Braga Netto imita Bolsonaro e faz ameaça: “A cobra fumou e pode fumar novamente”

Braga Netto corre para nomear novos comandantes das Forças Armadas

Braga Netto devia adotar uma postura mas adequada ao seu cargo

Ingrid Soares
Correio Braziliense

O ministro da Defesa, general Walter Braga Netto, comentou em mensagem da ordem do dia desta sexta-feira (7/5), sobre a participação do Brasil na 2ª Guerra Mundial. Ele apontou que “a cobra fumou e, se necessário, fumará novamente”.

Nota é alusiva ao aniversário de 76 anos do Dia da Vitória, da Segunda Guerra Mundial.

TEVE UM ALTO CUSTO – “O conflito cobrou um alto custo do Brasil: 3 navios de guerra foram perdidos e 33 navios foram atacados, causando mais de 1450 mortes no mar; 22 aviões abatidos e cerca de 500 brasileiros tombaram em combate na Europa. Hoje retratamos a vitória dos valores da democracia, da justiça e da liberdade. A história se sucede de fatos e de ensinamentos.”

O general emendou que “não há bem mais importante ou patrimônio material que equivalha à nossa liberdade, à nossa soberania, aos nossos valores patrióticos e à fé em nossa democracia”.

“A COBRA FUMOU” – A expressão “a cobra fumou” foi uma resposta à descrente opinião pública da época, que dizia que era mais fácil uma cobra fumar do que o Brasil entrar na guerra. A partida para a Itália só ocorreu em junho de 1944.

Também assinam o documento os comandantes do Exército, general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, da Marinha, almirante Almir Garnier Santos, e da Força Aérea, tenente-brigadeiro Carlos de Almeida Baptista Jr.

####
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
O general Braga Netto perdeu uma boa oportunidade de ficar calado. Se o presidente da República se comporta inadequadamente, a todo momento ameaçando a população, o ministro da Defesa deveria ter comportamento exemplar, para tranquilizar os brasileiros. Infelizmente, porém… (C.N.)  

22 thoughts on “Braga Netto imita Bolsonaro e faz ameaça: “A cobra fumou e pode fumar novamente”

  1. O que esperar de um generaleco que foi para o Rio de Janeiro com a incumbência, dentre outras coisas, de combater o narcotráfico e durante sua “missão” os narcotraficantes milicianos saíram fortalecidos?
    .

    Sugestão de leitura: ler ou reler a biografia de Aílton Guimarães Jorge, mais conhecido como capitão Guimarães.
    .
    Guerra contra o narcotráfico ou… pelo PONTO do tráfico?

    • Sobre essa história da cobra fumando, o que meu pai Luiz Barbosa de Miranda me contou é conforme segue: durante o período da Segunda Guerra Mundial um colega músico dele do 25° Batalhão de Caçadores (Teresina, Piauí) estava em vias de ser punido por ter, durante uma apresentação da Banda deste batalhão no Clube dos Diários, deixado soltar a vara de seu trombone atingindo o público. Os colegas soldados músicos, sabendo que o futuro punido era nervoso, propuseram interná-lo naquele dia. Na noite daquele dia foram beber e chegaram por volta das 4 da manhã. E um deles, muito bêbado, colocou uma cobra morta com uma bagana de cigarro na boca, nas escadas que dão acesso ao segundo pavimento do referido quartel. O Comandante do Batalhão, já em elevada idade, ao descer as escadas de seus aposentos, na maior tranquilidade do mundo, disse ao ajudante de ordens: “fulano (o nome eu não guardei!), tira esta cobra daqui, tu não vê que ela está fumando!?” Dos outros quartéis, mormente os do Rio de Janeiro Capital, os telegrafistas pediram novidades do dia e o do 25° Batalhão de Caçadores disse que aqui em Teresina, a novidade era só a história da cobra fumando.

  2. Li em diversos noticiosos, inclusive, neste Blog, que Bolsonaro reformulou o seu gabinete porque estaria enfraquecido. E que mais débil teria ficado após a reforma. Ledo engando, como se lê nos textos antigos.
    Jair Messias Bolsonaro está mais fortalecido do que nunca. Ele ataca os Órgãos que poderiam puni-lo, do mesmo modo como o HIV acomete o sistema imunológico. Através de campanhas difamatórios (fake news) e marchas provocativas, ele e seus séquitos já avacalharam o STF. O Ministério Público, graças à oblatividade de Augusto Haras, decidiu abrir mão da sua autonomia orgânica, submetendo a Instituição ao bel prazer do presidente da República. Enquanto a Polícia Federal, há anos, vem brigando pelo status de independência, sem lograr êxito.
    Quanto ao Congresso Nacional, esse tem a vantagem de ser comprado a varejo.
    Segmentos como: evangélicos, policiais, agropecuaristas, militares, boa parte dos empresários – fechando com Bolsonaro.
    CONCORTENTES? Sérgio Moro já se declarou desistente. LULA: este tem tudo para repetir a façanha inglória do atleta jamaicano, naturalizado canadense, Ben Johnson: venceu na pista, mas teve a medalha anulada. Ou seja: Luiz Inácio da Silva pode até ganhar a disputa, porém, assumir………perder-se-á o “as” = sumir!
    A próxima investida do Capitão é pôr nas estradas, ruas e avenidas, contra a CPI e o STF, a classe responsável pela produção dos elementos imprescindíveis à sobrevivência de TODOS e essência do PIB: agricultores e pecuaristas. Quem ousa julgar-se mais “sinequanon” que eles?

    .

  3. Esse Braga Neto é da ativa ou apenas um idoso aposentado que pensa que é o que deixou de ser?
    Parece ser uma verdade incontestável: se um homem depois de uma certa idade se arvorar em ser mais do que é, duas coisas estão acontecendo: ou ele não dá mais nada ou não mais arranja mulher. (Socrates)

    • Essa CPI pífia, de desfecho prenunciado, vai rebaixar Bolsonaro em um grau, na hierarquia militar. Se ele é Capitão (encabeçador, “líder”), será reduzido a Tenente. Para a sorte dele, Tenente também é sinônimo de: enérgico, firme, vigoroso….

  4. Eu torço para que o P$TF vá contra o tal decreto, cópia do artigo 5 da constituíção, que o presidente quer baixar. Será muito bom o STM entrar em campo e tirar esses “vagabundos do $TF” de cena.

    • Todos os “porta-bafos” bolsonaristas estão dizendo que esse Decreto decrépito é uma provocação, objetivando a reação dos prefeitos e governadores, a fim de que possa justificar-se as ações dos quatro-patas. Dos que moram no HARAS, apenas um é bípede!

  5. Talvez, contra passeata ordeira da população indignada, eles consigam alguma coisa, pois no Rio de Janeiro, não conseguiram nada contra os milicianos/traficantes e nem ao menos conseguiram desvendar (ou não declararam) o/os mandantes do assassinato da deputada Mariele.

  6. Ué, hoje nenhum dos comentaristas abordou a decisão do beato ministro Fachin, que nunca viveu no Rio de Janeiro, proibindo o combate ao narcotráfico nas favelas…

  7. “A “cobra fumou” e, se necessário, fumará novamente.”

    Com esse STF o que está faltando para isso ocorrer?

    O fumo?

    O fogo?

    A cobra?

    Ou tudo?

  8. Alusão ao fim da Segunda Guerra Mundial, há 76 anos, no dia 08/05/1945, assisti nesta tarde no Telecine Cult, o filme “Roma Cidade Aberta”, do Diretor Roberto Rosseline. Trata-se de um clássico do cineasta italiano, aliás, reputo que a Itália legou ao mundo, os maiores cineastas de todos os tempos (Visconti, Felline, Pasolini etc.). Cada vez, que assisto Roma Cidade Aberta, mais aprendo sobre os horrores da guerra. Especialmente a Segunda Guerra, que gerou hordas de mutilados, de órfãos, de viúvas e da destruição física e psicológica nos vencedores e nos derrotados, expondo claramente a inutilidade das guerras e a pequenez do ser humano.
    Rosseline foi cirúrgico, ao retratar a tortura, o estímulo a delação, a frieza dos oficiais da SS, bem como da luta dos italianos e dos franceses para se libertarem da ocupação nazista.
    Voltando a Cidade Aberta, exposta pelo terror, o líder da resistência foi delatado pela namorada e preso. Nas masmorras, passou pela tortura física (queimaduras, afogamento, pancadas), mas não abriu a boca para delatar os companheiros. Não resistiu aos ferimentos. Os torturadores informam ao oficial nazista, da morte da vítima e perguntam, o que escreverão na “causa mortis”? O oficial, em tom irônico-debochado responde: ataque cardíaco fulminante. Em alguns casos, a causa mortis era suicídio por enforcamento.
    Os padres ajudavam a “resistência” escondendo nas sacristias, o que os alemães chamavam de comunistas. Quando descobertos, eram fuzilados os fugitivos e o padre também.
    Desde o final da segunda guerra, até hoje, os comunistas são eleitos como inimigos dos trogloditas de plantão. Para se manter no Poder, há que se inventar um inimigo, uma pauta para estimular as massas ignaras, os empresários conservadores e a classe média mercantilista. Os nazistas inventaram como inimigos os judeus. Mas, a ação de extermínio alcançou os negros e os próprios alemães com comorbidades, com o objetivo de alcançar a supremacia branca e a raça pura ariana.
    Não deu e jamais daria certo, o absurdo dessas maldades. No dia 08 de maio de 1945, o Dia da Vitória, selou o fim da Grande Guerra Mundial e a consequente queda dos genocidas do III Reich.
    Nada acontece por acaso, nessa junção de acontecimentos iniciada pelo filme Roma Cidade Aberta, a comemoração do 08 de maio mais festivo de todos os tempos e a guerra que o mundo precisa vencer contra o terrível inimigo global e invisível, o COVID 19.
    Bom dia, das mães, e cuidem-se todos na medida do possível, amanhã com suas mamães.
    Esse é um Grito de Alerta, a vida é bonita, é bonita e é bonita num lindo lago de amor, como cantou Gonzaguinha e não pode comportar novas guerras, que causam extermínios e sofrimentos para toda a humanidade.

  9. Apareceram por aqui profundas narrativas mostrando a trajetória da humanidade na busca pela liberdade, pela garantia de direitos humanos. Tento perceber o que cada nação faz por tais conquistas e vejo pela minhas retinas fatigadas um grito de resistência dos povos nos quatro cantos do planeta querendo mudanças, mas os oligopólios não soltam as redeas e tentam lever as sociedades para o abismo, o obscurantismo, como se nada mais se pudesse explicar com tanto relativismo e fundamentalismo! Penso que a situação do pais e muito preocupante. Trocam os discursos, lutam, incansavelmente, pela manutenção do poder e promovem o domínio, o cerceamento das liberdades individuais e coletivas dentro de uma roda viva em que os subalternos perdem forças. Não diria que falta fogo, fumo ou cobra. Tudo isso esta em excesso. O poder bélico das potências, a organizaçao clandestina dos favelados e a serpente que beija os pés de todos. Colocar a cobra para fumar na hora certa, eis o cerne da questao! Mudança de verdade ha duras penas! Momento difícil para os povos de todas as naçoes com seus impérios e ditadores de raiz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *