Ritmo de vacinação contra a Covid-19 no Brasil é mais que o dobro da média mundial

vacina

Ritmo da vacinação na média mundial é de apenas 3,8%¨já vacinados

José Carlos Werneck

A vacinação no Brasil, ao contrário do que alguns órgãos de comunicação vêm divulgando, não está “parada” ou segue “a passos lentos”. Os números desmentem isso, mostrando que essas informações errôneas são uma espécie de fake news. Segundo a plataforma independente de monitoramento vacinabrasil.org, o País aplicou ao menos uma dose em mais de 35 milhões de pessoas, ou 16,5% da população brasileira.

Isso equivale a mais que o dobro da média mundial de 8,11%, registrada no portal Our World in Data.

DUAS DOSES – Quando se fala em pessoas 100% vacinadas, são aquelas que já tomaram duas doses. O Brasil tem cerca de 18 milhões vacinados, ou 8,4%,  enquanto a média mundial é de 3,82%.

Se Brasil tem 8,4% da população imunizada, a rica Alemanha imunizou 8,78%, mesmo tendo começado a vacinar quase um mês antes.

A campanha no Brasil também segue ritmo melhor que a América do Sul, que tem média de só 6,25% da população completamente imunizada.

NO CAMINHO CERTO -Há cidades brasileiras já vacinando pessoas abaixo dos 60 anos mesmo que elas não tenham comorbidades.

Embora estejamos agora no caminho certo, a população não deve deixar de continuar cobrando a compra de mais vacinas, pois o País precisa, urgentemente, imunizar pessoas de todas as faixas etárias.

Não se pode esquecer que os jovens também correm sérios riscos, pois muitos deles, por razões diversas, não foram autorizados a continuar em “home office” e continuam expostos ao vírus.

FALTAM VACINAS – O mundo inteiro precisa de mais vacinas, não apenas o Brasil. E em muitos países estão faltando doses de imunizantes, o que, até agora, não tem acontecido aqui. Ao contrário, a média alcançada (que merece ter todo o destaque) é muito maior do que a da esmagadora maioria dos países, inclusive daqueles fabricantes de vacinas, como é o caso do Reino Unido.

Há duas projeções feitas por conhecidas e abalizadas instituições financeiras, o Credit Suisse e a XP Investimentos, que fizeram projeções (cada instituição promoveu a sua) sobre a vacinação no país. O resultado foi muito parecido: uma afirma que no final de setembro toda a população adulta brasileira (acima dos 18 anos) estará vacinada; a outra projeta este resultado para final de outubro.

São instituições que não têm qualquer vinculação com o Governo Federal.

6 thoughts on “Ritmo de vacinação contra a Covid-19 no Brasil é mais que o dobro da média mundial

  1. Somos um exemplo de eficiência, se entendo o a tentativa de convencimento do autor. Sejamos claros: o governo Bolsonaro é um fracasso e criminoso: nega a realidade, prega um tratamento não recomendado pela autoridades médicas e ainda desrespeita os quase meio milhão de mortos. Give me a break, seu Jose.

  2. Afinal, não temos como comprovar a realidade dos fatos. Uns dizem uma coisa, outros dizem outra. Alguém está mentindo. Tenho um filho adulto jovem que não tem a menor ideia de quando irá se vacinar. Isso é perturbador. Esse governo é especialista em atrapalhar. Espero que, na próxima eleição, o CIRO GOMES consiga vencer e mandar o boçal e seus 5 filhotes pro inferno, acompanhados por ele, é claro.

  3. APESAR de todo o boicote desse governico de criminosos milicianos à Ciência

    APESAR de toda campanha desse governico de criminosos milicianos contra os funcionários públicos

    o SUS sobrevive.

    A experiência de anos e anos do sistema de vacinação pública no Brasil é o grande diferencial em relação à países mais desenvolvidos e ricos – cujos sistemas de saúde na sua quase totalidade são privados.

    Se esse governico de criminosos milicianos tivesse se comprometido com um plano de aquisição de vacinas no ano passado – ao invés de insistir na charlatanice de cloroquina -, certamente milhares e milhares de mortes teriam sido evitadas.

    SUS
    U
    SUS

  4. Não se trata de um campeonato de países que vacinam mais ou menos rápido, o que precisamos entender é que poderíamos estar bem mais adiantados.

    Parece que o mundo vive uma competição desenfreada,e um tem que ser mais que o outro o tempo todo e em todo lugar.

    Até a suntuosa Passarela do Samba, onde a apresentação majestosa das escolas de samba do Rio se apresentam magnificamente, resolveram dar o nome de sambódromo, e aí fica parecendo que as escolas têm que sair correndo, uma na frente da outra.

    Tudo isso é lamentável, pois bastou tirar a capital do Rio de Janeiro e lavar para o fim do mundo de Brasília para o Brasil entrar num processo de envelhecimento, que aí sim, podemos nos comparar com o resto do mundo porque nunca se viu nada igual.

  5. Há países que sequer tem muita pressa atrás da vacina porque sua cultura, além da organização urbana, já ser o bastante como prevenção à contaminação por Covid-19
    – o contrário oposto é o comportamento do brasileiro que gosta do aperto de mão, do abraço suado, de beijinho no rosto e falar ao pé do ouvido, de tocar e ser tocado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *