Inspirada em Guimarães Rosa, uma canção de Amarildo Silva e Paulo Peres sobre a miséria no Jequitinhonha

Esta canção está gravada no CD Virgem Sertão Roseano

Carlos Newton

O advogado,  jornalista, poeta, compositor e letrista carioca, Paulo Roberto Peres, inspirou-se na obra de Guimarães Rosa para fazer a letra de “Jequitinhonha”, música gravada por Amarildo Silva no CD Virgem Sertão Roseano, em 2003, produção independente.

JEQUITINHONHA
Amarildo Silva e Paulo Peres

Jequitinhonha
Voz na história
Prosa risonha
Luz e vitória
Banindo miséria
No chão do sertão

No Palco vida
Cotidiano
Surge atrevida
A primavera
Beleza da terra
Sonho desse chão

Que um dia foi mar
Mas virou sertão
Veredas sem fim
Memória arar
Futuro na mão
Fartura enfim

Parte do sertão
Tinha como meta
O bem comum
Parte do sertão
Vive tão discreta
Lugar nenhum

Eu sou o filho de um camponês
Cuja sina à terra fez
Plantar arroz, milho e feijão
E dividir com o meu irmão
E dividir com o meu irmão
Esta Bandeira da “Fome Não”
Que é raça, é luta e é valentia,
Fonte de toda sabedoria

2 thoughts on “Inspirada em Guimarães Rosa, uma canção de Amarildo Silva e Paulo Peres sobre a miséria no Jequitinhonha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *