William Waack, apresentador da Globo, é acusado de racismo

Deu em O Tempo
O jornalista e apresentador do Jornal da Globo, William Waack, está sendo acusado de racismo, após circulação de um vídeo nas redes sociais.

O jornalista está ao lado de um entrevistado, poucos minutos de entrar no ar, em frente à Casa Branca, nos Estados Unidos. Na rua, um motorista começa a buzinar o carro por alguns segundos, o que irrita o jornalista. “Está buzinando por que, seu m… do c…?”, diz o Waack.

Na sequência da gravação, ele se vira para o entrevista e e diz algo parecido como “é preto, é coisa de preto”. O entrevistado ri e o jornalista completa com um “com certeza”.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGWaack já foi acusado também de ser informante dos Estados Unidos, pelo site WikeLeaks, de Julian Assange. A TV Record, eternamente em guerra com a Globo, publicou a matéria e depois teve de pagar R$ 82 mil ao jornalista, por danos morais. Agora, a exibição do vídeo, que viralizou na internet, só pode ter sido feita por algum funcionário do Jornalismo da Globo, que teve acesso à transmissão, que estava sendo gravada antes de a entrevista ir ao ar. (C.N.)

Veja o vídeo abaixo: 

37 thoughts on “William Waack, apresentador da Globo, é acusado de racismo

  1. DEU A LOUCA NO MUNDO ? Pelo seu excelente trabalho de décadas a fio e pelo seu profissionalismo o cara não é nem lembrado, mas por um pequeno deslize verbal emocional em reação supostamente em off a uma injusta e acintosa provocação, na verdade uma obstrução a um trabalho profissional em forma de buzinaço, o cara vira assunto mundial. Pode ? Vale dizer, um deslize verbal emocional é mais importante, causa mais impacto, dá mais mídia, mais pano para mangas e mais consequências do que décadas de bons serviços prestados, assim como uma boa, grande e nova ideia que pode mudar até o mundo tb não encontra espaço nenhum na mídia, mas se ela disser que não quer o Joaquim Barbosa na causa porque ele é negro, daí, ainda que a contrário senso, a ideia mantida no anonimato vira assunto mundial, nas redes sociais e na mídia. Que país é esse ? Que mundo é esse ? Que sociedade é essa ? Que mentalidade é essa ? Que mídia é essa ? Taí uma boa tática para tirar grandes e boas causas do anonimato midiático. https://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/326440/Acusado-de-racismo-Waack-se-torna-o-assunto-mais-comentado-do-mundo.htm

  2. O filho regra 3 do falecido editorialista do Estadão e um ótimo profensor da USP , especialista em Gransci de direita dançou? Me refiro ao Oliveiros Ferreira.

  3. A mídia quase não publica mais nada sobre a guerra na Síria, um dos maiores desastres humanitários deste novo século.

    O motivo? É que o governo de Bashar Al Assad, assim como o governo iraquiano, estão destruindo o Estado Islâmico e ja recuperaram mais 70% do território.

    A Reuters quebrou o silêncio na mídia para comunicar que o Exército Islâmico perdeu sua última cidade na Síria.

    Na quarta-feira, após um avanço de um mês de duração através da Síria central e oriental, o exército sírio e as milícias xiitas aliadas cercaram e atacaram Albu Kamal.
    O Hezbollah foi “o fundamento na batalha de Albu Kamal”, disse o comandante, acrescentando que centenas das forças de elite do grupo xiita apoiado pelo Irã participaram da batalha”.

    Faltou lembrar que há outro grande vencedor na geopolítica internacional: Vladimir Putin, que recolocou a Rússia no tabuleiro do Oriente Médio.

    https://goo.gl/5tRNvS

    • Desde o início da década de 80 o jornalismo da Globo é comandado pela sociologia /estruturalIsta da escola americana do Merton/Parsons…. O todo poderoso do jornalismo da Globo Ali Kamel é além de jornalistas sociólogo.

  4. Ciência X vivenica. ..
    Estou com um amigo dono de um barco pesqueiro que também é pescador há 25 anos.
    Ele disse que o verão no Rio começa para valer daqui a 10 dias.
    Sou mais ele que a Maju.
    Vamos aguardar.

  5. Nada vai acontecer,talvez um pedido de desculpas esfarrapadas.na globo tem jornalistas melhores que esse senhor,prefiro a globonews com o valdo cruz e o gerson camarotti.

  6. Muitas expressões, como “foda-se”, “pqp”, Vá a merda, não é um desejo de quem disse. Uma expressão que surgiu na hora. Não acredito que William Waack tenha tido outra intenção. É um dos melhores jornalistas, um ótimo entrevistador que a Plim, Plim, tem em seu quadro de profissionais.
    Preconceito é não aceitar um negro num emprego, porque é negro, mulher porque prefere homem, mesmo sem talento, discriminar a pessoa porque é velha. Já vi entrevistados negros no programa de William Waack (Globo News Painel). Ele é um jornalista que entende em profundidade o tema da entrevista. Agora, tudo é bullyng, racismo. Haja….

    • Houve um vazamento de vídeo. Quem vazou? Alguém que não gosta dele.

      Andei lendo que o ocorrido com o jornalista William Waack aconteceu em 08.11.2016. Por que o vídeo aparece agora? Deve ser obra de alguém que guarda na geladeira o momento de vingança

      • Carmen, faz tempo que não assisto o Waack, mas me lembro de seus comentários e me parece que não estão alinhados com as diretrizes da Globo. Deve ser essa a explicação.
        Abraços

      • Pô, o cara está tentando entrevistar uma pessoa, dai um maluco começa a buzinar feito louco o carro (o que aliás infração no Brasil), tentando impedi-lo de fazer o seu trabalho, dai meio que p da vida, com razão, inconformado, reage: “pô, vá à merda cara, deixe eu trabalhar em paz…” (aliás, perturbar trabalho alheio é tb infração). Daí, o sacana, seja preto, seja branco, seja amarelo, seja marrom, seja lá o que for, prossegue na perturbação ao trabalho do cara. Daí ele olha para o agressor e é um negro, daí, na raiva, vem a constatação dele ” é um preto”, que poderia ser um branquelo, um amarelo, ou um marrom. Mas era um negro, infelizmente, que o estava impedindo de fazer o seu trabalho, assim como negra é a Ministra do Temer que tentou abiscoitar para si o supersalário entorno de R$ 60 mil, acima do teto constitucional. E daí, não vamos criticar e nem reagir porque trata-se uma mulher negra ? O que eu penso é que a Humanidade está precisando de bons exemplos por parte de todas as raças humanas, principalmente da raça pior que é a turma do partidarismo eleitoral, do golpismo ditatorial e dos seus tentáculos, velhaco$, que fantasiados de direitistas, centristas, esquerdistas, situacionista e oposicionistas, espertalhões, que, para viverem no bem bom, dividem o mundo em coxinhas, mortadelas e otários, que vivem em guerra tribal primitiva, dominados pelos me$mo$, e em prol do continuísmo da mesmice dos me$mo$. No caso do Waack, tenham certeza que é armação interna da emissora, porque o cara tem ideias próprias, convicções próprias, pensa com a própria cabeça, e isso, ao que parece, é proibido na emissora. É puxação de tapete de “amigos da onça”, que quase não existem neste país, né ?

  7. Acabo de aprender que racismo, no Brasil, é “deslize verbal”. Depois que soube que o douto Bolsonaro caracteriza o peso dos quilombolas em arrobas, e que isso, segundo ele, também não é racismo, acho que podemos aceitar qualquer coisa, pois definitivamente não há racismo no Brasil, nunca houve. E qualquer coisa chamemos a FFAA para resolver.

    • E o inverso, da sua parte, em relação ao Bolsonaro, é o que ? Pimenta boa é pimenta nos olhos dos outros, né ? O Brasil não é racista, me parece mais hospicialista, já nem sei dizer se o caso de forças armadas ou de camisas de forças, porque Projeto certo não irá vingar por aqui tão cedo, não, ao que parece, enquanto reinarem as armações, as trapaças, as bravatas e os sofismas da direitalha, da centralha e da esquerdalha.

  8. A TV Globo só agora disse ser “visceralmente” contrária a qualquer expressão de racismo. Só disse agora, em Novembro de 2017, porque só agora o vídeo passou a circular na internet. Por que não disse e nem suspendeu ou puniu o apresentador antes?. Que a emissora sabia dessa gravação, sabia. Que a possuía, possuía. Que de tudo estava ciente, estava. Mas calou. Não agiu. Não reagiu contra o apresentador. Certamente acreditou que a gravação nunca, jamais, em tempo algum circulasse na internet e viesse ao conhecimento público. Portanto, a reação da Globo, só agora, não é sincera. É fruto da ocasião.

  9. Perfeitíssima a análise Dr. Béja. Concordo plenamente. Como tudo que envolve a Globo, a hipocrisia é total!!

    Se não tivesse vazado o vídeo na internet, a Globo continuaria muda.

    Globo e você, nada a ver!!

    Quanto ao jornalista, está colhendo o que plantou, e está sofrendo as consequências da própria arrogância e prepotência.

  10. As “importantíssimas” entidades não governamentais, ONG’s, principalmente as que se empenham na defesa dos direitos dos afrodescendentes, precisam justificar a sua existência e, com isso, estão sempre de antenas ligadas para situações como esta. E até eles mesmo criam criminosamente situações, como o xingamento nas redes sociais em detrimento “Maju”, ou da Taís Araújo, onde ficou comprovado que o “preconceituoso”, pasmem, era negro! Afinal as ONG’s ganham muita grana, sua existência precisa sempre ser justificada!!!!!

  11. sou ntucana e nao gosto deste jornalista acho ele arrogante a fala dele me enojou assim como bolsonaro me enojou ao falar q negros nao servem nem pra procriar mais= = a globo tambem nao me representa = apoiadora de pedofilos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *