Delegado deveria ter prendido o ministro Salles, quando ele protegeu os madeireiros

Salles foi pessoalmente à Amazônia defender os madeireiros

Jorge Béja 

Na ordem jurídica nacional só existem duas Autoridades – a judiciária e a judicial. As demais, também assim referidas, são autoridades políticas. As judiciárias são os delegados de polícia; judiciais são os juízes.

Quando o delegado federal Alexandre Saraiva apreendeu aquela montanha de madeira criminosa e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, mandou liberar tudo, Saraiva deveria ter usado de sua autoridade para dar voz de prisão a Salles.

ATÉ ALGEMÁ-LO – E se o ministro resistisse, o representante da Polícia Federal deveria algemá-lo e conduzi-lo até Brasilia, para submeter a prisão ao Supremo Tribunal Federal. Portanto, prevaricou o delegado Saraiva. Naquele momento, na floresta amazônica, a autoridade era ele, o delegado de polícia.

Da mesma forma, essa tal portaria que impedia os fiscais do Ibama a atuarem, fiscalizando, autuando etc., e que causou a paralisação acho que de 400 fiscais do Ibama, ela foi alterada no dia de ontem. Alterada para pior.

Eles agora permitem a lavratura do auto de infração e fixação de multa pelos fiscais. Mas obrigam que os fiscais façam o relatório e submetam à autoridade “hierárquica”.

ESTÁ TUDO ERRADO – Que barbaridade!!!! Traduzindo: os fiscais do Ibama são agora obrigados a recorrerem “ex officio” de suas autuações. Uma barbaridade, repita-se, sem parar.

Somente os juízes é que devem recorrer de ofício contra sentenças que condenam o Estado, o Poder Público. São as chamadas sentenças sujeitas ao duplo grau de jurisdição.

Enquanto isso, os madeireiros e desmatadores comemoram a  impunidade crescente.

7 thoughts on “Delegado deveria ter prendido o ministro Salles, quando ele protegeu os madeireiros

  1. O hino nacional americano termina com a invocação á bandeira tremulante e a afirmação de que sua terra é de homens livres e bravos.
    O que dizer da nossa, em face da mediocridade falante e andante, que hoje manda e desmanda, arrasa nossa terra e escarra em nossas caras?
    Por que temos de suportar todas as iniquidades que sofremos, a morte de milhares de irmãos, o sofrimento que dilacera a alma, a escassez de água, remédio e pão?
    Não acredito que somos tão covardes a ponto de chorarmos indolentes diante de tanta maldade. Por que não sermos como nossos irmãos do norte e bradarmos a todos os cantos que somos fortes, que nossa pátria é de homens livres que decidem sua sorte?

    Caminhando e cantando e seguindo a canção…

    • Mediocridade maior é colocar um país como os Estados Unidos como referencia sabendo que esse país é responsável DIRETO pela situação que vivemos aqui no Brasil!

      É do Titio Sam que vem as verbas para a nossa imprensa corporativa para enaltecer os “feitos” de lá, idolatrando de forma velada, e nos colocar como inferiores. Tudo isso com o apoio de grupos organizados na economia, politica, esporte, etc brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *