Virada de Aécio sobre Marina seria inédita, diz diretor do Datafolha

Paulino: Em 89, Lula passou Brizola, mas tinha empate técnico antes

Marcel Frota
iG Brasília

Uma virada de Aécio Neves sobre Marina Silva não é descartada, mas seria algo inédito em disputas presidenciais. Para o diretor-geral do Datafolha, Mauro Paulino, o feito é comparável ao que fez o então candidato do PT Luiz Inácio Lula da Silva em 1989, quando conseguiu uma vaga para o segundo turno ultrapassando o pedetista Leonel Brizola. Mesmo assim, Paulino lembra que os dois já estavam empatados tecnicamente bem antes da última semana, enquanto Aécio e Marina só alcançaram essa condição a poucos dias da ida às urnas.

“Seria uma coisa inédita. Não houve um cenário de disputa em final de campanha tão acirrado quanto esse. Talvez o que mais se aproxime seja a disputa entre Lula e Leonel Brizola em 1989, mas eles já vinham empatados desde a metade do horário eleitoral”, diz Paulino. Segundo o diretor do Datafolha, embora Marina já tenha perdido votos para Dilma Rousseff, sua sangria atual drena votos diretamente para Aécio.

Naquela eleição, o Datafolha foi o primeiro instituto de pesquisa a identificar a virada de Lula sobre Brizola. Desta vez, a mais recente pesquisa do instituto também já coloca Aécio e Marina em condição de empate técnico, embora outros levantamentos ainda mostrem a ex-senadora na dianteira.

Quem tem mais probabilidade de estar no 2º turno, Marina ou Aécio?
Não dá para dizer. O que é possível dizer é que até esse momento, se a eleição fosse hoje, seria mais provável que fosse Marina, mas há um claro movimento de confluência das curvas. A pergunta que se coloca é se há tempo para Aécio de fato alcançar a Marina até o dia da eleição.

Ao mesmo tempo, Dilma se aproximou de vitória no primeiro turno. Temos mesmo chances reais de ver a eleição definida no primeiro turno?
Também existe essa possibilidade. Dilma, segundo o Datafolha, está a seis ponto de uma vitória no primeiro turno. Não dá para dizer que ela não tenha condições de alcançar esse patamar até o dia da eleição. Agora, seria um feito que nem mesmo o Lula no auge da popularidade conseguiu, vencer a eleição no primeiro turno. Vai depender muito de algo que também é bastante imprevisível, que é a taxa de votos brancos e nulos. Se houver uma taxa de brancos e nulos alta, a possibilidade de Dilma vencer no primeiro turno aumenta.

Quer dizer, Dilma não precisa necessariamente atrair mais votos para si?
Se no dia da eleição tivermos uma taxa (de brancos e nulos) mais alta que nas últimas três eleições, quando esse índice ficou entre 10% e 8%, e dependendo de quão alta for essa taxa, aumenta a chance de Dilma fechar no primeiro turno.

Dilma tem o maior índice de rejeição entre os três primeiros colocados, mas apesar disso continua firme na liderança e crescendo. Por que a rejeição não tem atrapalhado a presidente?
Talvez se Dilma não tivesse o índice de rejeição no patamar que tem, próximo dos 30%, estivesse numa situação mais confortável para fechar no primeiro turno. Não dá para dizer que a rejeição não está tendo efeito. Até porque, a candidata que vem caindo, que vem numa linha descendente, é também a que está numa linha ascendente em rejeição, que é a Marina.

Por que a Marina vem caindo tanto?
Efeito da propaganda. Uma propaganda massiva de desconstrução de sua imagem e ataques num nível que em nenhum momento de sua carreira política ela sofreu. Isso fez com que parte dos eleitores, principalmente eleitores de renda mais baixa, passassem a ter uma insegurança em votar nela, mesmo desejando mudanças, com medo de perder os benefícios conquistados nos governos petistas.

4 thoughts on “Virada de Aécio sobre Marina seria inédita, diz diretor do Datafolha

  1. Por que, não?…no debate ontem, dia 2, sem paixões, torcidas ou simpatias, Aécio Neves mostrou ser o mais preparado para o segundo turno, e será, disparado melhor presidente que a gerentona do Lula… que deixa uma herança maldita, que nós, povo brasileiro, começamos a pagar antes mesmo do dia 1º de janeiro de 2015…

  2. Em 1989, o lula, só passou o Brizola depois que o Collor falou que preferia
    o Lula no segundo turno do que o Brizola, então a Globo abriu as portas para o Lula
    e a ajuda da Igreja Católica, deram a vitória do luta com uma diferença de menos de 1%,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *