Com medo da CPI, Pazuello inventa desculpa para escapar do Dia D e da Hora H

Charge do Thiagão (Diário do Nordeste)

Bruna Lima e Renato Souza
Correio Braziliense

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello avisou que não vai comparecer presencialmente à Comissão Parlamentar de Inquérito sobre a covid-19 no Senado Federal nesta quarta-feira (5/5). O depoimento estava agendado para começar às 10h de amanhã. O general do Exército alega que dois assessores receberam diagnóstico positivo para o novo coronavírus.

O ex-ministro deve tentar autorização para depor a distância, on-line, ou adiar em uma ou duas semanas sua oitiva. Mas nova data foi marcada – o próximo dia 19.

TEM DE COMPARECER – Os senadores avaliaram quais os prejuízos para o andamento dos trabalhos de investigação com a ausência presencial de Pazuello. A avaliação é de que pela internet ele poderia ser orientado quanto às perguntas realizadas pelos parlamentares.

“Ele esteve com pessoas (infectadas com a doença) e, agora, vamos aguardar”, afirmou o senador Randolfe Rodrigues, vice-presidente da CPI, ao Correio.

A gestão de Pazuello ocorreu no auge da crise da covid-19, com registro de estoques zerados de oxigênio em Manaus, aumento potencial de mortes e de infectados pela covid-19 e atraso na compra de vacinas. 

ORDEM DO PLANALTO – Nos bastidores, fontes ligadas ao Executivo afirmam que a orientação para faltar ao depoimento presencial partiu do Palácio do Planalto.

O governo está preocupado com o teor das declarações do militar, que vem recebendo orientação de auxiliares do presidente Jair Bolsonaro para enfrentar a sessão.

A estratégia seria ganhar tempo para avaliar e rebater os depoimentos dos ex-ministros Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich, que depõe quarta-feira, dia 5.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Que vergonha, hein? Um general com medo de depor na CPI. Quando chegou o Dia D, com a Hora H, ele “afinou”, como se diz no Nordeste. Já não se fazem generais como antigamente. (C.N.).

14 thoughts on “Com medo da CPI, Pazuello inventa desculpa para escapar do Dia D e da Hora H

  1. Sebo generalntem medo de CPI, o que pensar dele em uma guerra.

    É para isso que pagamos caro a Um general?

    Na hora H, ele pula fora.

    É caso de polocia.

  2. General fantasiado com farda de M. bem fedorenta!

    Esse aí vai ser jogado aos leões!

    A FAMILÍCIA de hienas espera pra degustar a carniça bem gorda.

    JL

  3. Imagina o Brasil numa guerra.

    Você é um soldado.

    E seus generais são um que meteu atestado pra não depor na CPI, e outro que foi tomar vacina escondido.

    É bom para o moral?

  4. Se paisano fosse, o feitor diria…
    – O velho golpe do atestado médico.

    Na caserna, os mais antigos, diriam…
    – Safo. Foi pra enfermaria.

  5. apenas uma observação:

    Se este é o procedimento de um general da ativa o que esperar de um capitão expulso por nao estar apto a ser um oficial da ativa??

    Acho que sonhamos acordados

    Como diz aquele velho ditado:

    “De onde menos se espera dali é que não saíra nada mesmo “”

  6. Eu já acho que ele deveria ir, e como fez o Mandetta, cumprimentar, dar um aperto de mão e um abraço, nos amigos da mesa da CPI. Seria ótimo não?

  7. Me desculpem a avaliação rastaquera…

    Nesse governico, há, basicamente, três tipos de integrantes:

    Cagões
    Ladrões
    GENOCIDAS

    PS. E ninguém, minimamente esclarecido, poderia esperar qualquer coisa diferente disso.

  8. Um GENERAL se cagando de medo !!! Que merda de militar é esse? Pior do que ele, só quem o nomeou! É por isso que essa meleca de país não vai prá frente. Vamos acabar sendo alvo de piadas do mundo inteiro. Qualquer paizeco do interior da África e melhor governado do que nós !!!

Deixe uma resposta para Rubens Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *