Lula mira em agenda ambiental e articula para “entrar com força” contra Bolsonaro

Lula vai explorar politicamente outro ponto fraco do governo

Bela Megale
O Globo

Depois de atuar diretamente em ações para articular a aquisição de vacinas contra Covid-19, Lula vai explorar politicamente outro ponto fraco do governo Bolsonaro: a gestão do meio ambiente.

Aliados do ex-presidente afirmam que ele entrará “com força” nesta agenda, tida como uma das prioridades nos debates eleitorais de 2022, na esteira de temas cruciais ao País, como o combate à pandemia e à pobreza. Não por acaso, o petista publica nesta quinta-feira, dia 21, data de abertura da Cúpula do Clima organizada pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, um artigo sobre o tema.

ARTICULAÇÃO – Nas últimas semanas, Lula intensificou conversas com técnicos e cientistas que trabalharam nos governos do PT e com profissionais da área de relações internacionais engajados na pauta ambiental. As conversas têm ajudado o ex-presidente a construir diagnósticos para traçar seu papel na retomada dessa agenda.

“Lula vai dialogar cada vez mais com especialistas nessa área. O tema ambiental estará mais presente nas suas falas. Ele está ciente de que Brasil tem responsabilidades enormes nessa frente, do papel da Amazônia no clima mundial e sabe que precisa enfrentar o desafio de gerar empregos e, ao mesmo tempo, fazer a transição ecológica, pensando em políticas de descarbonização e de combate ao desmatamento”, disse à coluna o deputado Nilton Tatto (PT-SP), secretário de meio ambiente do partido.

Um ponto que será explorado, segundo auxiliares de Lula, são alguns legados dos governos do PT, como a adesão ao Acordo de Paris, em 2015, que teve o Brasil entre seus protagonistas. A tratativa tinha como ponto central o compromisso das nações em desenvolvimento para diminuir a emissão de gases de efeito estufa. A atuação do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, também entra na linha de tiro do petista.

11 thoughts on “Lula mira em agenda ambiental e articula para “entrar com força” contra Bolsonaro

  1. Com todos os seus defeitos e pontos fracos, por incrível que pareça, LULA é mil vezes melhor do que Bolsonaro. Isto porque esse último citado, abriga uma quantidade imensa de ódio em seu cérebro. Na realidade, bozo foi um mal soldado, é um mal cidadão, um aproveitador, um covarde que só pensa em se fazer e dar vazão à sua vaidade.

  2. Tá, Antônio, tá.

    Agora isso não quer dizer que, entre Lula e Bolsonaro, votemos em Lula.
    Aí será o cachorro querendo comer o próprio rabo.

  3. ” Nas últimas semanas, Lula intensificou conversas com técnicos e cientistas que trabalharam nos governos do PT e com profissionais da área de relações internacionais engajados na pauta ambiental. As conversas têm ajudado o ex-presidente a construir diagnósticos para traçar seu papel na retomada dessa agenda….”

    Essa é a vantagem de cercar-se de bons profissionais, provavelmente irá dar um show.
    Internacional é claro.
    Vai falar tudo que os gringos
    querem ouvir, com credibilidade.

    • Lula?
      Credibilidade?
      Cercado de bons profissionais?!

      Pode até ser em filmes ou literatura de ficção, e também para aqueles que creem nesse ladrão.

  4. oantagonista: Hamilton Mourão admitiu nesta quinta-feira (22) a possibilidade de deixar o governo de Jair Bolsonaro antes do fim do mandato para disputar uma cadeira no Senado, registra a Folha.


    A continuar em cima do muro e com as suas opiniões futebolísticas sobre a política, vai perder feio!

  5. Atenção! atenção! O doutor Bolsonaro volta a recomendar cloroquina:

    oantagonista:
    O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender o chamado “tratamento precoce” contra Covid e chamou de “patifaria” as recomendações da Organização Mundial de Saúde contra o novo coronavírus.

Deixe uma resposta para Renato Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *