto tempo e quanto poder? – perguntou-lhe uma voz doce ; A voz gutural redargüiu : De 75 a 100 anos, e mais poder sobre os que se põem ao meu serviço ; -Pois tens esse tempo! – replicou a vos suave¹
    A oração a São Miguel Arcanjo, prescrita pelo Papa, continuou sendo rezada durante o resto do século XIX, até 26 de setembro de 1964, quando foi decretado: “Não se dirão mais as orações leoninas depois da Missa”. Foi justamente depois de suprimirem essas orações – comenta Cámpora – que “a fumaça de Satanás entrou na Igreja por todas as frestas, desencadeando a vertigem, o aturdimento e a aberração. E todas as medidas de doença social e declínio moral, como a taxa de crime, de abortos, de divórcios etc, começaram a subir rapidamente a partir do final da década de 1960… Poucos anos após esta oração ter cessado nas liturgias da Igreja” – constata Bryan J. Walsh, na Internet
    Cumpria-se o prometido. Começava assim a realizar-se o que Nossa Senhora anunciara em 1634, à Madre Mariana de Jesus Torres, uma das sete fundadoras do Monastério Real de La Limpia Concepción, de Quito (Equador). São anúncios referentes aos nossos dias, e impressionam pela precisão, riqueza de detalhes e semelhanças com as PREDIÇÕES feita em Fátima. Um dia, enquanto reza diante do sacrário, a lamparina se pagou. Ao acendê-la novamente, a capela se encheu de luz, e a Virgem apareceu. “A lamparina que viste apagar – falou ela à Madre Ana – tem muitos significados: 1 – No fim do século XIX e grande parte do século XX, surgirão várias heresias… A luz preciosa da fé quase se apagará nas almas, devido a uma corrupção dos costumes quase geral ; 2 – Neste tempo, os ares se encherão de espírito de impureza que, à semelhança de um dilúvio de imundície, inundará as ruas, as praças e os lugares públicos
    Ads by Plus-HD-1.6Ad Options
    Tamanha será a libertinagem que não haverá mais almas virginais no mundo ; 3 – Ao controlar todas as classes sociais, as seitas penetrarão habitualmente nas famílias, e os demônios se gloriarão de alimentar perfidamente os corações das crianças. Perder-se-ão assim as vocações sacerdotais, será um verdadeiro desastre… Satanás controlará a terra, por meio de homens infiéis que, quais nuvens negras, escurecerão o véu, bloqueando a alvorada radiante da liberdade da Igreja. Tão terrível será esta noite, que dará a impressão de o mal ter triunfado. Chegará então o meu tempo, quando destruirei, de maneira assombrosa, o orgulho de Satanás, lançando-o debaixo de meus pés, acorrentando-o no inferno e deixando a Igreja finalmente livre de sua cruel tirania”
    Uma advertência ainda mais clara se repetirá em La Salette: “No ano de 1864, Lúcifer e um grande número de demônios serão soltos do inferno e, pouco a pouco, acabarão com a fé até das pessoas dedicadas a Deus… Porque agora é o tempo de todos os tempos, o fim de todos os fins. A Igreja será eclipsada e o mundo ficará em estado de consternação, confusão e perplexidade.” Realmente, durante as aparições de La Salette e depois delas, a Igreja foi assediada por maçons e sociedades secretas. Uma mescla de sistemas filosóficos – liberalismo, humanismo, indiferentismo, socialismo, marxismo, liberalismo teológico, feminismo radical, deísmo, agnosticismo, ateísmo e panteísmo – produziu um leque imenso de erros a respeito de Deus, de Jesus, da Igreja, do pontificado e dos sacramentos, que ainda perdura. “Hoje – reconhecem Ted e Maureen Flynn – existe uma confusão generalizada dentro da Igreja, inclusive com referência a doutrinas básicas. Uma enfermidade moral se propagou a tal extremo e em tão pouco tempo, que nem sequer nos damos CONTA de como pudemos chegar a um tal estado de divisão e confusão. Divisão que deu lugar à apostasia, à perda da fé, sobretudo nos últimos cem anos”. Os dois principais responsáveis por essa “confusão generalizada” foram: o liberalismo e o modernismo
    Nota: 1 – Quatro anos depois, Leão XIII parecia ter ainda viva diante dos olhos esta cena, quando escrevia, em seu motu próprio de 23 de setembro de 1888: “Satanás vagueia pela terra… e com o sopro pestilento da impureza e dos vícios mais infames, lança o veneno da sua perfídia, como um rio de lama sobre a humanidade”. A preocupação dos Papas com o espírito do mal volta a manifestar-se com Paulo VI: “Uma das maiores necessidades da Igreja é a defesa contra o demônio – realidade terrível, misteriosa, assombrosa, o tentador por excelência, o inimigo oculto que semeia erros e desgraças na história humana… Com o demônio, o mal deixa de ser mera deficiência, para se transformar em eficiência, num ser VIVO, espiritual, pervertido e pervertedor” ; 2 – Palavras do papa Paulo VI em 1972, demonstrando sua preocupação com a “onda de profanidade, dessacralização e secularização” que invadiu a Igreja logo depois do Concílio Vaticano II, ameaçando “confundir e afogar o sentido religioso e mesmo fazê-lo desaparecer”
    Ads by Plus-HD-1.6Ad Options
    Tudo isto o Papa atribuía à “fumaça de Satanás que penetrou no templo de Deus” ; 3 – Aparição reconhecida pela Igreja. Veja: Cumpria-se o prometido ; 4 – Apenas alguns exemplos. Ainda há pouco, o teólogo romano Giovanni Marchesi, da REVISTA jesuíta Civiltà Cattolica, surpreendia o mundo cristão com sua imbecil teoria segundo a qual, no fim dos tempos, “Deus vai redimir todos os homens, inclusive o diabo”. Outro jesuíta, o padre Oscar G. Quevedo afirma em Porto Alegre que “o demônio é criação dos homens”, que “os demônios nunca tentaram ninguém… que foram os primitivos cristãos os inventores das guerras dos anjos, nas quais os bons eram capitaneados por Miguel, e os maus, por Lúcifer”. Só faltou aplicar a si mesmo as palavras de Os Lusiadas: “Cesse tudo o que a musa antiga canta, que outro valor mais alto se alevanta”. Pura blasfêmia e heresia . Sim, cale-se a Bíblia, calem-se os Papas, calem-se os santos, esqueça-se tudo o que a Igreja ensinou unanimemente, ao longo de 2000 anos, sobre a ação nefasta do demônio e… abram alas ao profeta da última hora, que finalmente descobriu a chave do enigma
    Depois disto, não mais surpreende ouvir afirmações assim na pregação: “O diabo… mas que é mesmo o diabo? O diabo é a corrupção, o diabo é a droga, o diabo é a prostituição, o diabo é a injustiça social… “ Omite-se, porém, que o diabo é uma pessoa, se esquece que ele é “uma força atuante, um ser espiritual VIVO, perverso e pervertedor, uma realidade misteriosa e amedrontadora”, nas palavras de Paulo VI, que reconhece: hoje “uma das maiores necessidades da Igreja é a defesa contra este mal chamado Satanás”. Aos que questionam sua existência, Paulo VI adverte: “Negar a existência do diabo… ou explicá-lo como pseudo-realidade, personificação conceitual, extravagante, das causas desconhecidas de nossas desventuras é afastar-se da realidade bíblica e dos ensinamentos da Igreja… Ele é o inimigo dissimulado que semeia o engano e a infelicidade na história humana”. E quanto à batalha entre os anjos bons e os maus, “inventada pelos primitivos cristãos”, o Papa não deve estar a par da novidade, pois, numa recente mensagem dada na hora do Ângelus, recitou com o povo a oração a São Miguel Arcanjo, acrescentando: “Embora em nossos dias não se diga mais esta oração no final da Missa, peço a todos que não a esqueçam e não deixem de rezá-la para obter ajuda na batalha contra as forças das trevas”. E ele próprio – como informa o exorcista oficial da diocese de Roma, padre Gabriel Amorth – em 1982, em plena audiência geral, o Papa exorcizou uma jovem que se retorcia no chão, e nos anos seguintes realizou exorcismos públicos em mais duas oportunidades. Certamente não o faria se, como padre Quevedo, acreditasse que “o demônio é criação do homem””

  7. 3 – em Fátima e no 1º segredo é mostrado o INFERNO!!! !!! !!!

    4 – em 1972 (dentro dos 100 anos de Leão XIII) Paulo VI constata fumaça de Satanás na Igreja (http://www.veritatis.com.br/inicio/blog/7903-cardeal-no%C3%A8-explica-a-fumaca-de-satanas-na-igreja)

    5 – pedofilia e outros crimes (também financeiros), consultando site do Vaticano … começa em 1962 a preocupação e providências da Igreja com “Crimen Sollicitationis” … (http://www.vatican.va/resources/index_it.htm)

  8. 6 – (http://pt.radiovaticana.va/news/2013/07/05/papa_francisco,_na_presen%C3%A7a_de_bento_xvi,_inaugurou_imagem_de_s%C3%A3o/bra-707684) com:

    “Papa Francisco, na presença de Bento XVI, inaugurou imagem de São Miguel Arcanjo nos Jardins Vaticanos
    Cidade do Vaticano (RV) – Após a Missa celebrada na manhã desta sexta-feira na Casa Santa Marta, o Papa Francisco inaugurou nos Jardins Vaticanos, uma estátua de São Miguel Arcanjo, protetor da Igreja e padroeiro do Estado Cidade do Vaticano.
    Pouco antes da cerimônia, o Papa Emérito Bento XVI chegou ao local, a convite do Papa Francisco, sendo acolhido por todos com grande afeto. Ao chegar, pouco depois, Papa Francisco abraçou-o calorosamente e os dois ficaram juntos durante toda a cerimônia, nas duas cadeiras colocadas lado a lado, diante da imagem.
    Após uma breve saudação do Cardeal Giuseppe Bertello, Presidente do Governatorato, discursou o Cardeal Giovanni Lajolo, Presidente Emérito do Governatorato. Em seguida, Papa Francisco fez um pronunciamento.
    No seu discurso, o Papa destacou que alí existem inúmeras obras de arte, mas que esta “assume uma posição de particular importância, quer pela localização, quer pelo significado que exprime”. A imagem, diz o Papa, “é um convite à reflexão e à oração, que se insere muito bem no Ano da Fé”.
    “Miguel – explicou Francisco – que significa ‘Quem é como Deus?’ – é o campeão do primado de Deus, de sua transcendência e poder. Miguel luta para restabelecer a justiça divina; defende o povo de Deus de seus inimigos e, sobretudo, do inimigo por excelência, o diabo. E São Miguel vence porque é Deus que age nele”.
    Após, Francisco destacou que a escultura recorda que “o mal é vencido, o acusador é desmascarado e a sua cabeça esmagada, porque a salvação foi realizada de uma vez por todas no sangue de Cristo. Embora o diabo sempre tente arranhar o rosto do Arcanjo e o rosto do homem, Deus é mais forte; é sua a vitória e sua salvação é oferecida a todos os homens”.
    O Papa Francisco recordou que no caminho e nas provações da vida “não estamos sozinhos, mas somos acompanhados e amparados pelos Anjos de Deus, que oferecem as suas asas para nos ajudar a superar tantos perigos, para sermos capazes de voar alto em relação às realidades que possam tornar pesada a nossa vida e nos arrastar para baixo”.
    Após seu discurso, Papa Francisco colocou a estola e recitou duas orações de consagração, a primeira a São José e a segunda a São Miguel Arcanjo. Sucessivamente, aspergiu a imagem e abençoou os presentes.
    A imagem está numa área dos Jardins Vaticanos, próxima ao prédio do Governatorato. O autor é o artista Giuseppe Antonio Lomuscio, da cidade de Trani, vencedor do Concurso Internacional organizado pelo Governatorato do Estado Vaticano, segundo o julgamento oficial de uma comissão de especialistas, presidida pelo Diretor dos Museus Vaticanos Prof. Paolo Paolucci.
    A escultura de 5 metros de altura foi realizada em bronze e está apoiada sobre uma base de mármore travertino, também projetada pelo artista, e caracterizada pela presença de dois baixo-relevos em bronze. Na base, foram colocados os brasões de Bento XVI e do Papa Francisco. (JE)
    Texto proveniente da página http://pt.radiovaticana.va/news/2013/07/05/papa_francisco,_na_presen%C3%A7a_de_bento_xvi,_inaugurou_imagem_de_s%C3%A3o/bra-707684
    do site da Rádio Vaticano”

  9. 7 – (http://www.acidigital.com/noticias/francisco-aprova-mudanca-na-missa-para-alentar-a-devocao-a-sao-jose-31791/) tem:

    “Francisco aprova mudança na Missa para alentar a devoção a São José
    0 comentário
    2
    VATICANO, 19 Jun. 13 / 03:02 pm (ACI/EWTN Noticias).- O Papa Francisco, através de um decreto da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, decidiu realizar uma pequena modificação nas orações da Missa para alentar a devoção a São José.
    Concretamente, com esta modificação, o Santo Custódio será mencionado nas Orações Eucarísticas II, III e IV da terceira edição típica do Missal Romano, colocando-se depois do nome da Virgem Maria.
    O decreto “Paternas Vices”, assinado pelo Prefeito desta Congregação, Cardeal Antonio Cañizares e pelo Arcebispo secretário Arthur Roche, datado em 1º de maio de 2013, memória de São José Operário, manifesta assim a decisão de Bento XVI de acolher as numerosas petições recebidas desde muitos lugares, uma decisão confirmada por seu sucessor, o Papa Francisco.
    “Na Igreja Católica -diz o decreto- os fiéis manifestaram sempre uma devoção ininterrupta a São José honrando solenemente a memória do castíssimo esposo da Mãe de Deus como Patrono celeste de toda a Igreja, de tal modo que o Beato João XXIII durante o Sacrossanto Concílio Ecumênico Vaticano II decretou que se acrescentasse seu nome no antiquíssimo Cânone Romano”.
    O texto assinala logo que “o Sumo Pontífice Bento XVI acolheu com benevolência e aprovou os devotos desejos que chegaram por escrito procedentes de diversos lugares, e que agora confirmou o Sumo Pontífice Francisco, confirmando a plenitude da comunhão dos Santos que, tendo sido peregrinos conosco neste mundo, nos conduzem a Cristo e nos unem a Ele”.
    “A respeito dos textos em língua latina, se utilizarão as fórmulas que a partir de agora se declaram típicas. A mesma Congregação se ocupará das traduções nas línguas ocidentais de maior difusão; as que se redijam em outras línguas têm que ser elaboradas, segundo as normas do direito, pelas respectivas Conferências episcopais e confirmadas pela Sé Apostólica através deste dicastério”.”
    … … …
    8 – CONTINUA A DESOBEDIÊNCIA QUANTO AO “POR TODOS” snif snif snif

  10. Smith (1723-1790) … Ricardo (1772 – 1823) … … … Revolução Industrial (1760 … 1840)

    após eles e ela … temos Engels (1820 – 1895) e Marx (1818 – 1883) … com análises do decorrente da Indústria!!!

    Marxismo era Teoria industrial da 2ª fase da Economia!!!
    … … …
    Hoje vivemos a 3ª fase com Serviços … como será o Comunismo no Maranhão??? ??? ???

  11. Bismarck (1815 – 1898) antepõe à Teoria do Salário só para a sobrevivência, de Ricardo … com a Seguridade Social.

    Até Smith a riqueza é dos Reis e de quem eles deixam, como Clero e Nobreza … com a Indústria, temos os Novos Ricos … e com Bismarck, a Seguridade Social.

    Keynes (1883 – 1946) incentiva o Estado a investir … aumentando a riqueza dos Novos Ricos e aprimorando a Seguridade Social … … … até que esta se torna o fundamento do Capitalismo; pois, com Bush, o Filho, não houve falência das Seguradoras … para garantir as aposentadorias!!!

    Falta ainda um teórico para Economia de 3ª fase … tivemos Collor-Zélia, com o pagamos o que podemos … … … e Bento XVI pedindo Governo Mundial que legisle eficazmente para o Capitalismo Financeiro em que vivemos nesta atual Fase de Serviços!!!

    Comunismo de Serviços??? se nem Capitalismo de Serviços está dando certo!!! !!! !!!

  12. Caro CN … desculpas pela duplicidade … obrigado!

    Dia 13/10 próximo é dia de Milagre do Sol (http://pt.wikipedia.org/wiki/Milagre_do_Sol) com:

    “Milagre do Sol
    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
    Milagre do Sol foi um fenómeno meteorológico testemunhado por cerca de 70 mil pessoas em 13 de outubro de 1917 nos campos de Cova da Iria, perto de Fátima, Portugal 1 . As estimativas do tamanho da multidão variam de “trinta a quarenta mil” por Avelino de Almeida, escrevendo para o jornal português O Século 2 , a cem mil, segundo estimativa de José de Almeida Garrett, professor de ciências naturais na Universidade de Coimbra 3 . Ambos presenciaram o fenómeno 4 .
    Índice [esconder]
    1 O Milagre
    2 Avaliação crítica do evento
    3 Referências
    4 Bibliografia
    5 Ver também
    6 Ligações externas
    O Milagre[editar | editar código-fonte]
    As três crianças haviam relatado em datas anteriores que Nossa Senhora tinha prometido um milagre para o meio-dia de 13 de Outubro, na Cova da Iria,5 “de modo que todos pudessem acreditar.”6
    De acordo com muitas indicações das testemunhas, por exemplo o avô materno de Fátima Magalhães, entre muitos outros, após uma chuva torrencial, as nuvens desmancharam-se no firmamento e o Sol apareceu como um disco opaco, girando no céu 7 . Algumas afirmaram que não se tratava do Sol, mas de um disco em proporções solares, semelhante à lua. Disse-se ser significativamente menos brilhante do que o normal, acompanhado de luzes multicoloridas, que se reflectiram na paisagem, nas pessoas e nas nuvens circunvizinhas 7 . Foi relatado que o pretenso Sol se teria movido com um padrão de ziguezague 7 , assustando muitos daqueles que o presenciaram, que pensaram ser o fim do mundo 8 . Muitas testemunhas relataram que a terra e as roupas previamente molhadas ficaram completamente secas num curto intervalo de tempo, 9 e, também relatam curas de paralíticos e cegos, assim como demais doenças não explícitas.
    De acordo com relatórios das testemunhas, o Milagre do Sol durou aproximadamente dez minutos 10 . As três crianças 11 , relataram terem observado Jesus, a Virgem Maria, e São José abençoando as pessoas dentro ou junto do Sol12 . Outras testemunhas afirmaram ter visto vultos de configuração humana dentro do Sol quando este desceu.
    Página de Ilustração Portuguesa, 29 de outubro de 1917, mostrando as pessoas a observar o milagre
    Avaliação crítica do evento[editar | editar código-fonte]
    Durante o dia do fenómeno, não foi reportada nenhuma observação científica extraordinária do Sol em observatórios 13 .
    O facto de o pretenso milagre ser anunciado antecipadamente, o abrupto início e final do evento sobre o Sol, a natureza diversa dos observadores, que incluía crentes e descrentes e o grande número de pessoas presentes põem uma barreira à hipótese de alucinação em massa 14 . A actividade do Sol reportada, visível a pessoas a 18 quilómetros de distância do lugar, põe uma barreira à hipótese de histeria em massa.
    Tentou explicar-se o pretenso milagre com base em fenómenos naturais 15 16 17 , Entretanto, o facto inegável da predição de que ia ocorrer em determinada data sem qualquer previsão meteorológica, dispensa a explicação por fenômenos naturais.
    O professor Auguste Meessen do Instituto de Física da Universidade Católica da Lovaina, afirmou que as observações relatadas foram efeitos ópticos causados pela prolongada observação directa do Sol. Meessen alega que as imagens residuais na retina, produzidas após breves períodos de olhar fixo no Sol, são a causa provável dos efeitos observados de dança. Semelhantemente, Meessen afirma que as mudanças de cor testemunhadas foram provavelmente causadas pela estimulação excessiva das células fotossensíveis da retina.18 Meessen adverte que milagres do Sol têm sido testemunhados em muitos locais onde peregrinos cheios de religiosidade têm sido encorajados a olhar para o Sol. Ele cita, como exemplo, as aparições em Heroldsbach, Alemanha (1949), onde os mesmos exactos efeitos ópticos foram testemunhados por mais de 10 000 pessoas. O cientista descarta ainda a hipótese de, no caso de Fátima, se ter tratado de um OVNI, visto que este teria de ser demasiado grande para poder ser igualmente visto e confundido com o sol, à mesma hora, em locais situados num raio de 18 km dali.19 Meesen, contudo, não leva em consideração o facto de os observadores de Fátima não terem contemplado o Sol directamente – premissa basilar para a sua teoria – antes de enxergarem o fenómeno. Ainda, de acordo com os relatos da época, o céu estava encoberto por nuvens, e o fenómeno começou a ser presenciado logo que as pessoas olharam para o céu, sem nenhuma exposição prolongada que causaria excitação na retina de quarenta mil pessoas de forma tão sincronizada.20
    Schwebel considera que o fenómeno foi extra-sensorial e supernatural. Este autor afirma que o fenómeno não é único, conhecendo-se vários casos de religiosos que reportaram a visão de luzes brilhantes no céu 21 .
    Stanley L. Jaki, beneditino e autor de livros que tentam conciliar a ciência e o catolicismo, propôs uma teoria para o milagre. Para ele, o fenómeno pode ter sido meteorológico em natureza, mas o facto de ter ocorrido no exacto tempo prenunciado é um milagre 22 .
    Uma outra explicação que procura conciliar os testemunhos da época, a ciência e o que actualmente se conhece sobre fenómenos similares ocorridos noutros locais, é a de que o Sol que as testemunhas afirmaram ter visto a rodar e a dançar não era realmente o Sol, mas um objecto voador não identificado (ovni) que obscureceu o verdadeiro Sol através de nuvens artificiais ou não e se sobrepôs a ele 23 , contudo, não existia tecnologia para isso, nem sequer é coerente dispensar a explicação para aludir a uma visitação extraterrestre.
    O evento foi oficialmente aceito como um milagre pela Igreja Católica em 13 de outubro de 1930. Em 13 de outubro de 1951, o cardeal Tedeschini afirma que, em 30 de outubro, 31 de outubro e 1 de novembro e 8 de novembro, o papa Pio XII presenciou um milagre semelhante nos jardins do Vaticano 24 .
    O facto de não poder ter sido o Sol a mover-se devido às trágicas consequências para todo o sistema solar põe em causa a interpretação tradicionalmente aceita daquilo que os milhares de testemunhas presenciaram no local onde o fenómeno ocorreu.”

  13. em 13/10/2010 novo Milagre do Sol para os 33 mineiros chilenos (http://pt.wikipedia.org/wiki/Acidente_na_mina_San_Jos%C3%A9_em_2010)

    “Acidente na mina San José em 2010
    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
    Coordenadas: 27°9’37” S, 70°29’48” O
    Acidente na mina San José em 2010 (Chile)
    Red pog.svg
    Mina San José
    Red pog.svg
    Santiago
    Localização da mina São José no Chile
    O acidente na mina San José em 2010 refere-se a um acidente com 33 trabalhadores soterrados em uma mina a 688 metros de profundidade ocorrido no Chile, em 5 de agosto de 20101 .
    Índice [esconder]
    1 O Local
    2 Buscas
    3 Lista dos trabalhadores
    3.1 Horário de cada resgate
    4 Apoio
    5 Efeitos
    6 Referências
    7 Ligações externas
    O Local[editar | editar código-fonte]
    Vista da mina durante os trabalhos de resgates.
    A mina San José é um local de exploração de cobre e ouro, de propriedade da Empresa Minera San Esteban, e situa-se a 33 quilômetros a noroeste de Copiapó, na região norte do país. Ela é uma mina pequena, menor que a maioria das minas da região, que são exploradas por grandes empresas como a companhia estatal Codelco e multinacionais estrangeiras.2 As minas menores também têm maior histórico de acidentes.2 Para compensar os riscos e a má reputação da mina San José, os empregados recebiam salários mais altos que a média de seus colegas.3
    O soterramento dos 33 mineiros, ocorrido em 5 de agosto de 2010, às 14:00, é considerado o pior acidente do país neste tipo de trabalho.
    Buscas[editar | editar código-fonte]
    Os trabalhos de resgate começaram no dia seguinte, tendo sido realizados por um grupo que criou um duto de ventilação. Um novo desmoronamento ocorreu dois dias depois, 7 de agosto, necessitando doravante de maquinaria pesada para concluir o resgate.
    No domingo dia 22 de agosto, os mineiros foram localizados com vida, favorecendo um resgate mais motivador, onde se estimou que só poderiam sair dali no final do ano de 2010, pois haveriam de atravessar uma grande rocha. Os trabalhadores ficaram 17 dias sem contato com o pessoal do resgate, foram várias perfurações, até o retorno de uma das guias com a seguinte mensagem:
    Cquote1.svg Estamos bien en el refúgio los 33 Cquote2.svg

    Mensagem coletada na tentativa de localização anunciando o estado dos trabalhadores.
    Para o resgate, foi desenvolvido um projeto de perfuração de um poço, que chegou até ao saguão onde estão alojados os trabalhadores, tendo sido estimado o prazo de 70 dias após o início das operações. A princípio foi perfurado um poço de alguns centímetros de diâmetro, para passagem de água e mantimento, o qual posteriormente foi alargado para poder abrigar a cápsula Fenix II com cerca de 5 metros de altura e 60 centímetros de diâmetro, a cápsula possui capacidade para abrigar somente um trabalhador com segurança, também possui equipamentos de emergência como cordas, ganchos, lanternas, rádios e demais equipamentos para eventuais acidentes, e caso ela venha a ficar presa no túnel, existem saídas inferiores (caso esteja mais próximo do alojamento) e superiores (para caso esteja mais próximo da superfície). O trabalho foi feito retirando os trabalhadores um por um. O grupo recebeu treinamento extra para este tipo de situação.4 .
    No dia 12 de outubro às 23:55 hora local (02:55 UTC), teve início o processo de retirada dos trabalhadores através da cápsula Fenix II. O resgate do primeiro, Florencio Ávalos, atingiu a superfície 16 minutos depois, ou seja, 13 de outubro às 00:11 hora local (03:11 UTC).5 6 . E as 00:33 do dia 14 de outubro, Patricio Sepúlveda, o último socorrisrta voltou a superfície, encerrando assim, o maior resgate nesse tipo de salvamento no mundo.”
    … … …
    Os mineiros foram resgatados do Sheol; pois estavam enterrados vivos!!! !!! !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *