Desmentida a apreensão de um computador da Abin na casa do vereador Carlos Bolsonaro

Carlos Bolsonaro seria recebedor de dados da “Abin paralela” | Metrópoles

Carlos Bolsonaro recebia as informações da Abin Paralela

Andréia Sadi, Fábio Santos
g1 Brasília

PF apreendeu um computador da Abin e celulares com assessores e ex-assessores de Carlos Bolsonaro e Alexandre Ramagem. Operação apura uso da Abin para espionagem ilegal de desafetos.

Mas foi desmentida a informação de que a PF teria apreendeido na manhã desta segunda-feira (29) um computador da Abin com o vereador Carlos Bolsonaro. O vereador do Republicanos-RJ), filho do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), é o mais novo alvo da segunda fase da investigação da Polícia Federal (PF) sobre o uso da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) para fazer espionagem ilegal.

O mandado de busca e apreensão foi autorizado para a residência de Carlos Bolsonaro e também para a Câmara Municipal do Rio de Janeiro. A suspeita é de que assessores de Carlos Bolsonaro, que também são alvo da operação, pediam informações para o ex-diretor da Abin, Alexandre Ramagem.

OUTRAS SUSPEITAS – Além das suspeitas relacionadas a Carlos, as investigações da PF indicam que a Abin foi usada para beneficiar Flávio e Jair Renan Bolsonaro, também filhos do ex-presidente, em investigações das quais eram alvos.

De acordo com a PF, foram expedidos nove mandados de busca em apreensão nas seguintes cidades: Rio de Janeiro (RJ), 5; Angra dos Reis (RJ), 1;  Brasília (DF), 1;  Formosa (GO), 1; e Salvador (BA), 1

Carlos Bolsonaro é vereador desde 2001 e está em seu sexto mandato consecutivo na Câmara Municipal do Rio. Ele foi apontado pelo ex-braço-direito de Jair Bolsonaro, Mauro Cid, como chefe do chamado gabinete do ódio, uma estrutura paralela montada no Palácio do Planalto para atacar adversários e instituições – como o sistema eleitoral brasileiro.

DISSE MORAES – Na última quinta-feira (25), o ministro do STF Alexandre de Moraes afirmou que o ex-diretor da Abin, Alexandre Ramagem, usou o órgão para fazer espionagem ilegal a favor da família do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Entre autoridades espionadas estavam a ex-deputada Joice Hasselmann, o ex-governador do Ceará e atual ministro da Educação, Camilo Santana (PT) e o ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia.

Apurações da PF apontam que a Abin teria sido “instrumentalizada” para monitorar ilegalmente uma série de autoridades e pessoas envolvidas em investigações, e também desafetos do ex-presidente Jair Bolsonaro. O uso indevido da Abin teria ocorrido quando o órgão era chefiado por Alexandre Ramagem (PL-RJ), aliado de Bolsonaro que, atualmente, é deputado federal.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Não causa a menor surpresa a participação de Carlos Bolsonaro na espionagem paralela da Abin. Ele e os irmãos, inclusive Jair Renan, se comportavam como se fossem “donos do país”, esquecidos de que o poder é sensação passageira. Agora, nessa investigação, vão levar muita gente com eles eles, inclusive o próprio pai, que não soube criá-los como deveria. (C.N.)

13 thoughts on “Desmentida a apreensão de um computador da Abin na casa do vereador Carlos Bolsonaro

  1. Com tudo isso ainda se prestaram a multilateral esquema para a tal usurpação de poder, mostrando-se colaboracionistas e omissos pela cacarejada INEFICÁCIA?
    Que conjunto! Bah!
    À que, “obrigam-se”!

  2. Computador da Abin?
    Quantos terabits de diálogos gravados, estarão reservados para emudecer ações de tidos poderosos comprometidos e impetuosos linguarudos?

  3. O ex-presidente jair messias bolsonaro , alimentou e criou seus filhos com o néctar da desonestidade, extensivos às suas ex- mulheres e a atual mulher .

  4. Sinceramente, acredito que existem muitas e muitas coisas erradas produzidas no governo Bolsonaro e que precisam ser expostas e responsabilizadas.

    O que não consigo entender é que sejam achadas, analisadas e punidas pelo governo atual!

    Corrupção combatendo corrupção parece coisa de filme de ficção!!!

    Fallavena

  5. Eles nutrem a maldade no coração.

    A família, praticou crimes em série, algo jamais visto.
    Tinham certeza que o bolsonaro, ganharia a eleição.
    Justamente por isso, subiram a ladeira do crime sem medo de ser feliz porque a impunidade estava garantida.

    Todo castigo, será pouco pra essa gente!

    O pior disso tudo e que tem muita gente que adora essa família.
    Sinceramente não consigo entender essa estúpida idolatria.

    Como também não consigo entender a estúpida idolatría pelo Lula.

    São dois mentirosos, dissimulados e hipócritas que qualquer palavra proferida por estes dois seres abjetos, percebemos a capacidade que eles tem de mentir na maior cara de pau.

    E, os seus seguidores, acreditam piamente.

    A nação corre muito perigo com estes dois trastes imprestáveis.

    Particularmente, não aguento mais escutar esses dois.
    Nessa batida, continuaremos a patinar na lama e ver o país afundar na mesma.

    É muito triste ver onde fomos parar…

    José Luis

  6. A hipocrisia sem tamanho em apoio a um governo sem projetos, sem rumo.

    Tudo amplamente denunciado às escâncaras nas palavras da “boca nervosa” Ciro Gomes. Esse é um governo sem planos, sem projetos e alimentado pelo ódio, desejo de vingança e ineficácia. O mundo sofre mudanças em segundos e países se preparam para choques constantes de inovação e tecnologia. Na China aparece até trem que anda sem trilhos e sem condutor numa revolução de modal de transporte. O PT e seu único líder, que jamais permitiu “sombras”, mas aceitou “postes”, continua em sua recuperação de memórias desastrosas e avanços superados, numa busca pelo nada, o vazio, o atraso, a estupides.

    Tudo devidamente acompanhado pela imprensa tradicional, que não se cansa de “passar pano” e passar, na mesma proporção, vergonha. O judiciário, não sei até quando, também, segue “emprestando” seu apoio, aviltando a Constituição Federal e atropelando o devido processo legal. O “cara” que nunca leu nada, mas que ensimesmado afirmou “livros de economia estão superados” continua fazendo inveja a Ofélia, aquela personagem eternizada no humorístico Zorra Total, nome apropriado para identificar a situação dos poderes da União nessa nau sem rumo.

  7. “jornalistas” vendidos que acrescentam falsas informações para causar um grande impacto e depois vão refazendo a noticia,mas o dano está feito pois repetem as bombasticas descobertas onde muitos ouvem e em tudo acreditam, e depois sem alarde vem se corrigindo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *