Franklin Martins já está comandando a comunicação da pré-campanha de Lula

O ex-ministro Franklin Martins, autor de "Quem Foi que Inventou o Brasil?".

Martins se dedicou à literatura e agora volta à política

José Carlos Werneck

Com 41% das intenções de voto, num eventual segundo turno, conforme a última pesquisa Datafolha, o ex-presidente Lula mergulha firme em sua campanha para voltar ao Palácio do Planalto. Ele já intensificou suas conversas com lideranças de partidos do centro e do próprio Centrão, e seu principal foco de ação agora é garantir palanques fortes no Estados, mesmo que o PT tenha de abrir mão de lançar candidatos próprios.

O PT já acertou, na última semana, a contratação do jornalista Franklin Martins para a atuar na pré-campanha do petista.

ACIMA DO MARQUETEIRO – Franklin, que foi ministro da Secretaria de Comunicação Social no segundo governo Lula, entre 2007 e 2010, vai coordenar toda a estrutura de Comunicação.

A ideia do partido é que no ano que vem o marqueteiro que integrar a equipe seja subordinado ao jornalista, que se manteve próximo a Lula inclusive depois dele deixar o governo. Segundo dirigentes petistas, novos reforços são esperados na comunicação do ex-presidente, especialmente nas redes sociais.

O PT não pensa em contratar um “super marqueteiro”, a exemplo das campanhas presidenciais do partido de 2002 a 2014, quando teve Duda Mendonça e João Santana à frente da Comunicação.

FAZENDO POLÍTICA – Depois de dialogar com emedebistas do Nordeste como o ex-presidente José Sarney e o senador Renan Calheiros, do MDB, com o ex-ministro Gilberto Kassab, do PSD, e até com o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, ex-DEM, o ex-presidente vai se reunir neste fim de semana no Rio com o prefeito , Eduardo Paes, do PSD, que tem elogiado muito o ex-presidente em recentes encontros que manteve com empresários.

No Rio, Lula aposta em uma chapa encabeçada pelo deputado federal Marcelo Freixo, que pensa em trocar o PSOL pelo PSB, e quer colocar o centro nesta aliança.

NORDESTE E MINAS – Depois do Rio, Lula vai ao Nordeste buscar reforçar a aproximação com o PSB, especialmente em Pernambuco, onde o PT avalia apoiar a candidatura do pessebista Geraldo Julio, prefeito do Recife, ao governo do Estado.

Em Minas Gerais, Lula atua nos bastidores para que o PT tenha um candidato no Estado em vez de apoiar o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, do PSD, que fez declarações críticas ao partido, lembrando a corrupção na Petrobrás. Minas é o segundo maior colégio eleitoral do País, e o nome escolhido é o deputado federal Reginaldo Lopes.

16 thoughts on “Franklin Martins já está comandando a comunicação da pré-campanha de Lula

  1. O artigo demonstra, com poucas palavras, o mal que fizeram e fazem as Cortes Superiores da Justiça do país em garantir a impunidade dos corruptos no Brasil.

    • Você fala do Lawfare que agentes públicos, utilizando das suas funções, terceirizam em favor de grupos políticos de grupos dominantes, donos da mídia e do capital, financistas interessados no rentismo?

  2. Num país sério Lula estaria na cadeia, pagando por seus crimes de corrupção. Mas a Justiça é amiga, brasileiro é bonzinho e tem memória curta.

  3. Franklin Martins foi membro ativo do Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR-8). Luta armada.

    Foi preso e, sortudo, foi libertado dois dias antes de entrar em vigor o Ato Institucional Nº 5 (AI-5).

    Voltou para a luta armada.

    Participou do sequestro do embaixador norte-americano Charles Burke Elbrick, em setembro de 1969.

    Com a cabeça a prêmio e a polícia nos seus calcanhares, Franklin fugiu para Cuba; foi fazer treinamento na guerrilha rural. Depois de treinado, rumou para o Chile de Salvador Allende.

    Em 1973, voltou para o Brasil e foi viver clandestinamente em São Paulo.

    Em seguida, com saudades do exterior, exilou-se novamente, desta vez na França.

    Regressou ao Brasil em 1977, onde viveu escondido, até a anistia de 1979.

    Por seu passado festivo, foi nomeado ministro-chefe da Secretaria de Comunicação do Brasil durante o mandato presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva.

    • Hoje todos os dias tem luta armada.
      Onde apenas um dos lados mata desproporcionalmente. Do outro lado tem aqueles destituídos de oportunidades várias, da educação ao trabalho, que atraídos facilmente pelo tráfico do varejo das drogas nas comunidades são vítimas, tanto quanto terceiros
      desarmados, civis inocentes, que mortos por bala perdido ou, quando não, fica no meio da violência, sofrem tortura, enquanto do outro lado promove a violência monopólio do Estado.

  4. Está tudo voltando a ser como era…
    Vão voltar e tem tudo para este país ser semelhante a venezuela, cuba e coreia do norte.
    Zé dirceu vai volta a mandar usando o lula como “drone” humano.
    Bolsonaro é fraco, mas pelo menos as pessoas podem criticá-lo.
    Com lula/zé será igual ao q ocorre qdo critica o stf.
    3ª via urgente…

  5. Martins, Dirceu, Dilma et caterva) roubaram e assassinaram inocentes na juventude; envelheceram para saquear e destruir o país. Essa canalha odeia o Brasil verde-amarelo que trabalha e produz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *