Youssef entra na onda e também quer prisão domiciliar

Alberto Youssef está preso desde março de 2014. Foto: Vagner Rosario/Futura Press

O doleiro Youssef já está preso há mais de um ano

Ricardo Brandt, Julia Affonso e Fausto Macedo
Estadão

O doleiro Alberto Youssef, peça central da Operação Lava Jato, vai pedir prisão domiciliar – a exemplo dos empreiteiros que teriam formado cartel para assumir o controle de contratos bilionários na Petrobrás. “O mais rápido possível vamos pedir prisão domiciliar para o Youssef”, declarou o criminalista Antonio Figueiredo Basto, que defende o doleiro.

Youssef foi condenado nesta quarta feira, 6, a cinco anos de prisão por lavagem de R$ 1,16 milhão do mensalão. Em setembro de 2014 ele fez delação premiada em acordo com a força tarefa da Lava Jato. Revelou nomes de deputados e senadores que teriam recebido propinas do esquema de corrupção na estatal petrolífera.

O pacto prevê que o doleiro, ainda que condenado em todas ações penais da Lava Jato, só permanecerá na prisão entre 3 anos e 5 anos, no máximo. Ele já está preso desde 17 de março de 2014, quando foi deflagrada a Lava Jato.

Figueiredo Basto disse que ainda não leu a sentença desta quarta feira. Mas avalia que a decisão do juiz Sérgio Moro “mais uma vez renova a ideia da importância do acordo e da efetividade da colaboração premiada”. Na sentença, Moro deixou expresso que a pena para o doleiro, na prática, não poderá passar 3 anos em regime fechado.

“Estamos muito satisfeitos porque o juiz fixou em três anos a pena (para Youssef) por todas as condenações”, declarou Figueiredo Basto. “Pode-se chegar, ao final de mais de dez processos, a uma pena elevada, mas serão só 3 anos para cumprir. Não li a sentença, ainda, mas esse dado nos deixa satisfeitos.”

O criminalista destacou que o juiz da Lava Jato absolveu Youssef de outras três imputações . “Isso é bom. Quanto à aplicação do acordo (de colaboração) nos deixa mais satisfeitos ainda porque é o nosso objetivo. O próprio juiz reconhece a credibilidade do Alberto e a efetividade do acordo. Acho que a sentença está dentro dos prognósticos traçados pela defesa. O juiz acolheu a absolvição no que pedimos e a efetividade da colaboração. Nossa intenção é lutar por uma prisão domiciliar o mais rápido possível.”

2 thoughts on “Youssef entra na onda e também quer prisão domiciliar

  1. Sr. Newton, enquanto os paneleiros das Varandas Gourmets dos Apartamentos Luxuosos Triplex, Quadriplex, das Avenidas Foch e de Higienopolis, a Quadrilha do Efeagace aumentava as contas de Água em 15,24% para a CAIXA PRETA DA SABESP deitar e rolar no contribuinte paulista, um aumento sem um pingo de água das torneiras
    A proposito, este éosegundo aumento nas contas, o outro foi em JANEIRO, com leves 6% de aumento.
    Como a Quadrilha do Efeagâce Corrupto diz.; “Somos os mais preparados”, nóssabemos fazer”, nós temos ideias (de aumentos)., ”
    E Se nãofosse nós, não existiria o Estado de são Paulo
    E olhem, não tentem contrariar e nem fazer manisfestações contra nosso guverno, senão levam balas de borrachas, gás, pitsbulls nas canelas.”……

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *