Efeito coronavírus : Forças Armadas já registraram 51 mil militares da ativa infectados

Índice é de 14,7%, mais que o dobro da média nacional

Paulo Cappelli
O Globo

Nas Forças Armadas, 51 mil militares da ativa já foram infectados pelo Covid-19 desde o início da pandemia. O índice de infecções pela doença em integrantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica representa 14,7% do total do efetivo na ativa nas três Forças.

Percentualmente, trata-se de mais que o dobro da média nacional, que tem 13.286.324 casos de coronavírus contabilizados e a taxa está em 6,3%. Os dados obtidos pelo O Globo são referentes ao último levantamento feito pelo Ministério da Defesa, nesta quarta-feira.

LINHA DE FRENTE – Segundo as informações oficiais, 50.927 militares contraíram Covid-19 até o momento. Destes, 44.410 (87,2%) se recuperaram , 6.426 (12,6%) estão em acompanhamento médico e 91 (0,17%) morreram em decorrência da doença. Segundo o Ministério da Defesa, o alto número de infectados pela doença nas Forças Armadas ocorre porque os militares estão “na linha de frente” no combate à pandemia.

“Esse número elevado, somado à grande quantidade de dependentes, militares da reserva, reformados e pensionistas, normalmente de idade bastante avançada, que são atendidos por lei, tem mantido o sistema de saúde das Forças, e hospitais militares, no limite de suas capacidades, como no restante do país, em uma situação que evolui diariamente”, disse o Ministério da Defesa em nota enviada à reportagem.

Em dezembro, a revista Época noticiou que 809 militares haviam morrido de Covid-19. Os números, no entanto,  incluíam os militares da reserva. Do total, 770 eram militares reformados – superando o número de pracinhas mortos na Segunda Guerra Mundial.

5 thoughts on “Efeito coronavírus : Forças Armadas já registraram 51 mil militares da ativa infectados

  1. Como disse o médico ator e o bolso jacaré
    ,”Resfriado de nada”

    Segundo os especialistas de plantão outro médico famoso também deu essa declaração de que era uma gripe de nada.

    Mas ainda não pesquisei.
    Aguardem novos capítulos da série.
    A internet não perdoa.

  2. Infelizmente procede a dúvida do sr. Armando. O eminente dr. Dráuzio Varela também errou feio no seu diagnóstico ou prognóstico inicial da devastadora pandemia.

Deixe uma resposta para silvio santista Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *