Wimbledon: final Federer-Roddick

Às 7 horas de Londres, (3 do Brasil) o americano eliminava o vaidoso e delirante Murray. Este, que se julgava favorito e vencedor, esqueceu que Roddick já foi o número 1 do mundo. Depois se desencantou, começou a mudar de técnico, voltou a acertar, é o número 6, vai melhorar.

O suíço ganhou de Haas. Este, campeão mundial juvenil aos 16, aos 30 chega pela primeira vez a uma semi, nunca esteve perto da final. Domingo, o jogo deve ser excelente.

Amanhã, sábado, a nova final entre as irmãs Williams. Fratricídio na quadra, nenhuma hostilidade fora dela.

Wimbledon: final Federer-Roddick

Às 7 horas de Londres, (3 do Brasil) o americano eliminava o vaidoso e delirante Murray. Este, que se julgava favorito e vencedor, esqueceu que Roddick já foi o número 1 do mundo. Depois se desencantou, começou a mudar de técnico, voltou a acertar, é o número 6, vai melhorar.

O suíço ganhou de Haas. Este, campeão mundial juvenil aos 16, aos 30 chega pela primeira vez a uma semi, nunca esteve perto da final. Domingo, o jogo deve ser excelente.

Amanhã, sábado, a nova final entre as irmãs Williams. Fratricídio na quadra, nenhuma hostilidade fora dela.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *