Visita de Adélio Bispo a deputados do PSOL é considerada “fake news”

Resultado de imagem para um desses deputados recebeu a visita de adelio

Site do “Jornal da Cidade” divulgou a falsa notícia

José Carlos Werneck

O jornal “O Estado de São Paulo” divulgou, na edição de ontem, uma checagem publicada pelo Projeto Comprova, realizada por uma equipe de jornalistas da Gaúcha ZH e da Bandnews FM. Outras redações, como Jornal do Commercio e revista Piauí, concordaram com a checagem, no processo conhecido como “crosscheck”, sobre o homem que tentou matar o candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro do PSL com uma faca.

O Projeto Comprova é uma coalização de 24 veículos de mídia com o objetivo de combater a desinformação durante o período eleitoral.

SEM COMPROVAÇÃO – A apuração relata que Adélio Bispo de Oliveira esteve na Câmara dos Deputados em 2013, mas não é possível afirmar que ele visitou ou foi ao gabinete de algum dos deputados do PSOL, como afirmam um site e páginas e perfis em redes sociais.

O site Jornal da Cidade publicou a foto dos três deputados do PSOL na legislatura passada, Chico Alencar, Ivan Valente e Jean Willys afirmando que um deles teria recebido Adélio.

A informação da ida de Adélio à Câmara foi divulgada inicialmente pelo deputado Fernando Fancischini, do PSL do Paraná, e ganhou destaque a partir de publicações no Twitter, no Facebook e em sites e mensagens de WhatsApp,mas ninguém soube afirmar, qual foi o gabinete supostamente visitado por Adélio .

NO ANEXO IV – O Comprova questionou o PSOL, partido a que Adélio era filiado à época,o deputado Francischini e a Câmara dos Deputados.

A visita de Adélio foi confirmada pela assessoria de imprensa da Câmara. “Há registros de que, no dia 6 de agosto de 2013, Adélio Bispo de Oliveira ingressou na Câmara dos Deputados, por duas vezes, pela portaria do Anexo IV. O registro é feito no Sistema de Identificação de Visitantes”, informou, em nota, o departamento. No prédio do Anexo IV está localizada a maioria dos gabinetes dos deputados, além de um restaurante panorâmico e uma capela ecumênica projetada por Oscar Niemeyer.

Apesar de agressor de Bolsonaro ter visitado a Casa, ainda não foram encontrados registros do que ele fez.

SEM REGISTRO – A Câmara dos Deputados informou que não há registros no sistema “sobre o destino do visitante”, nem como “saber o local ao qual ele se dirigiu” porque “as imagens captadas pelo Circuito Fechado de Televisão ficam armazenadas somente por determinado período”. Essa nota é assinada pelo diretor do Departamento de Polícia Legislativa da Câmara, Paul Pierre Deeter.

Adélio foi filiado ao PSOL entre 2007 e 2014. A liderança do partido na Câmara alegou que “a Câmara dos Deputados recebe cerca de 580 mil visitantes por ano, 44 mil por mês (…) e que “não é possível verificar se a pessoa citada no texto esteve no gabinete de algum deputado do PSOL ou de qualquer outra legenda”.

DENÚNCIA VAZIA – A informação de que o quase assassino de Bolsonaro, esteve na Câmara dos Deputados foi divulgada por Francischini, que em nenhum momento disse saber o motivo da visita. “Francischini protocolou requerimento de informações ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, a fim de obter detalhes da visita do agressor, assim como imagens”. O deputado também encaminhou as informações à Polícia Federal, que investiga o atentado.

No dia da visita de Adélio, a Câmara realizou duas sessões em plenário, sendo uma não deliberativa, encontros de comissões, como Orçamento, Legislação Participativa e Cultura, e outra onde se discutiu a reforma do ensino médio. Na mesma data, também, ocorreu uma reunião do então presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves, do MDB do Rio Grande do Norte, com movimentos que pediam o fim dos autos de resistência. Nas fotos divulgadas pela Casa naquele dia, não é possível localizar Adélio.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGO site “Jornal da Cidade” se tornou recordista em “fake news” e processos de indenização por divulgá-las. Não é preciso dizer mais nada… (C.N.)

20 thoughts on “Visita de Adélio Bispo a deputados do PSOL é considerada “fake news”

  1. Está documentalmente confirmado que Adélio foi ao congresso por duas vezes. Incontestável! Há foto na entrada e protocolos. Ponto.
    Como filiado ao Psol na época quem ele visitou?
    Possivelmente alguém ligado a SEU partido na época. Isso NÃO É FAKENEWS!!!!!!

  2. O objetivo principal é desacreditar o deputado/delegado Francischini que continua mexendo num assunto que incomoda.

    “as imagens captadas pelo Circuito Fechado de Televisão ficam armazenadas somente por determinado período”.

    Senão tem como dizer que visitou, também não se pode dizer que não visitou.

    Isso NÃO É FAKE NEWS !!!

    • https://www.oantagonista.com/brasil/onyx-lorenzoni-vai-pgr-contra-advogados-de-agressor-de-bolsonaro/

      “A conduta, atuação, comportamento, declarações e contradições dos ora representados frente ao episódio em tela – inédito na história republicana brasileira, onde um candidato a Presidente da República é vítima de uma tentativa de assassinato – levanta suspeitas plausíveis”.

      Eles argumentam que os advogados, quando questionados sobre a origem dos recursos recebidos a título de honorários, apresentaram “versões contraditórias, e que não apenas deixam de colaborar com a elucidação das dúvidas que pairam sobre seu real papel no episódio, mas acabam por embaraçar a própria investigação policial em andamento, voltada não apenas para a conduta do executor do crime, mas que também busca apurar a existência de uma estrutura organizada criada dar suporte ao cometimento do delito”.

  3. Daqui a pouco o canalha matador deixará até de ser um “Lobo Solitário” e se transformará num Anjinho do Céu.

    O facínora viajou pelo Brasil todo fuçando Bolsonaro e seus filhos.

    Fez aulas de tiro em Santa Catarina onde apresentou inclusive atestado de sanidade mental.

    Deputado Francischini denuncia o terrorista em vídeo:

    https://youtu.be/XWOB2Ut70I0

  4. É preciso dizer sim, sr CN.
    Quantos brasileiros gostariam de ir ao Congresso para apresentar sugestões aos deputados e senadores?!!!
    Não vão por falta de tempo ou $, aí aparece um desempregado que tem tempo e $ e residindo no Ceará, vai não uma mais duas vezes a Brasília e para fazer o que.
    Sugestão: Combine com os americanos e deixe ele estagiar nas prisões de Guautanamo e nós ràpidinho vamos saber toda a verdade.

  5. – Vai ver o terrorista, que na época da visita à câmara, pertencia ao piçol, foi lá para falar com o capitão, não é mesmo?
    Em tempo, o primeiro adevogado a chegar na pf de jf/mg, levou menos de uma hora para encontrar seu cliente. Considerando que, de barbacena a jf, são mais de hora e meia de carro, é bem provável que o sujeito já estivesse de prontidão para o caso do atentado suicida dar errado, como acabou acontecendo.
    Os fatos são melhores que falsos argumentos.

  6. Ainda que ele tivesse visitado o PSOL, não poderia estender a responsabilidade do crime ao partido, a menos que se comprove que agira a mando dele.

    -Se eu não quero ser acusado sem provas, também não quero que acusem a outrem.

    • sim, sr, Francisco,
      agora é que estou entendendo.
      0 criminoso fez visitaS a um d.e.t.e.r.m.i.n.a.d.o ”’partido”’
      apenas
      para rezar a novena de são Buenaventura do Riacho Seco !

  7. MATÉRIA divulgada em 11.setembro.2018 – 9:10pm, nas páginas desta Tribuna da Internet, diz que
    “O departamento jurídico da igreja Testemunhas de Jeová avalia ingressar hoje na Justiça contra o criminalista Zanone Oliveira Junior por ter declarado que foi contratado para defender o agressor de Jair Bolsonaro por uma pessoa ligada à agremiação.”

    Até agora – MAIS 96 horas depois – não se tomou conhecimento de qualquer providência a respeito.
    Assim, pressupõe-se que a notícia de tal avaliação é pura e.n.g.a.n.a.ç.ã.o.

    Reservo-me o direito de continuar acreditando nas palavras do tal advogado Zanone.

    E mais: caso não ocorra mesmo a queixa judicial da tal igreja, ficarei com a certeza da CONIVÊNCIA dela, igreja, no atentado de Juiz de Fora, no dia 6 de setembro !!!
    … … …
    É PÚBLICO e NOTÓRIO que o hoje Detento fichado sob nº 700004553820, há muitos e muitos meses ameaçou processar o Delegado Tuma Júnior por revelações feitas em um livro.
    Até hoje nenhuma atitude nesse sentido. Então, tenho certeza de que TUDO o que foi revelado pelo Delegado Tuma Júnior É VERDADE !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *