Reitora confirma que a UFRJ vai fechar em setembro devido à absoluta falta de recursos

Denise Pires de Carvalho Reitora da UFRJ

Reitora explica que simplesmente não há como manter a UFRJ

Deu no Correio Braziliense

Por conta da Lei Orçamentária Anual de 2021, que aprovou o menor orçamento para a educação em relação às outras pastas, ainda com um bloqueio de 18,4%, o funcionamento da instituição ficará inviabilizado a partir de julho deste ano.

O anúncio foi feito em um artigo publicado no jornal O Globo. Segundo o site da instituição, o orçamento de 2021 é o mesmo com o qual a universidade operou há 13 anos, em 2008.

SEM CONDIÇÕES – Assim, por falta de condições mínimas, a Universidade Federal do Rio de Janeiro fechará suas portas, confirmam a reitora Denise Pires de Carvalho e vice-reitor Carlos Frederico Leão Rocha. Em carta, eles explicam que a instituição irá encerrar suas atividades por não conseguir pagar contas de segurança, eletricidade, água e limpeza.

A reitora ressalta que as universidades públicas tiveram e estão tendo papel fundamental na pandemia no combate ao coronavírus. Ela lembra que a UFRJ disponibilizou testes moleculares padrão RT-PCR, e a rede particular, não.

Ela diz ainda que o Hospital Universitário Clementino Fraga Filho instalou um novo CTI, que atende mais de 100 leitos de enfermaria para tratar pacientes de covid-19.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
É lamentável, inaceitável e abominável. O governo tem R$ 3 bilhões para “agradar” parlamentares, mas não dispõe de recursos para custear suas universidades. “Que país é esse?”, perguntariam, em uníssono, o ex-governador mineiro Francelino Pereira e o cantor Renato Russo. (C.N.)

11 thoughts on “Reitora confirma que a UFRJ vai fechar em setembro devido à absoluta falta de recursos

  1. Vale salientar também que, mesmo com os cortes do governo atual e anteriores, a UFRJ não tem um bom exemplo de gestão orçamentária.
    Mais de 90% do orçamento é comprometido com folha de pagamento, assim, qualquer tipo de volatilidade tornam as finanças da UF bastante precárias

  2. No atual governo, a solução é: converter a UFRJ, em uma Unidade das Forças Armadas ou numa Igreja Pentecostal.
    Essa seria a melhor saída Tabajara!

  3. “Questo è un paese di merda” – disse irritado o ator Marcello Mastroianni, no filme italiano Os companheiros, dirigido por Mario Monicelli, em 1963.

  4. A UFRJ é um dos piores antros de degeneração e roubalheira da grana pública. Aquele reitor que deixou o museu pegar fogo é suspeito de surrupiar 42 milhões numa só tacada e foge da polícia. O espoliado cidadão, que se lasca de trabalhar pra sustentar a ralé marxista que domina a UFRJ, torce pelo fechamento do antro. Já vai tarde!

  5. Fica esse chororo nas mídias sociais que vai fechar e tal, deixar correr os procedimentos, quando não der mais fecha as portas.
    Faz um relatório especificando o porque está sendo fechado e pronto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *