Vem aí a CPMI do Cachoeira. E a CPI da Privataria Tucana, quando virá?

Irmanados no mesmo ideal, digamos assim, o governo e a oposição começaram ontem a coletar assinaturas de deputados para criação da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que vai apurar a participação de parlamentares, agentes públicos e privados no esquema montado pelo empresário de jogos ilícitos Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, investigado pela Operação Monte Carlo, da Polícia Federal.

Os deputados estimaram que até o final da próxima semana será possível instalar a CPMI. “Não haverá dificuldade para a coleta [das assinaturas] porque há um acordo entre os partidos. Se tudo correr bem, até o final da próxima semana, podemos instalar a CPMI. Vai depender das negociações, das indicações dos nomes e da agilidade dos partidos”, disse à Agência Brasil o presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS).

“Não temos a menor dúvida que terça-feira [17/4] até o meio da tarde, quando retornam os congressistas, teremos número suficiente para protocolar a comissão”, acrescentou o líder do PSDB, Bruno Araújo (PE). Para a instalação são necessárias, pelo menos, 171 adesões de deputados e 27 de senadores.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGEnquanto esteve na oposição, o PT defendia com unhas e dentes a formação de CPIs. No exercício do governo, é claro, as coisas mudaram. Agora, o presidente da Câmara, o petista gaúcho Marco Maia, promete instalar a CPMI até o final da próxima semana, numa velocidade impressionante. E aí surge uma pergunta: e a CPI da Privataria Tucana, quando vai sair? Se é que vai sair…

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *